sexta-feira, 6 de setembro de 2013

População de girafas cai 43%; cientistas alertam para extinção



Especialistas em conservação animal advertiram que as girafas podem ser extintas nas próximas décadas se não for interrompida a tendência de queda de sua população, que diminuiu 43% em 14 anos.

Segundo informou nesta quarta-feira o jornal Daily Nation, pesquisadores de diversos países africanos se reuniram em Nairóbi, no Quênia, para estudar ações que ajudem a conservar a espécie, cuja ameaça de sobrevivência foi ignorada durante anos.

O presidente da Fundação para a Conservação das Girafas, Julian Fennessy, detalhou que o número de girafas diminuiu na África de 140 mil para 80 mil entre 1998 e 2012 devido à invasão humana de seus habitats.

A agricultura, os assentamentos e a destruição dos campos são os motivos principais da queda na população do animal mais alto do mundo.

O diretor da companhia estatal Kenya Wildlife Service, William Kiprono, afirmou que seu país, onde vive o maior número de girafas da África, desenhou uma estratégia de conservação para o animal. "O Quênia se comprometeu a garantir que suas três subespécies de girafas serão conservadas no presente e no futuro", disse.

Existem nove espécies de girafas, e o Quênia é o único país africano que tem três subespécies.

Fonte: Terra
Postar um comentário