quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Artigo estuda conhecimento de ofidismo entre futuros professores



Publicado na revista Ciência e Educação da Faculdade de Ciências da Unesp, Câmpus de Bauru, o artigo 'Conhecimento do tema ofidismo entre futuros professores de Ciências Biológicas do Estado do Ceará', de Déborah Praciano Castro, do Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Recursos Naturais, Núcleo Regional de Ofiologia, e Daniel Cassiano Lima, do Centro de Ciências Naturais e Exatas, Universidade Federal de Santa Maria, Programa de Pós-graduação em Biodiversidade Animal, verifica que os temas ligados ao ofidismo são bastante enfatizados entre os assuntos da saúde pública.

Partindo da premissa de que biólogos devem possuir conhecimento básico sobre identificação de serpentes, e noções sobre sintomatologia e tratamento de acidentes com estes animais, foram verificados os conhecimentos teóricos e práticos sobre ofidismo entre alunos dos cursos de Ciências Biológicas do Estado do Ceará.

Foi aplicado um questionário com questões teóricas e práticas, abordando a temática do ofidismo a 67 alunos de três Instituições de Ensino Superior, que haviam cursado as disciplinas curriculares que abordavam serpentes.

Os dados obtidos demonstraram pouco conhecimento do tema pela maioria dos entrevistados, que apresentaram conceitos obsoletos e incorretos, desconhecendo conceitos básicos sobre a biologia destes animais, e dificuldades para diferenciá-los de outros animais serpentiformes.

Os autores sugerem a inclusão mais efetiva do tema no Ensino Superior, uma vez que o ofidismo é um problema presente em todas as regiões do Brasil.

Leia o artigo completo:

Fonte: Unesp
Postar um comentário