Ativistas protestam contra o apoio público do governo federal e do MMA ao Código Florestal

Aconteceu na manhã de ontem (dia 15), em Brasília, protesto contra o apoio público do governo federal e do Ministério do Meio Ambiente ao texto-base do Código Florestal Brasileiro (PLC 30/2011), aprovado na última semana pelo Senado. O ato, organizado pela Fundação SOS Mata Atlântica, contou com apoio do Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável, coalizão formada por 163 organizações da sociedade civil brasileira.
Os manifestantes hastearam a bandeira da SOS Mata Atlântica e distribuíram o “Manifesto ao Governo Brasileiro contra os Retrocessos na Gestão Ambiental do País”.
No documento, a Fundação destaca a importância de uma Política Nacional de Florestas robusta e uma agricultura sustentável que atenda às necessidades do país com responsabilidade socioambiental. É questionado também o apoio público do governo federal e do Ministério de Meio Ambiente ao projeto que altera o Código Florestal, apesar dos estudos científicos e campanhas que já comprovaram que a maioria da sociedade é contra o novo texto.
Paralelo à manifestação, que foi transmitida ao vivo pelo site Floresta Faz a Diferença, foi realizado um twittaço para mobilizar a sociedade de todas as partes do país em relação ao tema.
Atualmente, o Projeto de Lei que modifica o Código Florestal está sendo discuto na Câmara dos Deputados. Depois de aprovado, ele ainda precisa ser sancionado pela presidente da Dilma Roussef, que prometeu durante sua campanha eleitoral em 2010 que vetaria qualquer alteração no Código que incentivasse novos desmatamentos. Apesar da pressão da bancada ruralista para que a matéria seja votada e entre em vigor ainda este ano, líderes da Câmara sinalizaram que o assunto só entrará na pauta em março de 2012.
Fonte: AMDA
Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Pesquisar

Últimos posts

Arquivo de postagens

Siga o CRBio-04

Rolar para cima