sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Concurso Público São José do Xingu – MT (CR para Biólogos)


A Prefeitura do Município de São José do Xingu, Estado de Mato Grosso, divulgou que encontram-se abertas as inscrições do novo concurso público, o qual prevê o preenchimento de servidores efetivos da Prefeitura.

O cargo Biólogo é destinado a cadastro de reserva e o vencimento é de R$1.855,15.

Os interessados devem acessar o site www.noroesteconcursos.com.br para efetivar a inscrição. O prazo vai até o dia 10 de setembro.

As provas objetivas estão previstas para serem aplicadas no dia 27 de outubro de 2013.

Mais informações:

Processo Seletivo Cefet (01 vaga para Professor)


O Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet) lançou o edital 135/2013 que visa contratar professores.

Existe 01 vaga para a disciplina de Biologia.

O local de atuação é na Unidade de Nepomuceno.

As inscrições ficam abertas até o próximo dia 08 de setembro de 2013, através do site www.cefetmg.br .

O edital não especifica a remuneração. Informações referentes às provas serão divulgadas posteriormente.

Mais informações:

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

O verde no vermelho - O dia em que ultrapassamos os limites do planeta



Por Márcia Pimenta, jornalista e articulista do Portal EcoDebate

Todos nós já estamos cansados de saber que, para a maior parte dos trabalhadores, o salário não consegue chegar até o fim do mês. Cada vez tá mais difícil fechar as contas e não entrar no vermelho. Para o planeta Terra a coisa também não está nada boa. Todos os anos, desde os anos 80, o planeta vê seu estoque natural previsto para durar um ano, acabar muito antes.

Este ano esse dia chegou em 20/08 e até o final do ano estaremos usando recursos que estavam provisionados para o ano seguinte. Atingimos o limite da Terra consumindo recursos numa velocidade 50% maior do que a sua capacidade de se recompor. Para que as contas do planeta e os hábitos de consumo de seus moradores fechassem, seriam necessários 1.5 planetas. Impossível!

A dívida ecológica que vem se acumulando se manifesta de várias formas e a mais comentada é o aquecimento global, mas a degradação ambiental do planeta apresenta outras faces como a desertificação, perda de solo, poluição das águas, diminuição do estoque pesqueiro, buraco na camada de ozônio, contaminação de alimentos e da água por fertilizantes e agrotóxicos, entre outros. Mundialmente estas questões tendem a ser observadas como problemas ambientais, quando na verdade trata-se da falta de uma perspectiva sustentável para o desenvolvimento.

Para avaliar até que ponto nossos impactos e consumo já ultrapassaram os limites, Willian Rees e Mathis Wackernagel criaram o conceito da pegada ecológica que busca revelar quanto de área produtiva de terra e de mar do planeta é necessário para prover os recursos e assimilar os resíduos gerados pelas atividades humanas.

Em 1961, a humanidade usava 70% da capacidade produtiva da Terra. Porém com o crescimento populacional a partir dos anos 80 e o consequente aumento do consumo, a capacidade do planeta em fornecer os recursos necessários para as atividades humanas começou a mostrar-se insuficiente. Por volta de 1999 já consumíamos 25% a mais do que a capacidade de regeneração do planeta. Em outras palavras, o planeta precisaria de um ano e três meses para gerar os recursos usados pela humanidade num único ano. Dessa forma, criamos um déficit insuportável para as gerações futuras.

Estudos constataram que a área produtiva disponível a cada habitante do planeta é 1,8 hectares (ha), mas hoje os americanos já usam mais do que o quíntuplo, ou seja, 9,71ha. Como será possível equacionar esta questão, se os países do sul, em desenvolvimento, ainda precisam satisfazer necessidades básicas do seu povo, em um planeta que usa recursos naturais além da sua capacidade de regeneração? Optarão os países mais ricos por um decréscimo no crescimento em solidariedade àqueles que não têm atendidas necessidades básicas como alimentação, saúde, saneamento e educação? Dificilmente...

Apesar da pouca visibilidade, o cálculo pegada ecológica oferece uma boa pista para entender como países e indivíduos utilizam seus recursos naturais. Individualmente podemos pressionar nossos governantes a adotarem posturas que fortaleçam a sustentabilidade em seus processos produtivos e também calcular como nosso estilo de vida impacta negativamente a capacidade da oferta de serviços ambientais pelos ecossistemas.

Quer saber qual é a sua "pegada"? Acesse.

Fonte: EcoDebate

Consumo ultrapassou capacidade de renovação que a Terra poderia oferecer em 2013



A cota de recursos naturais que a natureza poderia oferecer em 2013 se esgotou no último dia 20 de agosto. A data, inclusive, assinalou o Dia da Sobrecarga da Terra, marco anual de quando o consumo humano ultrapassa a capacidade de renovação do planeta. O cálculo foi divulgado pela Global Footprint Network (Rede Global da Pegada Ecológica), organização não governamental (ONG) parceira da rede WWF.

O levantamento compara a demanda sobre os recursos naturais empregados na produção de alimentos e o uso de matérias-primas com a capacidade da natureza de regeneração e de reciclagem dos resíduos, a chamada pegada ecológica (medida que contabiliza o impacto ambiental do homem sobre esses recursos). Em menos de oito meses, o consumo global exauriu tudo o que a natureza consegue repor em um ano e, entre setembro e dezembro, o planeta vai operar no vermelho, o que causa danos ao meio ambiente.

De acordo com a Global Footprint Network, à medida que se aumenta o consumo, cresce o débito ecológico, traduzido em redução de florestas, perda da biodiversidade, escassez de alimentos, diminuição da produtividade do solo e o acúmulo de gás carbônico na atmosfera. Essa sobrecarga acelera as mudanças climáticas e tem reflexos na economia.

Segundo os cálculos dessa contabilidade ambiental, a Terra está entrando “no vermelho da conta bancária da natureza” cada vez mais cedo. No ano passado, o Dia da Sobrecarga ocorreu em 22 de agosto. Em 2011, em 27 de setembro.

Para o diretor executivo da Conservação Internacional, André Guimarães, a humanidade vai pagar a conta desse consumo excessivo na forma de perda de qualidade de vida, de mais pobreza e doenças, caso não mude esse quadro. “Esse ritmo de consumo no longo prazo vai culminar na exaustão dos recursos naturais. Estamos colocando nossa qualidade de vida e nosso futuro em risco. Se consumirmos em excesso a natureza, em algum momento vamos ter que pagar essa conta na forma de poluição, doenças, água menos disponível para nosso desenvolvimento e nosso uso, pobreza e falta de alimentos”, disse Guimarães.

Para o ambientalista, o desafio para as nações é achar uma maneira de se desenvolver reduzindo a demanda pelo capital natural. “Assim conseguimos fechar a equação de meio ambiente preservado e economia sustentável”.

Segundo pesquisas da Global Footprint Network, os atuais padrões de consumo médio da humanidade demandam uma área de um planeta e meio para sustentá-los. As projeções indicam que se o estilo de vida continuar no ritmo atual, o homem precisará de duas Terras antes de 2050.

Estudos da ONG internacional mostram que, no início da década de 1960, a humanidade empregou somente cerca de dois terços dos recursos ecológicos disponíveis no planeta. Esse panorama começou a mudar na década seguinte, quando o aumento das emissões de gás carbônico e a demanda humana por recursos naturais passaram a exceder a capacidade de produção renovável do planeta.

Atualmente, mais de 80% da população mundial vivem em países que usam mais recursos do que seus próprios ecossistemas conseguem renovar. Os países devedores ecológicos já esgotaram seus próprios recursos e têm de importá-los. No levantamento da Global Footprint Network, os japoneses consomem 7,1 vezes mais do que têm e seriam necessárias quatro Itálias para abastecer os italianos.

Nesse panorama traçado pela Global Footprint Network, o Brasil aparece ao lado das nações que ainda são credoras ambientais, com reservas naturais abundantes. Esse quadro, porém, está mudando. O presidente da ONG, Mathis Wackernagel, lembra que o país tem uma grande riqueza natural que está sob pressão devido ao aumento populacional e aos padrões de consumo. “O Brasil precisa reconhecer sua riqueza e como pode usá-la sem gastá-la. O capital natural vai se tornar cada vez mais importante em um mundo com restrições de recursos”, disse Mathis, que enfatiza a importância de se investir em energia solar e eólica. 

Segundo o diretor executivo da Conservação Internacional, o Brasil ainda tem abundância de capital natural e espaço para crescer. “Os países desenvolvidos já ultrapassaram o limite de consumo de matérias-primas naturais. Se todos os habitantes da Terra tivessem o mesmo padrão de consumo dos norte-americanos, nós íamos precisar de quase cinco planetas para dar conta das demandas da população. O padrão de consumo dos países desenvolvidos desorganiza essa balança e o Brasil está na posição intermediária caminhando a passos largos para ser um alto consumidor de capital natural”, declarou André Guimarães.

Para ambientalistas, a sociedade precisa repensar seu estilo de vida. Nesse contexto, dizem, a educação e a informação são instrumentos importantes para uma mudança de valores. De acordo com a secretária-geral do WWF-Brasil, Maria Cecília Wey de Brito, cidadãos e governos têm papel fundamental na redução dos impactos do consumo sobre os recursos naturais. “Políticas públicas voltadas para esse fim, como a oferta de um transporte público de qualidade e menos poluente, construção de ciclovias e o estímulo ao consumo responsável são essenciais para reduzir a pegada ecológica”, disse Maria Cecília.

Ela lembra que as pessoas podem fazer sua parte. Reduzir o desperdício de água e energia, o consumo de carne bovina e de alimentos altamente processados, usar mais transporte coletivo e adquirir produtos certificados são algumas das atitudes recomendadas.

“É importante que as pessoas se lembrem de que qualquer desperdício de energia, por menor que pareça, está sendo feito às custas do planeta ao gastar mais combustível fóssil. Podemos fazer nossas escolhas lembrando que a Terra é finita, como é a nossa conta no banco. A gente só tem esse planeta, por que não cuidar dele?”, ressaltou a secretária-geral do WWF-Brasil.

Fonte: Agência Brasil

Novo radar promete monitorar desmatamento na Amazônia com maior precisão



Até o final do ano, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) vai colocar um radar em operação para detectar as áreas de desmatamento na Amazônia com mais precisão. Com o uso da ferramenta, a cobertura de nuvens não irá mais restringir o trabalho de monitoramento. A promessa é de controlar 90% das áreas de risco de degradação.

O radar vai ficar a bordo do Alos 2, que será lançado pela agência espacial japonesa Jaxa, parceira do Brasil. E vai trabalhar com uma frequência chamada Banda L, adequada para a detecção do início do desmatamento. O radar capta mais áreas de desmatamento e degradação, pois sua capacidade não se limita com o aparecimento de nuvens. No caso do Sistema de Detecção de Desmatamentos em Tempo Real (Deter), via satélite, a vigilância é feita com clareza em épocas de seca. Quando chove, o controle é mais difícil e o processo de entrega da relação de dados é mais longo. O atraso também influencia negativamente qualquer tentativa de controle do desmatamento.

Segundo reportagem do portal Terra, o Deter começou a operar em 2004 e os sensores utilizados desde então já estão obsoletos. "O satélite tem uma resolução fixa de 250 metros de distância. Caso ele tente fazer mais que isso, há uma perda total da qualidade das imagens. Por isso, resolvemos utilizar o radar", disse Dalton Valeriano, coordenador do novo sistema. Para ele, o Deter é "inconfiável para o mapeamento anual". O radar seria um complemento para o satélite já existente.

Alberto Veríssimo, pesquisador e cofundador do Imazon, acredita que a utilização do radar não deve frear o desmatamento. "Pelas análises do Sad [sistema parecido com o Deter], a estimativa é de que o desmatamento aumente em 80% nos próximos anos. Mas o Brasil está com a luz de alerta ligada. O país ainda tem instrumentos para controlar esses números. É importante que o governo corrija algumas falhas que cometeu do ano passado para cá para que a redução contínua do desmatamento seja uma realidade", comentou Veríssimo ao se referir ao aumento da destruição recente da floresta depois do anúncio do menor índice, em 2012, desde o início do monitoramento.

O coordenador do novo sistema de monitoramento se mantém otimista e acredita que as novas tecnologias serão capazes de vigiar com eficiência a floresta. "Para o futuro, os sistemas vão estar mais aprimorados e com uma captação bem maior. Se todos os satélites estiverem em funcionamento, pode haver uma abrangência total das áreas não observadas. E nós estamos nos adaptando para acompanhar essa evolução", pontuou.

Fonte: AMDA

3ª Vara Federal de Goiás reforça a autorização legal para o exercício das análises clínicas pelos Biólogos


O Conselho Regional de Biologia da 4ª Região (CRBio-04), tendo como assistente o Conselho Federal de Biologia - CFBio saiu vitorioso na sentença prolatada na Ação Civil Pública ajuizada pelo Conselho Regional de Biomedicina da 3ª Região (CRBM-03), que pretendia suspender os efeitos da Resolução nº 12/1993 do CFBio, que autoriza os profissionais da área da Biologia a praticar atividades de Análises Clínicas.

A sentença foi dada pelo Juiz Federal da 3ª Vara da Seção Judiciária do Estado de Goiás, Dr. Leonardo Bulssa Freitas, no dia 9 de agosto de 2013, que julgou improcedente o pedido do Conselho Regional de Biomedicina da 3ª Região, por considerar que a legislação autoriza o Biólogo ao exercício da atividade de Análises Clínicas. Condenou ainda ao pagamento das custas processuais e honorários dvocatícios.

O magistrado decidiu que, “A Constituição Federal no art. 5º, XIII determina que ‘é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações que a lei estabelecer’.

Assim, a lei (e somente esta) pode restringir o desempenho de certas profissões ao cumprimento de alguns requisitos, a fim de proteger interesses públicos que restariam violados se tais profissões fossem praticadas por pessoas sem a devida capacitação.(...) De acordo com o art. 10, II, da Lei nº 6.684/79, compete ao Conselho Federal de Biologia exercer a função normativa, baixar atos necessários à interpretação e execução do disposto na mencionada Lei, bem como fiscalizar o exercício profissional, adotando providências indispensáveis à realização dos objetivos institucionais.

O mesmo texto legal também definiu quais atribuições do biólogo e o fez nos seguintes termos: Art. 2º Sem prejuízo do exercício das mesmas atividades por outros profissionais igualmente habilitados na forma da legislação específica, o Biólogo poderá:

I – formular e elaborar estudo, projeto ou pesquisa científica básica e aplicada, nos vários setores da Biologia ou a ela ligados, bem como os que se relacionem à preservação, saneamento e melhoramento do meio ambiente, executando direta ou indiretamente as atividades resultantes desses trabalhos;

II – orientar, dirigir, assessorar e prestar consultoria a empresas, fundações, sociedades e associações de classe, entidades autárquicas, privadas ou do poder público, no âmbito de sua especialidade;

III – realizar perícias e emitir e assinar laudos técnicos e pareceres de acordo com o currículo efetivamente realizado.(...) 

Vê-se, portanto, que tal norma não deixou privativamente a cargo de biomédicos o desempenho das atividades que arrola em seus incisos.

Exercendo a competência normativa, o Conselho Federal de Biologia editou a resolução n. 12/93, que dispõe sobre a regulamentação para a concessão de Termo de Responsabilidade Técnica em Análises Clínicas. (...)

Vê-se, por conseguinte, que a autarquia federal de fiscalização da profissão de biólogo dispõe que os biólogos podem enveredar na  seara de análises clínicas, desde que em seus currículos constem as matérias elencadas no art. 1º da Resolução n. 12/93, o que pressupõe habilitação deles para tanto. (...) Do exposto, JULGO IMPROCEDENTE o pedido formulado na inicial, na forma do art. 269, inciso I, do Código de Processo Civil.” (sic)

Vale a lembrança de que o CFBio atualizou a regulamentação acrescentando as áreas e subáreas de conhecimento do Biólogo, onde agregam-se as áreas de Análises Clínicas, Farmacologia, Farmacologia Geral, Farmacologia Molecular, Biodisponibilidade, Etnofarmacologia, Farmacognosia, Farmacocinética, Modelagem Molecular e Toxicologia.Assim, resta demonstrado que os Biólogos, desde que seus currículos efetivamente realizados atendam às exigências legais e regulamentares, podem trabalhar no campo das análises clínicas.

Fonte: CFBio

CFBio encaminha Recurso para MPU alterar edital de concurso


O Conselho Federal de Biologia – CFBio ingressou, no dia 21 de agosto de 2013, com um Recurso Administrativo junto ao presidente da Comissão do 8º Concurso do Ministério Público da União (MPU), solicitando a inclusão do Biólogo para concorrência às vagas ofertadas no edital.

O pedido é para que o MPU retifique imediatamente o edital para as vagas em cargos de nível superior, incluindo os Biólogos dentre os legitimados para se inscreverem e concorrerem ao cargo 16: Analista do MPU – Área de atividade: Perícia – Especialidade: Engenharia Ambiental, juntamente com os Engenheiros Ambientais e para que seja adequada a exigência de registro no(s) CRBio(s) – Conselhos Regionais de Biologia.

O requerimento foi feito baseando-se nas atribuições do Biólogo previstas na Lei nº 6.684/79, no Decreto nº 88.438/83 e nas Resoluções que tratam das áreas e subáreas do conhecimento, das especialidades e das áreas de atuação do Biólogo, bem como, confiante de que o Ministério Público da União não endossará a busca por reserva de mercado empreendida por certas categorias profissionais.

O Conselho Federal de Biologia requereu, ainda, que o edital, devidamente retificado, preveja um novo prazo para inscrições, a fim de garantir a igualdade de condições de concorrência a todos os possíveis interessados e atendidos os preceitos constitucionais e legais.

Fonte: CFBio

Encontro Científico de Estudos Biológicos




Data
02 a 06 de setembro

Local
ILES/ULBRA ITUMBIARA-GO

Apoio
CRBio04

Mais informações

História de Saint-Hilaire/Lange vira documentário



Uma das estratégias de divulgação das unidades de conservação e da importância delas para a sociedade é utilizar ferramentas audiovisuais. São histórias e imagens que exaltam a biodiversidade e também o turismo local. Pensando nisso, o estudante do curso de graduação em Gestão Ambiental na Universidade Federal do Paraná (UFPR), Péricles Augusto dos Santos, desenvolveu um documentário sobre o Parque Nacional (Parna) de Saint-Hilaire/Lange, unidade de conservação (UC) sob gestão do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). O documentário foi o trabalho de conclusão de curso (TCC) do estudante.

Com o título "Na Trilha da Conquista", o documentário de 30 minutos mostra a história da conquista da Torre da Prata, em 1944, considerado um dos atrativos do parque e a abertura da trilha, em 1966 e que ainda hoje é usada na subida da montanha. Também são abordadas as atividades de ordenamento do uso público e de pesquisas científicas realizadas na unidade de conservação recentemente. A conquista pessoal de Péricles em subir a montanha também é mencionada na produção.

A pré-estreia do documentário ocorreu no dia 14, na UFPR Litoral, em Matinhos (PR), durante a apresentação do TCC de Péricles. Após o vídeo ser assistido pelo público presente o autor falou sobre o processo de produção do documentário. Na ocasião, ele argumentou que o trabalho tem como principal objetivo ser um material de apoio na sensibilização da população quanto à importância do Parque Nacional Saint-Hilare/Lange.

Após a apresentação do estudante, a banca avaliadora fez ponderações e sugestões de melhorias. O analista ambiental do parque, Rodrigo Filipak Torres, fez parte da banca do trabalho e comentou que este tipo de iniciativa é muito importante para a unidade de conservação e que deveria ser uma ferramenta melhor explorada pelos órgãos gestores das unidades de conservação no Brasil. A produção do documentário teve a orientação da professora Liliani Marília Tiepolo, da UFPR.

Para assistir o trailer do documentário "Na Trilha da Conquista", acesse: 

Fonte: ICMBio

Desafios no enfrentamento do risco biológico: incertezas atuais em um mundo globalizado



A Universidade Federal da Bahia (UFBA) sedia, no dia 30 de agosto às 10 horas, o Café Científico “Desafios no enfrentamento do risco biológico: incertezas atuais em um mundo globalizado”, em Salvador, na Bahia.

A palestra será proferida por Leila Macedo, doutora em microbiologia e presidente da Associação Nacional de Biossegurança (ANBio), que destacará o compromisso e o engajamento dos profissionais com as medidas de biossegurança e biosseguridade.

O evento é uma prévia das atividades do 8º Congresso Brasileiro de Biossegurança, que será realizado no fim de setembro, também em Salvador.

Mais informações sobre o congresso:

Concurso Público UFVJM (04 vagas para Professor)


Estão abertas as inscrições do concurso público da UFVJM - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, que objetiva a contratação de professores Adjunto ou Assistente, nos Campi de Mucuri e Diamantina.

Existem vagas de docentes para a área de Fisiologia Humana, biofísica, Imunologia, Farmacologia, Metodologia científica; Anatomia humana, neuroanatomia, neurofisiologia, metodologia científica; Microbiologia, parasitologia e patologia geral, metodologia científica; Microbiologia, parasitologia e patologia geral, metodologia científica.

A remuneração é de R$8.049,77. Todos os cargos exigem doutorado do candidato.

Os interessados em participar devem fazer sua inscrição até o dia 11 de outubro de 2013, de segunda a sexta-feira, das 10h às 11h30 e das 14h às 17h na Pró-reitoria de Gestão de Pessoas – PROGEP- Rodovia MGT 367- km 583, nº 5000 – Alto da Jacuba / CEP: 39100-000, Diamantina- MG / Tel: (38) 3532-1200 – Ramal 1354.

Mais informações:

Processo Seletivo UFV (01 vaga para Professor)


O edital 124/2013 da Universidade Federal de Viçosa (UFV) pretende preencher uma vaga de docente, na área de Biologia, Microbiologia e Parasitologia.

O local de atuação é no Campus de Florestal.

A remuneração é de R$2.274,28.

As inscrições permanecerão abertas até o dia 07 de setembro de 2013, na secretaria da Comissão Permanente de Pessoal Docente (CPPD) ou em um dos escritórios da reitoria em Brasília ou Belo Horizonte.

Até o momento não foram divulgadas os meios de avaliações previstos para o certame.

Mais informações:

Concurso Prefeitura de Rio Claro – RJ (02 vagas para Biólogos)


A Prefeitura Municipal de Rio Claro (RJ) divulgou o edital de abertura do novo concurso público, o qual prevê o preenchimento do quadro de cargos públicos existentes.

As inscrições serão recebidas de 02 a 13 de setembro de 2013, exclusivamente, pelo site da organizadora www.ibam-concursos.org.br .

Os cargos Biólogo Ambiental (01 vaga) e Biólogo Sáude (01 vaga e exige especialização em Análises Clínicas) possuem vencimento base de R$2.112,52.

A prova objetiva, caráter eliminatório, está marcada para o dia 27 de outubro de 2013. Ainda haverá prova de títulos para os cargos de nível superior.

Mais informações:

Concurso Público São Marcos – RS (CR para Biólogos)


Estão abertas as inscrições do concurso público da Prefeitura Municipal de São Marcos (RS), o qual prevê o preenchimento do quadro de servidores estatutários do município.

O cargo Biólogo é destinado a cadastro de reserva.

O vencimento é de R$2.463,48 e a jornada de trabalho é de 20 horas semanais.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.objetivas.com.br, até o dia 15 de setembro de 2013.

A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, está prevista para ser aplicada a todos os inscritos no dia 09 de novembro de 2013.

Mais informações:

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

XXXI Encontro Anual de Etologia



A Universidade de São Paulo realizará, de 10 a 13 de novembro de 2013, o XXXI Encontro Anual de Etologia. O evento ocorrerá na cidade de São Paulo, e é voltado a estudantes e profissionais que possuem interesse pelo estudo do comportamento animal.

Haverá a realização de plenárias, simpósios e minicursos e apresentação de trabalhos através de pôsteres. Resumos podem ser enviados até o dia 15 de setembro. 

Mais informações: 

Brasileiros descobrem nova espécie de porco-espinho em Pernambuco



Cientistas brasileiros anunciaram nesta quarta-feira (10) a descoberta de uma nova espécie de porco-espinho, que habita principalmente em árvores, no Nordeste.

Antonio Rossano Mendes Pontes disse que sua equipe encontrou o roedor, que tem espinhos marrom-escuros com pontas avermelhadas, em um trecho pequeno e isolado de Mata Atlântica do estado de Pernambuco. Como a região tem apenas 2% de floresta original preservada, a espécie recém-descoberta já pode ser considerada ameaçada.

Conhecido pela população local como coandu-mirim, Pontes e seu grupo deram ao porco-espinho o nome científico de Coendou speratus. "Em latim, speratus quer dizer esperança, porque é o que temos para seu futuro," disse Pontes, professor de Zoologia da Universidade Federal de Pernambuco.

A equipe calcula que existam quatro porco-espinhos por quilômetro quadrado na região de fragmentos florestais perto da Usina Trapiche, ao norte do rio São Francisco, onde ele foi descoberto. Mas Pontes diz duvidar que mais animais existam fora deste pequeno trecho de mata. Mesmo que eles sejam encontrados, há poucas chances dos diferentes grupos terem cruzado entre si, o que significa que o acervo genético da floresta deva estar comprometido por endocruzamentos.

O porco-espinho é um animal notívago, e dorme em buracos nos troncos de árvores.

Predadores de médio e grande porte, como onças e cães domésticos, são os inimigos naturais do coandu-mirim. Mas quem oferece a maior ameaça à espécie é o ser humano. "Os homens estão desmatando e incendiando florestas, e também caçam os porco-espinhos", disse Pontes, que pesquisa a área desde 2000.

"Começamos pesquisando toda a literatura que descreve a fauna da região, desde os primeiros colonizadores e descobrimos que muitos dos animais descritos já estão extintos," afirmou o pesquisador. "Um dos aspectos mais interessantes desta descoberta é que esta espécie nunca foi mencionada na literatura e permanecia desconhecida até agora".

"Dada a velocidade de destruição deste bioma, já que 98% da Mata Atlântica original já foi destruída, imagine quantas espécies se extinguiram antes que nós pudéssemos saber que elas existiam", refletiu.

O artigo científico de Pontes que descreve o Coendou speratus foi publicado na última edição do periódico Zootaxa.

Fonte: Último Segundo

I Semana de Estudos em Ciências Biológicas – I SEBio



Data
02 a 07 de setembro de 2013

Realização
Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)

Local
Campus da UFMT ,  Pontal do Araguaia (MT)

Blog do evento

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Semana das Ciências Biológicas UNICERP



O UNICERP (http://www.unicerp.edu.br) realiza do dia 03 ao dia 06 de setembro, na cidade mineira de Patrocínio, a Semana das Ciências Biológicas.

O tema de 2013 é 'As diversas faces da Biologia'.

A programação tem apresentações de dança e teatro, discussão sobre as áreas de atuação do Biólogo e palestras sobre temas diversos da profissão, como filosofia ambiental, neurobiologia e bioinformática.

O evento tem o apoio do CRBio04.

Mais informações:
http://migre.me/fSibq

X Semana da Biologia



Em 2013, a 10ª edição da Semana da Biologia, Curso de Ciências Biológicas da Faculdade Anhanguera de Brasília, tem como tema a diversidade dos biólogos.

O evento acontecerá de 16 a 20 de setembro de 2013 e será um espaço para discussão de assuntos de interesse de biólogos e futuros biólogos, com palestras, minicursos e atividades culturais.

As vagas são limitadas.

Mais informações:

Concurso Público UFPA (02 vagas para Biólogos)


Foi divulgado o edital destinado a concurso público da UFPA - Universidade Federal do Pará (Edital 127/2013), que pretende preencher vagas para cargos Técnicos-Administrativos.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.ceps.ufpa.br, até o dia 16 de setembro de 2013.

O cargo Biólogo possui 02 vagas em aberto (local de atuação em Altamira ou Belém).

A remuneração mensal é de R$3.138,70. 

As provas objetivas serão aplicadas no dia 17 de novembro de 2013, nas cidades de Abaetetuba, Altamira, Ananindeua, Belém, Bragança, Breves, Cametá, Capanema, Castanhal, Salinas, Soure e Tucuruí.

Ainda haverá avaliação de títulos (realizada em Belém), de caráter classificatório.

Mais informações:

domingo, 25 de agosto de 2013

Curso Licenciamento Ambiental: Abordagem Jurídica e Procedimental




Promoção
CBCN - Centro Brasileiro para Conservação da Natureza e Desenvolvimento Sustentável

Data
21 de setembro de 2013

Horário
8h às 12h e de 13h às 17h

Local
Manhuaçu - MG

Mais informações

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

O posicionamento ecológico deve estar acima do econômico



Por Marcus Eduardo de Oliveira (Professor de economia. Articulista do portal EcoDebate. Mestre em Integração da América Latina -USP)

Sem retórica ou exagero desmesurado, uma das mais urgentes necessidades em termos de organização da sociedade é a de conciliar desenvolvimento econômico com a promoção do desenvolvimento social, respeitando e resguardando o meio ambiente. A ideia central é procurar compatibilizar as dimensões econômica, social e ambiental; ponto de partida para tentar superar o dilema dicotômico entre "crescer" e "preservar o equilíbrio ecológico"; dito de outra forma, entre "prosperar" (econômica e socialmente) "sem destruir" (ambientalmente).

Na essência, busca-se alcançar e cumprir três princípios básicos que estão referenciados no Relatório Brundtland (publicado em 1987), também conhecido como "Nosso Futuro Comum": desenvolvimento econômico (aspiração imanente da humanidade), proteção ambiental (o cuidado para com a nossa Casa Comum, a Mãe Terra) e equidade social (a inclusão dos excluídos).

Com isso, para superar a dicotomia acima referenciada tem-se um evidente questionamento do ecologismo sobre a racionalidade econômica, tendo em conta que essa última, pelas lentes do pensamento neoclássico - que em geral forma a maneira de pensar dos economistas - pouco se importa com as consequências (degradação do capital natural) ambientais advindas de uma política de intenso estímulo ao crescimento econômico.

Por sinal, alcançar o crescimento a qualquer custo se transformou numa espécie de obsessão da macroeconomia convencional, ignorando com isso os graves distúrbios gerados na biosfera, pondo em risco a base de sustentação da vida, uma vez que, em decorrência da expansão econômica produtiva, os limites biofísicos são completamente desrespeitados. É a atividade econômica dilapidando o capital natural.

Nesse pormenor, cabe citar uma importante passagem que consta do Manual Global de Ecologia (1993): "A produção de alimentos, energia e artigos industrializados está fortemente relacionada à deterioração do sistema que garante a vida na Terra. Entre 1950 e 1986, quando a população do mundo duplicou, o consumo de grãos aumentou 2,6 vezes, o uso de energia cresceu 3,2 vezes, a potência efetiva da economia quadruplicou, e a produção de bens manufaturados cresceu sete vezes. ( %u2026 ) Atualmente, o ser humano consome em alimentos, direta ou indiretamente, cerca de 40% do total de terras cultivadas no mundo".

É exatamente por esse tipo de atuação invasiva (a atividade humana interferindo nos ciclos naturais da Terra) que o crescimento econômico não pode continuar sua "jornada" de deterioração dos recursos naturais e dos ecossistemas.

Continuar estimulando a aceleração do crescimento da atividade produtiva é aumentar substancialmente a perda de diversidade biológica e dos serviços ecossistêmicos. Não há como escapar dessa verdade: aumentar a produção econômica é, dentre tantos outros possíveis estragos ambientais, sinônimo de "jogar" mais poluição na atmosfera.

Os elevados níveis de poluição e contaminação do ar não deixam dúvidas quanto à reposta que esse tipo de prática econômica expansiva oferece ao meio ambiente. No mundo, mais de dois milhões de pessoas morrem a cada ano por "respirar poluição", alojando nos pulmões pequenas partículas (PM 10) geradas pela queima de combustíveis fósseis, além da poluição de ozônio (O3).

Somente na América Latina e no Caribe, a cada ano, morrem aproximadamente 35 mil pessoas devido à contaminação do ar; na Europa, são mais de 150 mil e, no leste da Ásia, mais de 1 milhão de vidas são ceifadas pelo mesmo motivo. É no mínimo vergonhoso presenciar que em pleno século 21 ainda se computam vidas perdidas devido à poluição.

Por isso, o posicionamento ecológico, ao deixar claro que há limites e medidas restritivas para o aumento da produção econômica, deve estar acima do pensamento econômico tradicional, ferindo assim, para desespero dos economistas tradicionais, o dogma atinente ao crescimento econômico, visto e defendido, erroneamente, como fator preponderante para consolidar a prosperidade de uma sociedade.

Com um padrão de consumo avassalador, alimentado pela voracidade consumista de 20% da população mundial (1,4 bilhão de pessoas) residente nas sociedades mais abastadas, o Planeta Terra apresenta sinais de completo esgotamento, evidenciando que não suporta produções expansivas.

Não por acaso, 10% da terra fértil do planeta já se transformou em deserto. Por ano, são perdidos 7 milhões de hectares. Simplesmente, 60% dos principais serviços ecossistêmicos estão deteriorados. De acordo com o documento "Avaliação Ecossistêmica do Milênio 2005", nos últimos 50 anos perdemos 35% dos manguezais, 40% das florestas, 50% das áreas alagadas. Os estoques de peixes estão 80% menores e a área cultivada do planeta cobriu 25% da superfície da Terra. Lamentavelmente, esses dados mostram que o posicionamento econômico encontra-se acima da questão ambiental. Urge reverter isso.

Fonte: EcoDebate

Quatorze processos para criação ou ampliação de unidades de conservação estão parados no MMA



Há 14 processos de criação ou ampliação de Unidades de Conservação (UCs) federais parados no Ministério do Meio Ambiente (MMA). Juntas, essas unidades poderiam acrescentar mais 1,2 milhão de hectares às áreas protegidas do país. As informações são do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e foram obtidas pelo Instituto Socioambiental (ISA) por meio da Lei de Acesso à Informação.

De acordo com reportagem do ISA, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, negou que os processos estejam paralisados e argumenta que tenta resolver pendências nas áreas antes de formalizá-las, para evitar ações judiciais e conflitos com proprietários, empresas e comunidades. "Não é verdade [que os processos estejam parados]. Nenhum processo está na minha mesa ou no Palácio. Eles estão entre o ICMBio e a área técnica do MMA", disse a ministra.

Órgão gestor das UCs federais, o ICMBio é responsável por montar os processos e enviá-los ao ministério, que checa pendências técnicas e jurídicas e encaminha-os à Casa Civil. As UCs federais são formalizadas por decreto presidencial. Em dois anos e meio de mandato, Dilma Rousseff aprovou a criação de apenas três unidades de conservação, índice mais baixo em cerca de 20 anos. A título de comparação, Luis Inácio Lula da Silva criou 54 UCs em seu primeiro governo e 23 no segundo. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, desde a redemocratização, somente um presidente decretou menos áreas do que Dilma: Itamar Franco, responsável por uma unidade.

"O governo Dilma só criou três UCs, passados dois anos e meio de mandato. Não se justifica que processos de criação concluídos no âmbito técnico permaneçam por anos esperando uma decisão política. Este seria o melhor momento para avançar já que o ano que vem é de eleições e quando termina o mandato. Esse mais parece um procedimento para não criar do que para criar novas UCs", criticou Márcio Santilli, assessor de Política e Direito Socioambiental (PPDS) do ISA.

Ainda conforme informações do ISA, dos 14 processos parados, sete são de UCs na Mata Atlântica: Parque Nacional (Parna) Serra do Gandarela (MG); Refúgio de Vida Silvestre (RVS) Rio Tibagi (PR); Parna Guaricana (PR); Reserva Biológica (Rebio) União (RJ); Parna Campo dos Padres (SC); RVS Rio Pelotas (SC); e RVS Rio da Prata (SC). As sete áreas somam 454 mil hectares ou 4% da extensão já protegida por UCs (9,8 milhões de hectares) no bioma, que é o mais devastado do país, com 13% de remanescentes florestais, e um dos menos protegidos, com menos de 9% de sua extensão em UCs.

Pelo quarto ano consecutivo, Minas Gerais foi campeã no ranking de desmatamento da Mata Atlântica. O bioma perdeu, no período 2011-2012, um total de 23.548 hectares (ha) - 21.977 ha correspondem a desflorestamentos, 1.554 ha a supressão de vegetação de restinga e 17 ha a supressão de vegetação de mangue. Minas foi responsável, sozinho, por cerca de metade do desmatamento no país: 10.572 hectares. Os dados são do Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, levantamento realizado pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), com execução técnica da Arcplan.

Fonte: AMDA

RNA-Seq analysis using Bioconductor



Data
27 de outubro a 02 de novembro

Local
Recife - PE

Promoção
Bioconductor

Mais informações

1º Curso de Fundamentos em Biodiversidade para a Restauração Ecológica e Biocultural



Promoção
AESabesp - Associação dos Engenheiros da Sabesp

Local
Sede da AESabesp – Rua 13 de Maio, 1642, casa 01, Bela Vista - São Paulo/SP

Data
19, 20, 26, 27 e 28 de Setembro.

Horário
18h às 22h15 – quintas e sextas-feiras

Objetivo
Gestores de recursos hídricos devem conduzir análises e formulação de procedimentos de avaliação de remanescentes de vegetação natural, sua conservação e manejo    segundo técnicas de restauração ecológica de maneira a assegurar a manutenção perene de serviços ambientais especialmente os mananciais de abastecimento para os centros urbanos.

Mais informações

Concurso FUB – DF (01 vaga para Prof. Imunologia, Parasitologia e Microbiologia)


O edital 161/2013 de concurso público da Fundação Universidade de Brasília (FUB) disponibiliza 01 vaga para professor adjunto junto à Faculdade de Ceilândia.

O candidato deve ter título de doutor na área de Ciências Biológicas: Imunologia, Parasitologia e Microbiologia.

A remuneração mensal é de R$8.049,77.

As inscrições devem ser feitas entre 26 de agosto e 27 de setembro de 2013, pelo site www.cespe.unb.br .

Informações acerca das provas serão divulgadas em edta completo a ser divulgado posteriormente.

Mais informações:

Concurso Prefeitura Corumbaíba – GO (01 vaga para Professor)


Foi publicado o edital de abertura do concurso público da Prefeitura de Corumbaíba (GO), destinado ao provimento de vagas nos cargos do quadro de pessoal efetivo da Prefeitura.

As inscrições deverão ser feitas presencialmente, até o dia 07 de outubro, na sede da Prefeitura, situado na Rua Simon Bolívar, nº. 58, Centro. Será cobrado número de CPF e dados para preenchimento de formulário.

A prova objetiva será realizada no dia 17 de novembro de 2013 em locais e horários a serem divulgados no dia 08 de novembro de 2013.

O concurso também é formado por prova de títulos.

O cargo Professor II – Ciências/Biologia possui 01 vaga em aberto. O vencimento é de R$1.489,35 e a jornada de trabalho é de 30 horas semanais.

Mais informações:

Curso Gestão de Resíduos e Reciclagem




Promoção
GS Educacional

Data
31 de agosto de 2013

Horário
8h às 17h

Local
ABES - Assiciação Brasileira de Engenharia Sanitária
Rua São Paulo, 824, 14 andar, Centro - Belo Horizonte - Minas Gerais

Desconto
Valores especiais para Biólogos

Programa do curso
•Gestão ambiental e sustentabilidade
•Impactos ambientais e o aquecimento global
•Resíduos sólidos urbanos
•Disposição adequada
•Cadeia produtiva e Ciclo de Vida do Produto
•Redução, reaproveitamento e reciclagem
•Logística reversa (o exemplo da Tetra Pak no Brasil)
•Gestão de galpões ou centro de triagem
•Geração de trabalho e renda com reciclagem A metodologia utilizada é participativa, com apresentação de slides, vídeos, construção de idéias no “flip chart”, jogos e interação com a realidade local.

Mais informações

II Encontro de Biologia da Universidade do Estado da Bahia Campus VII e I Simpósio Micológico do Semiárido



O II Encontro de Biologia da Universidade do Estado da Bahia Campus VII e  I Simpósio Micológico do Semiárido serão realizados durante o período de 27 a 31 de agosto de 2013, na cidade de Senhor do Bonfim, na Bahia.

Os eventos contam com a temática Micologia no Nordeste: estudos e experiências enfoca questões atuais, sendo uma oportunidade de divulgar e debater os resultados de pesquisa micológicas no Nordeste e realizar intercâmbios de informações entre alunos, professores e toda a comunidade científica do país.

Mais informações:

Educação ambiental é ensinada em cidades do Rio de Janeiro



O projeto de educação ambiental A Mata Atlântica É Aqui – Exposição Itinerante do Cidadão Atuante, criado pela Fundação SOS Mata Atlântica, estará no município fluminense de Itaipava, na região serrana, na próxima semana. Nesta edição, que se estenderá até maio de 2014, serão percorridas 22 cidades das regiões Sudeste e Sul do país que têm esse tipo de vegetação.

Em Itaipava, o caminhão da SOS Mata Atlântica ficará até o dia 1º de setembro no Parque Municipal de Petrópolis, oferecendo atividades gratuitas ao público de todas as faixas etárias, diariamente, no horário das 10h às 17h.

A coordenadora de projetos itinerantes da Fundação SOS Mata Atlântica, Romilda Roncatti, disse à Agência Brasil que, nos quatro ciclos anteriores, a exposição visitou 140 cidades. Ela acrescentou que o principal objetivo é despertar na população a conscientização ambiental e a importância da preservação em todos os lugares onde ocorre o bioma. A organização não governamental (ONG) informa as pessoas sobre a floresta, o bioma em que elas estão inseridas para que conheçam a influência da mata no seu dia a dia. “Quando as pessoas começam a entender por que é importante manter a floresta em pé e, consequentemente, preservar toda a biodiversidade, a pessoa tem interesse em cuidar”.

Nesses encontros, a fundação mostra aos moradores das cidades visitadas as atitudes diárias que podem ser tomadas para tornar o meio ambiente melhor e a importância da floresta para o abastecimento de água à população, por exemplo, disse Romilda. Economizar água, separar o lixo orgânico do reciclável, fazer uma compostagem, construir uma horta orgânica sem uso de agrotóxicos são outras atitudes positivas levadas à população na exposição itinerante.

“A gente trabalha a qualidade do meio ambiente onde as pessoas vivem. Levando esse conhecimento para a população e compartilhando a responsabilidade, que é de todos”, acrescentou Romilda Roncatti. Para o sexto ciclo do projeto, que começará em 2014, a ONG já começou a estudar o próximo roteiro de cidades que serão visitadas.

Ela informou que em cada cidade onde a mostra é apresentada, a fundação entra em contato com instituições locais para que elas pensem na exposição como uma oportunidade de divulgarem seus trabalhos. A programação inclui a divulgação nas escolas por meio das secretarias municipais de educação, que fazem o agendamento da visita monitorada dos grupos de alunos.

Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Concurso Hospital Universitário UFMA - EBSERH (09 vagas para Biólogos)


O concurso público 003/2013 da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) é voltado ao provimento de vagas de emprego, para lotação no Hospital Universitário da UFMA - a Universidade Federal do Maranhão.

As inscrições estarão abertas através do site www.ibfc.org.br, até 22 de setembro de 2013.

Existe 09 vagas para o cargo Biólogo. O salário mensal é de R$4.732,00.

A prova objetiva será realizada em 20 de outubro de 2013, na cidade de São Luís, Maranhão.

Mais informações:

Concurso Público Coripa – PR (01 vaga para Analista Ambiental)


O Consórcio Intermunicipal para Conservação do Remanescente do Rio Paraná e Áreas de Influência (Coripa) divulgou o edital de abertura do novo concurso público, o qual prevê o preenchimento do quadro de servidores celetistas da organização.

O cargo Analista Ambiental possui 01 vaga em aberto. A remuneração é de R$2.000,00.

O local de atuação é no município de São Jorge do Patrocínio.

As inscrições seguem abertas até 20 de setembro de 2013, e podem ser realizadas na Sede do Coripa, localizada na Rua Arnaldo Ferro, nº. 400, Jardim Novo Horizonte, CEP: 87.555.000, São Jorge do Patrocínio – PR.

As provas objetivas, serão realizadas no Município de São Jorge do Patrocínio – Paraná, no dia 27 de outubro de 2013.

Mais informações:

Concurso Público DAE Bauru (01 vaga para Biólogo)


Já está disponível o edital 020/2013 de abertura do concurso público do Departamento de Água e Esgoto da cidade de Bauru (DAE), cujo objetivo é contratar profissional para o cargo de Biólogo.

A remuneração básica é de R$3.270,69 mais adicionais, sob o regime de escalas de 40 horas semanais de trabalho.

As inscrições deverão ser feitas entre os dias 04 e 18 de setembro de 2013, no site www.daebauru.sp.gov.br .

A prova objetiva está prevista para ser realizada no dia 13 de outubro de 2013.

Mais informações:

Processo Seletivo Palmas – TO (02 vagas para Professor)


Encontra-se disponível o edital de abertura do processo seletivo da Prefeitura de Palmas (TO), cujo objetivo é a contratação de novos servidores para atuarem no ProJovem.

O cargo Educador Especialista na Disciplina de Ciências Naturais possui 02 vagas em aberto. A remuneração bruta é de R$1.700,00.

Os candidatos deverão entregar o currículo e documentos previstos no edital, na Secretaria Municipal de Educação, junto à Coordenação Municipal do ProJovem Urbano, localizada na Avenida Juscelino Kubitschek, Quadra ACNE 01, Lote 28 A, Conjunto 01, Edifício Via Nobre Empresarial, Centro, Palmas, no período de 21 a 28 de agosto de 2013.

Para mais informações, clique aqui

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Doutorado Meio Ambiente UERJ



O Instituto de Biologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro abre inscrição no próximo dia 26 de agosto para Doutorado em Meio Ambiente, com turma prevista para o 1º semestre de 2014.

O Programa da Pós estrutura-se em torno de quatro linhas de pesquisa: a) construção social do meio ambiente; b) monitoramento e controle ambiental; c) mudanças ambientais globais; e d) conservação do meio ambiente.

O objetivo do curso é organizar, sistematizar e consolidar um conjunto de recursos humanos capazes de atender às demandas impostas por uma agenda atenta às questões sócio-ambientais.

As inscrições estarão abertas no site do Centro de Produção da Uerj (www.cepuerj.uerj.br) até o dia 13 de setembro.

Congresso Internacional de Inovação e Sustentabilidade



A Faculdade de Tecnologia do Tatuapé (Fatec Tatuapé) e a Agência Conversa Sustentável realizam, nos dias 29 e 30 de agosto, o 1º Congresso Internacional de Inovação e Sustentabilidade.

Voltado a estudantes, pesquisadores e profissionais de áreas que contribuem para o desenvolvimento sustentável, o evento quer dividir as experiências e estratégias de inovação interdisciplinares para a aplicabilidade mercadológica.

Com o tema “Ciência e Tecnologia como vetores para sustentabilidade”, o congresso terá três painéis temáticos de discussões: Educação, Ciência e Tecnologia – diretrizes para a sustentabilidade; Construções sustentáveis; e Comunicação, cultura e tecnologias.

O evento ocorrerá na sede da Fatec Tatuapé, que fica na Rua Antônia de Barros, 800, em São Paulo. 

Mais informações e inscrições:

Concurso Público Taquari – RS (01 vaga para Biólogos)


O concurso público da Prefeitura de Taquari (RS) prevê o preenchimento do quadro de servidores estatutários e celetistas locais.

As inscrições devem ser feitas até o dia 26 de setembro de 2013, pelo site www.fundacaolasalle.org.br .

O cargo Biólogo possui 01 vaga em aberto.

O vencimento básico é de R$2.157,33 e 20 horas de carga horária semanal.

A prova objetiva está prevista para o dia 20 de outubro de 2013.

Mais informações:

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Processo Seletivo Procape (04 vagas para Biólogos)


Processo Seletivo
Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape)

Cargo
Biólogo

Vagas
04

Remuneração
R$1.287,00

Carga de trabalho
20 horas semanais

Inscrições
Até 08 de setembro de 2013

Informações e inscrições

Processo Seletivo Juiz de Fora – MG (02 vagas para Professor)


Estão abertas as inscrições para o processo seletivo da Prefeitura de Juiz de Fora (MG), cuja finalidade é contratar profissionais temporários para o Programa ProJovem Urbano.

Existem 02 vagas para o cargo Educador de área específica (Ensino Fundamental - Ciências da Natureza).

A jornada de trabalho será de 30 horas semanais, recebendo salário de R$ 1.402,05 mensais.

As inscrições deverão ser feitas até o dia 23 de agosto de 2013, pelo site www.pjf.mg.gov.br .

Como critério de avaliação a Prefeitura de JF utilizará apenas Análise Curricular.

Mais informações:

Business and Sustainability Programme



Estão abertas as inscrições para o curso Business and Sustainability Programme, que ocorrerá entre 25 e 28 de setembro, na cidade de São Roque, interior de São Paulo.

Com a colaboração do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (Cebds), o University of Cambridge Programme for Sustainability Leadership (CPSL) promove o evento com o objetivo de reforçar o engajamento dos tomadores de decisão na importância que a sustentabilidade agrega aos negócios e ao valor das empresas.

Entre os palestrantes com presença confirmada estão: o físico José Goldemberg, professor e ex-reitor da Universidade de São Paulo (USP); Ladislau Martin Neto, diretor executivo de Pesquisa & Desenvolvimento da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); Phillippe Joubert, presidente executivo da Inciativa de Eletricidade Global, e Richard Burrett, copresidente da Iniciativa Financeira do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma).

A programação completa e as inscrições podem ser conferidas em: 

Concurso Público UFSCar (01 vaga para Professor na área de Genética)


O Departamento de Genética e Evolução da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está com inscrições abertas, até 30 de agosto, para o concurso que visa preencher uma vaga de professor adjunto na subárea de citogenética de peixes.

O professor selecionado será contratado sob o regime de dedicação exclusiva e receberá remuneração de R$8.049,77. Para participar da seleção, é necessário que o candidato tenha título de doutor em Genética ou áreas correlatas. O selecionado ministrará aulas de Biologia Celular – teoria e prática e Citogenética e Manipulação Cromossômica.

O concurso é composto por provas escrita e didática, ambas de caráter eliminatório e classificatório. Haverá também, em caráter classificatório, a análise do plano de trabalho em ensino, pesquisa e extensão e do curriculum vitae.

O edital completo e as inscrições podem ser conferidos em:

BIOTA-FAPESP Educação realiza conferência sobre Mata Atlântica



Os professores Carlos Joly e André Victor Lucci Freitas, do Instituto de Biologia (IB) da Universidade Estadual Paulista (Unicamp), e Flávio Jorge Ponzoni, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), serão os palestrantes do sexto encontro do BIOTA-FAPESP Educação, voltado ao bioma Mata Atlântica, que ocorrerá no dia 22 de agosto, na FAPESP, em São Paulo.

O BIOTA-FAPESP Educação é uma vertente do Programa de Pesquisas em Caracterização, Conservação, Recuperação e Uso Sustentável da Biodiversidade do Estado de São Paulo (BIOTA-FAPESP) e tem como objetivo colaborar na melhoria do ensino da ciência da biodiversidade.

Os temas tratados pelos palestrantes deste sexto ciclo de conferências serão a origem, evolução e diversidade da vegetação e da fauna da Mata Atlântica e o monitoramento de seus remanescentes florestais. O encontro apresenta dados atuais sobre o bioma e sua conservação, além de reservar espaço para debates com a plateia.

Até novembro de 2013 serão realizados outros três encontros: um sobre a Amazônia, outro sobre a biodiversidade de ambientes marinhos e costeiros e o último sobre a biodiversidade de ambientes rurais e urbanos. O ciclo teve início em fevereiro deste ano. Já foram tratados os seguintes temas: Biodiversidade – conceitos, valores e ameaças; bioma Pampa; bioma Pantanal; bioma Caatinga e bioma Cerrado.

O ciclo de conferências BIOTA-FAPESP Educação 2013 foi planejado pela coordenação do BIOTA-FAPESP para apresentar, em linguagem acessível, o conhecimento gerado em 13 anos de pesquisas.

A programação e formulário para inscrições estão em:

domingo, 18 de agosto de 2013

Curso de Capacitação em Recuperação de Áreas Degradadas



O curso de Capacitação em Recuperação de Áreas Degradadas, com foco na “Elaboração, Execução e Monitoramento de Projetos”, será realizado na cidade de Belo Horizonte (MG), no dia 23 de agosto de 2013.

O objetivo é capacitar os participantes para elaborar, executar e monitorar Projetos de Recuperação de Áreas Degradadas. 

O curso é uma promoção da Sociedade Brasileira de Recuperação de Áreas Degradadas - SOBRADE.

As vagas são limitadas.

Mais informações e/ou ficha de inscrição através do e-mail cursos@sobrade.com.br

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Concurso Público Urbam (01 vaga para Analista Ambiental)


A Urbam - Urbanizadora Municipal S.A divulgou que estará realizando concurso público (Edital 007/2013), visando o provimento de uma vaga no cargo de Analista Ambiental, sob regime Celetista (CLT).

Para concorrer os Candidatos devem possuir formação em nível superior nas áreas de Engenharia Ambiental, Engenharia Sanitária ou Biologia; Possuir 06 (seis) meses de experiência na área, comprovada através de registro em Carteira de Trabalho (CTPS) ou Contrato de Prestação de Serviço, sendo certo que o estágio curricular ou extracurricular não terá validade para fins de comprovação de experiência. Possuir CNH – Carteira Nacional de Habilitação “B” ou superior dentro do período de validade.

A remuneração é de R$2.824,19 e o local de atuação é em São José dos Campos (SP).

As inscrições devem ser feitas até o dia 19 de agosto de 2013, pelo site www.urbam.com.br .

A data, horário e local da prova escrita serão disponibilizados no dia 26 de agosto de 2013.

Mais informações:

Bolsas Freie Universität Berlin Pós-doutorado



A Freie Universität Berlin está com inscrições abertas, até 15 de setembro, para o seu programa de bolsas de pós-doutorado 2014. 

Serão oferecidas 18 bolsas de estudos, divididas em duas linhas de financiamento. Seis bolsas são destinadas ao programa Cofund-2014, para projetos de pesquisa nas áreas de Ciências Sociais e Ciências Naturais e da Vida.

As outras 12 bolsas são para o programa Point/Regain-2014, focado em redes de pesquisas interdepartamentais, como o Centro de Estudos de Área (CAS), Dahlem Centro de Humanidades (DHC), Dahlem Centro de Ciências Vegetais (DCPS), a Doença em Envelhecimento Humano (DynAge) e Materiais Funcionais em Nanoescala.

A duração do programa, com início no primeiro semestre de 2014, é de 18 meses. Para concorrer, os candidatos devem entregar um plano de trabalho baseado nas áreas de pesquisa ou assuntos-chave predefinidos. São elegíveis ao programa os pesquisadores que tiverem concluído o curso de doutorado até seis anos antes da data de inscrição e que não tenham vivido na Alemanha por mais de 12 meses nos últimos três anos.

Mais informações: 

Biólogos se Reúnem para Discutir Direitos Trabalhistas



Aconteceu no dia 07 de agosto de 2013, o 1° Workshop de Direito e Política Profissional do Biólogo, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Ativos, Aposentados e Pensionistas do Serviço Público Federal no Estado de Minas Gerais (Sindsep-MG).

O objetivo do encontro foi o de alertar os Biólogos sobre seus direitos e deveres trabalhistas, bem como a atuação política pode ser importante para o fortalecimento da classe.

O evento contou com a participação de membros do Movimento Luta de Classes e advogados da GTB Advocacia e Consultoria Jurídica, e foi uma promoção do Sindicato dos Biólogos de Minas Gerais (Sindibio-MG).

O workshop acontece em momento onde a questão política anda em voga e todos estão atentos às mudanças provocadas pelos trabalhadores, assim a conscientização desta classe é passo importante tanto para os profissionais quanto para sociedade que se beneficia dos serviços prestados por esses.

Fonte: Sindibio-MG

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Processo Seletivo Florianópolis – SC (Cadastro de Reserva para Professores)


A Prefeitura de Florianópolis (SC) irá realizar processo seletivo que irá selecionar Professores de Ciências para cadastro de reserva.

O vencimento leva em conta a carga horária semanal e a titulação apresentada pelo profissional, podendo variar de R$904,94 a R$3.237,93.

As inscrições devem ser feitas a partir do dia 10 de setembro de 2013 até às 16h do dia 15 de outubro de 2013, pelo site educapmf.fepese.org.br .

A prova escrita está prevista para o dia 17 de novembro de 2013, às 14h.

Mais informações:

Concurso Público Gramado – RS (01 vaga para Biólogos)


Estão abertas as inscrições para o concurso público da Prefeitura de Gramado (RS), cuja finalidade é preencher cargos públicos efetivos, sob Regime Estatutário.

Existe 01 vaga para o cargo Biólogo e o vencimento básico é de R$3.671,12.

As inscrições estão sendo recebidas até o dia 27 de agosto de 2013, pela internet, no endereço eletrônico www.fundatec.org.br .

O Edital com a data, hora e local das provas objetivas será divulgado no dia 27 de setembro de 2013.

Mais informações:

Processo Seletivo Cefet Contagem – MG (01 vaga para Professor)


Encontram-se abertas as inscrições para o processo seletivo do CEFET – MG (Edital 126/2013), o qual prevê contratar professores por tempo determinado na Unidade de Contagem.

Existe 01 vaga para a Professor da área de Biologia. O edital não informa a remuneração.

O processo contará de análise Curricular (devidamente comprovado na hora da entrevista), entrevista e prova didática (ou prova escrita).

As inscrições ficam abertas até o dia 19 de agosto de 2013, através do site www.cefetmg.br .

Para mais informações, clique aqui

Concurso Público Felisburgo – MG (01 vaga para Professor)


O Município de Felisburgo (MG) divulgou o edital 001/2013 que regulamenta seu concurso público.

O cargo PROFESSOR II - PII (Biologia) possui 01 vaga em aberto. O vencimento é de R$1.053,69 e 24 horas semanais de jornada de trabalho.

As inscrições devem ser feitas entre 22 de outubro de 2013 e 21 de novembro de 2013, através do acesso ao site www.exameconsultores.com.br .

A prova objetiva está prevista para acontecer no dia 12 de janeiro de 2014.

Mais informações:

Desmatamento continua



Por Miriam Leitão

O Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do Imazon detectou um aumento impressionante do desmatamento em junho. Chegou a 184 Km² na Amazônia Legal em um mês, uma elevação de 437% em relação a junho de 2012. Outra má notícia é que o estado do Amazonas, que não costuma estar entre os maiores desmatadores, foi o segundo que mais perdeu cobertura florestal no mês.

O Imazon também monitora a degradação florestal, que é o primeiro estágio, quando os madeireiros entram para tirar as melhores madeiras e a cobertura florestal vai se degradando. Foi registrada degradação florestal em 169 Km² em junho, comparado ao mesmo mês do ano passado. É definida como desmatamento a supressão total da floresta. De toda a região da Amazônia, o Pará desmatou 42% do total, e o Amazonas, 32%. No acumulado de dez meses, o Amazonas está em quarto lugar.

O SAD é o sistema de processamento dos dados que são enviados pelos satélites. Eles são analisados em tempo real. O desmatamento no período de agosto de 2012 a junho de 2013 teve um aumento de 103%, indo a 1.838 quilômetros quadrados.

A maior parte do desmatamento (63%) ocorreu em áreas privadas. O resto ocorreu em assentamentos de reforma agrária e em unidades de conservação. Os municípios críticos continuam sendo Itaituba, no Pará, em primeiro lugar; depois, Lábrea e Apuí, no Amazonas; Colniza e Peixoto de Azevedo, em Mato Grosso; Altamira e Novo Progresso, no Pará; Novo Aripuanã, Presidente Figueiredo e Maués, no Amazonas.

Os números de junho são espantosos porque mostram que por mais que avance a consciência do Brasil de que é preciso preservar os recursos naturais da Amazônia, o desmatamento - caracterizado pelo corte raso das árvores - e a degradação florestal, o primeiro passo da destruição, permanecem crescendo. E esse é o começo da temporada. Nos próximos meses, se for mantido o mesmo ritmo, o país pode colher um resultado adverso no ano, quando os dados forem consolidados.

Esses números captados em junho pelo Imazon mostram que, tanto na comparação de dez meses quanto na de junho contra junho, houve um aumento forte. Os resultados são preliminares, mas calculados por um instituto científico que tem larga experiência técnica na análise dos dados gerados pelos satélites. As mesmas informações servem de base para o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que faz o monitoramento oficial. Ao fim de um ano, o Inpe consolida e divulga os dados, mas a menos que haja uma reverão este mês e nos próximos, desta temporada de desmatamento, o país pode ver uma inversão da curva de queda da destruição da Amazônia. O Inpe registrou aumento de janeiro a maio de 28% no desmatamento.

Atente-se para o fato de que o que se tem comemorado no país é a redução da taxa de destruição anual. Isso vinha permitindo que os ambientalistas, as ONGs, os institutos científicos, e as pessoas preocupadas com o tema começassem a sonhar com o desmatamento líquido zero, ou seja, que o balanço do replantio fosse o mesmo do corte de árvores. Esse dado é um banho de água fria em quem estava apostando que o desmatamento continuasse sendo reduzido anualmente.

Uma grande parte desse desmatamento é ilegal e ocorre de uma forma de exploração totalmente irracional, com o uso do correntão. Quem já viu uma área dessas totalmente desmatada, para ser depois abandonada, não deixa de se afligir quando aparecem esses dados agregados. Olhar de perto essa destruição captada por satélites e processadas por computadores dá a sensação de que o Brasil optou pela insensatez. É uma cena que não se esquece.

Fonte: O Globo