terça-feira, 30 de outubro de 2012

A genética começa com Mendel?


Os achados de Mendel só chegaram ao conhecimento da comunidade científica quase 50 anos após serem publicados e serviram de base para a genética moderna. 

Com menos glamour, cientistas que o antecederam também fizeram pesquisas relacionadas ao cruzamento artificial entre plantas. Estas pesquisas são abordadas na nova edição da revista semestral Genética na Escola. Escrito por pesquisadores da Universidade Federal de Santa Maria, um dos artigos conta a história de Thomas Fairchild (1667–1729), um dos antecessores de Mendel, que produziu, pela primeira vez, uma planta híbrida por meio de cruzamento artificial. 

A revista traz, a partir deste número, artigos organizados em sete seções, que exploram desde reflexões sobre conceitos de biologia a propostas de novos materiais didáticos. 

Na seção “investigações sobre o ensino” dessa edição, os autores analisam características da linguagem científica de dois artigos que falam sobre o papel do DNA como portador das informações hereditárias. 

Para ler esta edição, visite: 
Postar um comentário