quarta-feira, 10 de abril de 2019

Vaga para biólogo no Projeto Onças do Iguaçu




O Projeto Onças do Iguaçu, ligado ao Parque Nacional do Iguaçu, está contratando um profissional (MEI) para atuar como Responsável Técnico de pesquisa. O contrato inicial é de três meses (experiência), com posterior extensão até dezembro de 2019 e possibilidade de renovação.

Os interessados têm até o dia 20 de abril para encaminharem um e-mail para projetooncasdoiguacu@gmail.com contendo currículo, carta de intenções e duas cartas de recomendação.

Após a avaliação dos documentos serão selecionados cinco candidatos para uma entrevista, que deverá ocorrer na primeira semana de maio.

Mais detalhes da vaga:


ATRIBUIÇÕES
• Executar as ações de pesquisa do Projeto Onças do Iguaçu, subordinado à Coordenação Executiva do Projeto;
• Conduzir o estudo da dieta de onças-pintadas, em parceria com o Proyecto Yaguareté;
• Estruturar e coordenar um programa de estágio;
• Conduzir o monitoramento da base de presas de onças-pintadas no Parque Nacional do
Iguaçu;
• Conduzir o monitoramento de onças-pintadas em áreas de visitação pública no PNI
para embasar decisões referentes à segurança;
• Conduzir censos bianuais de onças-pintadas no Parque Nacional do Iguaçu, em colaboração com o Proyecto Yaguareté;
• Avaliar casos de possível predação de animais domésticos ou de criação na região do Iguaçu, incluindo os 14 municípios lindeiros ao Parque Nacional;
• Auxiliar na elaboração de projetos para serem submetidos a potenciais financiadores;
• Elaborar relatórios das atividades desenvolvidas;
• Elaborar artigos para publicação em revistas científicas;
• Auxiliar na definição e implementação de métodos preventivos de predação;
• Participar de ações de engajamento e coexistência quando solicitado;
• Manter atualizado o manual de identificação das onças-pintadas do PNI;
• Manter atualizado um banco de dados com avistamentos de onças-pintadas no PNI;
• Auxiliar na organização das campanhas de capturas de onças-pintadas;
• Participar e desenvolver, quando solicitado, atividades de capacitação das comunidades locais;
• Auxiliar no desenvolvimento de cursos e ministrar palestras;
• Trabalhar em estreita cooperação com o Proyecto Yaguareté.

FORMAÇÃO
• Formação em biologia ou veterinária;
• Desejável pós-graduação na área de mamíferos carnívoros;
• Habilidades de pesquisa comprovadas, incluindo design experimental e análise de dados biológicos;
• Experiência em trabalhos de monitoramento de fauna, incluindo trabalhos de campo e
análises estatísticas;
• Desejável experiência no uso de GIS;
• Desejável experiência no uso de softwares de análise estatística, especialmente R;
• Experiência em uso de armadilhas fotográficas;
• Desejável experiência em trabalho com colares, telemetria e análise de dados;
• Experiência em elaboração de projetos para arrecadação de recursos e relatórios
Técnicos;
• Desejável conhecimento do uso do Protocolo TEAM;
• Desejável experiência com estudo de dieta de carnívoros;
• Desejável conhecimento de língua inglesa;
• Ter carteira de motorista.

HABILIDADES
• Habilidade de trabalhar em equipe e sob liderança de um coordenador;
• Habilidade em relações interpessoais com comunidades e com a equipe;
• Habilidades de pesquisa comprovadas demonstrando entendimento sobre elaboração
 de projeto de pesquisa e análise de dados biológicos com ênfase em grandes
 carnívoros;
• Disponibilidade para trabalhar em horários variáveis, inclusive durante a noite, e fazer eventuais plantões em finais de semana e feriados;
• Disponibilidade para trabalhar em campo em áreas de difícil acesso, e pernoitar em campo quando necessário;
• Capacidade de participar na elaboração de soluções multidisciplinares para a coexistência entre onças e pessoas;
• Colaborativo e orientado para o trabalho em equipe.

Um comentário:

Unknown disse...

Olá,
Alguma atualização sobre a vaga?
Se já foi preenchida ou se terá novo processo de candidatura?