segunda-feira, 24 de junho de 2013

Concursos premiam professores que inovam na educação do País



Professores que desenvolvem metodologias e práticas de ensino inovadoras em sala de aula podem ter seus trabalhos premiados em dois dos principais concursos destinados a educadores do País.

O primeiro deles, o Educador Nota 10, organizado pela Fundação Victor Civita, vai premiar 10 educadores e gestores que desenvolvem experiências educativas de qualidade. Os interessados têm até 07 de julho para inscrever seus projetos.

Já o Prêmio Educadores Inovadores, realizado pela Microsoft, reconhecerá as três melhores práticas de ensino que envolvam o uso da tecnologia na educação. Os professores podem se inscrever até 30 de setembro.

Prêmio Victor Civita Educador Nota 10

O concurso é destinado para professores, gestores e coordenadores pedagógicos de escolas de ensino regular das redes pública e privada, além de instituições de ensino comunitárias ou filantrópicas de acesso público. Serão escolhidas as 10 melhores práticas educativas que estejam melhorando o rendimento e o interesse dos alunos em sala de aula.

Os projetos precisam detalhar as experiências realizadas pelo professor em sua turma, mostrar quais são as justificativas e objetivos e os impactos que vêm causando na melhoria da qualidade do ensino. Podem se candidatar educadores de todas as disciplinas.

Na última edição do prêmio, entre as práticas vencedoras estiveram a do biólogo que despertou em jovens e adultos o interesse pela ciência ensinando astronomia e da professora que ensinava matemática aos seus alunos por meio do boliche.

Os 10 professores vencedores receberão R$ 15 mil cada. Além disso, dentre os selecionados, um deles receberá o título de Educador do Ano de 2013, e ganhará R$ 5 mil a mais.

Premiação: 10 trabalhos finalistas R$ 15 mil. Educador do Ano R$ 5 mil

Inscrições: www.premiovc.org.br

Período: até 07 de julho

8º Prêmio Educadores Inovadores

O concurso é aberto para professores de escolas públicas e particulares de educação básica de todo País e premiará as três melhores iniciativas que fazem bom uso da tecnologia em sala de aula para melhorar a qualidade e desempenho dos estudantes.

Neste ano, o prêmio Educadores Inovadores passou por uma reformulação. Os candidatos não precisarão se inscrever a partir de categorias, como acontecia nas últimas edições. Serão escolhidos os três melhores projetos, que independem da série ou da disciplina que esteja sendo ensinada. O critério para a escolha dos vencedores está baseado no desenvolvimento e interação dos estudantes.

As experiências selecionadas receberão consultoria durante um ano para a melhoria de seus projetos e os professores vencedores serão nomeados como Educadores Especialistas. Os três escolhidos receberão cursos de inglês e tablets, além de concorrerem a edição mundial do prêmio, durante o Fórum Global Microsoft Parceiros na Aprendizagem, que acontece em março de 2014, em local a ser definido.

Para participar, os professores deverão se cadastrar no PIL Network, rede que congrega educadores do mundo inteiro. O cadastro é simples e pode ser feito a partir de um perfil de Facebook, Google, Yahoo ou conta Microsoft.

Na última competição internacional do concurso, a professora Margarida Telles – que, inclusive, falou sobre seu projeto ao Porvir em junho – conquistou o segundo lugar na categoria Aprendizagem Além da Sala de Aula. A educadora gaúcha é responsável por desenvolver uma série de projetos que integram no currículo tradicional práticas de educação ambiental.

Premiação: 3 educadores vencedores receberão cursos de inglês e tables, além de serem selecionados para a competição internacional do concurso, em março de 2014


Período: até 30 de setembro
Postar um comentário