terça-feira, 30 de outubro de 2012

A ciência em Hollywood


O que filmes como “Uma mente brilhante”, “2001: Uma odisseia no espaço” e “Procurando Nemo” têm em comum? Todos eles contaram com consultorias científicas para garantir algum grau de credibilidade. 

Mas como é a atuação do cientista na preparação de um blockbuster? A interação entre ciência e cinema é analisada no livro Lab Coats in Hollywood: Science, Scientists and Cinema (Editora The MIT Press), de David A. Kirby, professor na área de Science Communication Studies da University of Manchester. 

Entre outros aspectos, Kirby aborda como a precisão científica é negociada pelos cineastas diante das restrições orçamentárias, como os consultores tornam os filmes mais plausíveis e mostra ainda que o papel dos cientistas envolvidos vai além de corrigir conceitos científicos equivocados. 

Com 264 páginas, a obra custa 27,95 dólares no site da editora. Mas os interessados podem ter uma prévia do assunto assistindo aos vídeos da entrevista que Kirby concedeu na American University, na série “Science in Society Film & Lectures”. 

Veja mais informações sobre o livro em:

Assista aos vídeos, em inglês, em: 
Postar um comentário