Expectativa da construção de Belo Monte fez desmatamento crescer em Altamira

De acordo com dados divulgados pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), Altamira, no Pará, onde será construída a hidroelétrica de Belo Monte, foi o município que mais desmatou o bioma amazônico no mês de maio. Ambientalistas acreditam que o aumento do desmate se deve a expectativa quanto à construção da usina, que recebeu licença de instalação no começo deste mês.
O Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), desenvolvido pelo Imazon, que realiza monitoramento via satélite, detectou um crescimento da devastação amazônica de 72% no mês passado em relação a maio de 2010. Em toda a região foram perdidos 165 quilômetros quadrados de floresta.
Altamira desmatou sozinha 22 quilômetros quadrados durante o mês de maio. Segundo Adalberto Veríssimo, pesquisador do Imazon, a expectativa da construção de Belo Monte é o fator que melhor explica o dado.
“O desmatamento está concentrado perto da sede, e não em outras regiões do município”, afirmou Veríssimo.
Em segundo lugar na lista de desmatadores do mês de maio está Porto Velho, que também abriga uma mega-hidrelétricas (Santo Antônio e Jirau, no rio Madeira).
Fonte: AMDA
Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Pesquisar

Últimos posts

Arquivo de postagens

Siga o CRBio-04

Rolar para cima