Fósseis ‘perdidos’ recolhidos por Darwin estavam em armário

Tidos como desaparecidos, vários fósseis recolhidos pelo naturalista inglês Charles Darwin no século 19 foram encontrados em um armário da instituição científica British Geological Survey. A informação é da rede de televisão BBC.
Darwin pegou as amostras de fósseis durante sua histórica viagem com a embarcação Beagle, em 1834, época em que começou a desenvolver a Teoria da Evolução.
Os fósseis estavam ao lado de outras amostras que há mais de 160 anos tinham sido depositadas no mesmo armário. O móvel estava nos porões da instituição, localizada em Keyworth, no centro da Inglaterra.
O responsável pelo achado foi o paleontólogo Howard Falcon-Lang, da Universidade de Londres. Ele resolveu verificar o armário quando viu o rótulo de “plantas fósseis não registradas” em algumas gavetas.
“Dentro havia centenas de lâminas de vidro com amostras de fósseis de plantas, que eram polidas em folhas transparentes para serem examinadas sob o microscópio”, explicou o cientista. “A primeira que peguei já estava etiquetada com o nome de Darwin”, acrescentou.
Estes fósseis de Darwin “se perderam” porque um amigo do cientista, o botânico Joseph Hooker, que estava encarregado da classificação das espécies durante uma breve estadia no British Geological Survey em 1846, se esqueceu de incluí-las no registro da instituição.
As mostras redescobertas foram fotografadas e serão expostas ao público pela internet, indicou a BBC.
Fonte: EFE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Pesquisar

Últimos posts

Arquivo de postagens

Siga o CRBio-04

Rolar para cima