Peixe Vivo conquista 4º Prêmio Brasil de Meio Ambiente

A Cemig foi escolhida como vencedora do 4º Prêmio Brasil de Meio Ambiente na categoria “Melhor Trabalho de Preservação em Fauna e Flora”. A concessionária concorreu com o Programa Peixe Vivo, criado em 2007 com o objetivo de preservar as espécies nativas de peixes nas bacias hidrográficas onde a Empresa tem usinas, favorecendo as comunidades que utilizam os recursos hídricos como fator de desenvolvimento.

Este prêmio é uma iniciativa da Companhia Brasileira de Multimídia – CBM, por meio de seus veículos: Jornal do Brasil, JB Ecológico e JB Online. A premiação é capitaneada pela JB Ecológico, uma das mais importantes publicações da grande mídia impressa nacional voltada exclusivamente para a questão socioambiental e o desenvolvimento sustentável. A solenidade acontecerá no dia 29 deste mês, no Rio de Janeiro.

Com a conquista, o Peixe Vivo coloca-se no cenário nacional como um programa de vanguarda na preservação de espécies da ictiofauna nativa do Estado de Minas Gerais. Segundo João de Magalhães Lopes, analista de meio ambiente da Cemig e coordenador do Programa, o Peixe Vivo se destacou na premiação porque mostrou resultados sólidos durante esses dois anos de existência.

“Com o Programa, a Cemig implantou procedimentos que favoreceram a realização de manobras operativas mais seguras em suas usinas. Adotando medidas de preservação e atitudes responsáveis e mensuráveis, reduzimos os impactos, contando com o apoio das comunidades que nos ajudam a melhorar as nossas ações dia após dia”, explica Magalhães.

Ações

Com a ajuda dos diversos segmentos da comunidade, que auxiliaram no planejamento de alternativas preventivas incorporadas à atuação ambiental da Cemig, o Peixe Vivo investe em três frentes: os programas de conservação da ictiofauna e bacias hidrográficas, a produção de conhecimento científico para subsidiar esses programas e a promoção do envolvimento da comunidade nas atividades previstas.

Os programas de conservação prevêem ações para garantir que a intervenção humana seja pautada pelas melhores estratégias disponíveis para conservação de peixes, como a implantação de sistemas de transposição, repovoamento com espécies nativas, restauração de habitats críticos, reflorestamento e ações preventivas na operação de usinas que garantiram, entre 2007 e 2008, o resgate de 15,4 mil quilos de peixes em usinas da Cemig.

Para criar estratégias mais eficientes e subsidiar os programas de conservação, a Empresa ainda promove parcerias com centros de pesquisa para aquisição de conhecimento científico. O objetivo é garantir um aumento exponencial de informações sobre a biologia, ecologia, fisiologia e comportamento das espécies nativas de peixes.

Além disso, a comunidade participa no desenvolvimento do Programa, que estabelece canais de comunicação garantindo a transparência das atividades e o atendimento às demandas locais.

O Prêmio

A exemplo de suas edições anteriores, o Prêmio contou com o patrocínio da Petrobras e estruturação técnica da Confederação Nacional da Indústria – CNI, pela Diretoria de Meio Ambiente da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro – FIRJAN.

A iniciativa, que cobre todo território nacional, se confirma como um grande acontecimento para o País em termos de ecologia, causando grande e pró-ativo impacto na sociedade brasileira.

Fonte: News Peixe Vivo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Pesquisar

Últimos posts

Arquivo de postagens

Siga o CRBio-04

Rolar para cima