segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Pesquisa da ONU revela que 50% dos pântanos foram destruídos somente no século 20



De acordo com um relatório do Programa da Organização das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), divulgado no dia 16 de outubro, metade dos pântanos do planeta desapareceram devido à poluição, urbanização, uso excessivo da água e a forte produção agrícola no século 20. Também foi evidenciado que 20% dos mangues mundiais deixaram de existir desde 1980.

O diretor-executivo do Pnuma, Achim Steiner, afirmou que "muitas vezes, medidas políticas não levam em consideração o que os pântanos fornecem", contribuindo para a sua rápida degradação. No país, o documento cita o Pantanal brasileiro como um dos mais importantes do mundo, ao lado do Lago Chade, na África, e do Delta do Danúbio, no leste europeu.

O relatório da agência pede regulamentações que protejam os pântanos e ressaltem sua importância, além de garantir que os pântanos tornem-se soluções para o manejo da água e da terra no mundo. O texto ainda solicita maior participação das comunidades, incluindo os povos indígenas, para garantir que os conhecimentos tradicionais estejam integrados na gestão dos pântanos.

Segundo Steiner, é necessário que estes ecossistemas urgentemente estejam no centro do manejo da água, para que sejam alcançadas as necessidades econômicas, ambientais e sociais da população mundial. Ele ainda lembra que, até 2050, o planeta terá nove bilhões de habitantes, um aumento de quase 30% em apenas 38 anos.

Fonte: Pnuma
Postar um comentário