segunda-feira, 23 de abril de 2012

Quadrilátero Ferrífero poderá se transformar em mais um parque ecológico para Minas Gerais



O Quadrilátero Ferrífero, localizado em Minas Gerais e que abriga 25 municípios perto de Belo Horizonte, poderá se transformar em parque ecológico até a Copa do Mundo de 2014. A iniciativa, chamada Geopark, valorizará a cultura, história, geologia, artesanato e patrimônio da região. 

De acordo com o presidente do Instituto Quadrilátero, Renato Ciminelli, até o ano que vem a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) deve autorizar a certificação para implantação desse novo tipo de gestão na região. Ao ganhar reconhecimento da Unesco, o local se transformará em polo irradiador de cultura e integrar rede global de turismo, geração de emprego e renda e desenvolvimento sustentável.

Ciminelli explicou que "o Geopark não é um conceito, mas um programa de mobilização da sociedade, com participação do poder público, iniciativa privada, universidades e comunidades". O presidente disse ainda que a Unesco já deu o sinal verde para o projeto, como uma espécie de pré-reconhecimento.

O futuro Geopark Quadrilátero, que tem 6,5 mil quilômetros quadrados, incentivará o geoturismo, a contemplação de belas paisagens como a Serra da Moeda e o Caraça, e o turismo histórico e ambiental na região.

As entidades e instituições que colaborarem com o projeto do parque ecológico terão direito a um selo que garantirá visibilidade internacional. O selo vai integrar a Rede Mundial de Geoparks, que conta com mais de 80 integrantes e destaca áreas de patrimônio geológico com uso e ações sustentáveis. O continente mais avançado é a Europa, que conta com 38 unidades.
  
O Geopark Quadrilátero Ferrífero é uma nova maneira de percepção do território, onde suas delimitações respeitam claramente a identidade histórica-cultural, econômica e ambiental. A capacidade de associar e assim integrar, aspectos sociais e econômicos a um mesmo contexto ecológico - neste caso geológico, é o que garante o equilíbrio entre homem e natureza e favorece o desenvolvimento sustentável da região.

Mais informações:
www.geoparkquadrilatero.org
Postar um comentário