quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Concurso Público UFRPE (02 vagas para Professor)

A Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) está com concurso público aberto para admissão de Professores Assistentes e Adjuntos.

Existem vagas disponíveis para as áreas de Ecologia e Paleontologia; Morfologia e Fisiologia Animal. É exigido doutorado do candidato.

A remuneração varia conforme a titulação: entre R$2721,96 e R$6722,94.

As inscrições ficam abertas em dias úteis até 27 de dezembro. O recebimento é na secretaria do Departamento ou Unidade ofertante da vaga. A solicitação de inscrição pode ser feita pelo próprio interessado, seu procurador ou enviada por Sedex.

Mais informações:

Concurso Público Sorriso – MT (01 vaga para Biólogos)

Está aberto o concurso público para o Fundo Municipal de Previdência Social e Prefeitura de Sorriso (MT), que visa a admissão de pessoal sob Regime Estatutário.

Existe 01 vaga disponível para Biólogos. O vencimento mensal é de R$3.333,60.

As inscrições poderão ser feitas no endereços endereços www.sorriso.mt.gov.br ou www.grupoatame.com.br, até 02 de dezembro de 2011.

A partir de 06 de janeiro de 2012 os candidatos poderão conferir seus locais de prova objetiva, sendo que esta primeira etapa será, provavelmente, em 15 de janeiro de 2012.

Mais informações:

Corvos fazem gestos e usam objetos para se comunicar, diz estudo


Os corvos são capazes de se comunicar por meio de gestos como apontar e mostrar objetos uns aos outros. A descoberta é de uma pesquisa do Instituto Max Planck de Ornitologia, em Seewiesen, na Alemanha, e da Universidade de Viena, na Áustria, e foi publicada pela revista “Nature Communications”.

As aves selvagens observadas pelos pesquisadores usam o bico para mostrar e oferecer objetos como musgo, pedras e gravetos. Em geral, os gestos são direcionados a parceiros do sexo oposto e resulta na interação entre eles – tocando os bicos ou utilizando o objeto em conjunto, por exemplo.

Segundo os autores do estudo, é a primeira vez que gestos são detectados fora do grupo dos primatas – constituído por humanos e nossos parentes mais próximos. Porém, os animais da família dos corvos são considerados inteligentes pelos cientistas, por resultados de testes anteriores.

“Os estudos de gestos focaram as habilidades comunicativas só dos primatas durante muito tempo. O mistério das origens da linguagem humana, no entanto, só pode ser solucionado se olharmos em uma esfera maior e considerarmos também a complexidade dos sistemas de comunicação de outros grupos de animais”, acredita Simone Pika, cientista do Instituto Max Planck.

Fonte: G1

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Blog - Olho de Biólogo


A imprensa nos expõe frequentemente a notícias sobre o meio ambiente e estas informações são levadas ao público pelas palavras de jornalistas.

O “Instituto Mar Adentro” criou o Blog - Olho de Biólogo para ter a oportunidade dos internautas terem um outro olhar sobre os fatos. Um olhar de pesquisadores que se dedicam às ciências biológicas/ambientais.

Mais informações:

Mestrado Fisiologia e Farmacologia UFMG


O Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas: Fisiologia e Farmacologia do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG lançou edital para seleção de candidatos ao Mestrado.

As inscrições poderão ser feitas até o dia 22 de dezembro de 2011, na Secretaria do Programa, localizada no Departamento de Fisiologia e Biofísica do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG, Bloco A, sala 171, na Av. Antônio Carlos, 6627. Campus UFMG Pampulha.

As inscrições também poderão ser feitas via Correio, desde que postadas até o dia 22 de dezembro.

Mais informações:

Concurso Público IFBA (09 vagas para Professor)

O IFBA – Instituto Federal da Bahia abriu concurso público com vistas ao preenchimento de docentes em regime de Dedicação Exclusiva.

Há ofertas para as seguintes áreas: Biologia (07 vagas); Biocombustíveis: Bioquímica, Microbiologia e Biologia Aplicada (01 vaga); Engenharia Química: Biocombustíveis (01 vaga).

Os vencimentos ficam em torno de R$1.588,65 e R$6.106,51, de acordo com a formação do profissional contratado.

As inscrições podem ser feitas até 19 de dezembro de 2011.

Mais informações:

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Pós-graduação IEC PUC MG


O Instituto de Educação Continuada (IEC) PUC Minas abriu inscrições para as pós-graduações lato sensu, referentes ao 1° semestre de 2012.

Os cursos Biologia Aplicada à Saúde e Educação para o Ensino de Ciências e de Biologia serão realizados em Juiz de Fora.

A pós em Majejo de Animais Silvestres acontecerá em Belo Horizonte.

Do dia 1º a 16 de fevereiro de 2012, serão feitas apresentações com as coordenações dos cursos.

As inscrições devem ser feitas pela internet até o dia 27 de fevereiro de 2012.

Mais informaçoes:

Pós-graduação UNA


A UNA está com as inscrições abertas para seus cursos de pós-graduação.

As aulas serão realizadas em Belo Horizonte (MG) e têm previsão de começar em março no próximo ano.

Alguns cursos são de intressesa dos Biólogos: Geoprocessamento; Biossegurança; Análises Clínicas; Biotecnologia; MBA em Consultoria e Licenciamento Ambiental; MBA em Educação Ambiental: Gestão e Projeto.

Mais informações:

III Curso Brasileiro de Primatologia de Campo


O III Curso Brasileiro de Primatologia de Campo será realizado entre os dia 29 de janeiro a 06 de fevereiro de 2012.

A atividade acontecerá no Parque Estadual Carlos Botelho, localizado na cidade de São Miguel Arcanjo (SP).

O curso consistirá em atividades teóricas e práticas.

Os participantes terão oportunidade de assistir palestras e realizar trabalhos de campo com primatólogos atuantes em diversas disciplinas e contextos, tanto no cenário nacional quanto internacional.

As inscrições devem ser feitas até o dia 05 de dezembro de 2011.

Mais informações:

Rio +20 - Dia 05/12 na PUC Minas

Processo Seletivo IF Sudeste de Minas Gerais (01 vaga para Professor)

O Instituto do Federal do Sudeste de Minas Gerais está com processo seletivo aberto no intuito de preencher vagas temporárias atualmente abertas no Campus Rio Pomba.

As inscrições são abertas mediante acesso ao endereço www.ifsudestemg.edu.br, até 11 de dezembro de 2011.

O cargo Professor da área de Biologia tem 01 vaga em aberto.

A remuneração varia conforme titulação, entre R$1.536,46 a R$3.678,74.

Mais informações:

Processo Seletivo ASCAR – RS (Cadastro de Reserva para Biólogos)

A ASCAR – Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural/RS abriu processo seletivo no intuito de constituir reserva de profissionais aprovados em diversas funções.

As inscrições devem ser feitas até o dia 15 de dezembro de 2011, através do site www.objetivas.com.br .

O cargo Biólogo possui o salário de R$2.831,58.

A prova objetiva concurso será em 15 de janeiro de 2012.

Mais informações:

Concurso Público UFMG (01 vaga para Professor)

O Instituto de Ciências Biológicas da UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais abriu concurso público para preenchimento de cargo de Professor Titular.

O edital apresenta uma vaga sob regime de dedicação exclusiva a UFMG e sujeita a vencimento mensal da ordem de R$11.755,05. O concurso é para a área de Microbiologia e o profissional deve possuir título de Doutor ou Livre-Docente em Microbiologia ou áreas afins e tese de doutorado na área da vaga.

As inscrições iniciaram no dia 22 de novembro de 2011 e permanecem disponíveis pelo período de 180 dias. Os interessados na vaga devem comparecer na Secretaria Geral do Instituto de Ciências Biológicas, Bloco M – sala 308, à Avenida Antônio Carlos, 6627, Pampulha – Belo Horizonte/MG.

Mais informações:

XVI Curso de Identificação em Campo das Famílias Botânicas da Mata Atlântica

Período
21 e 22 de janeiro de 2012

Realização
Viveiro Maria Tereza

Local
Juquitiba / SP (60 km de São Paulo)

Inscrições
Até 22 de dezembro ou até encerrarem as vagas

Mais informações
nest_usp@yahoo.com.br (com o Assunto: XVI Curso de Identificação)

3º Encontro Paulista de Biodiversidade


Nos dias 15 e 16 de dezembro, a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo (SMA) realizará o 3º Encontro Paulista de Biodiversidade (EPBio).

O evento tem como objetivo promover o debate em torno das questões relevantes à biodiversidade, além de propor novas estratégias e políticas para a conservação e recuperação da biodiversidade em São Paulo.

Nesta edição, o encontro terá como tema “Conservação da Biodiversidade no Continente Americano: Lições e Recomendações para Políticas”, que também é título de uma publicação editada pelo órgão em parceria com a Universidade do Chile, cujo lançamento será durante o evento.

O livro, publicado em inglês, espanhol e português, reúne 18 capítulos elaborados por 56 autores de sete países – Argentina, Brasil, Chile, Costa Rica, Equador, Estados Unidos e México – e visa promover o diálogo entre universidades e instituições de pesquisa e os gestores públicos.

Segundo a organização do encontro, os debates deverão auxiliar na implementação da Convenção da Diversidade Biológica no continente americano.

Mais informações: www.ambiente.sp.gov.br/verNoticia.php?id=1299 / (11) 3133-3000 - Eventos.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Curso Gerenciamento de Resíduos em Serviços de Saúde - Técnicas para Elaboração e Implantacão de PGRSS


Promoção
CBCN - Centro Brasileiro Para Conservação da Natureza e Desenvolvimento Sustentável

Data
07 de dezembro de 2011

Local
CEE - Universidade Federal de Viçosa - Viçosa/MG

Horário
8h às 12h e 13h às 17h

Objetivos
Promover a formação de agentes multiplicadores na área de gestão de resíduos de saúde, enfatizando procedimentos de segregação, acondicionamento, armazenamento , tratamento e disposição final e tópicos para elaboração e implantação de um PGRSS (plano de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde).

Mais informações
(31) 3892-4960

Mancha de óleo reduz, mas deve chegar à praia


A mancha de óleo na Bacia de Campos foi reduzida de 12 km2 para 2 km2 entre sexta e segunda-feira, informou a Agência Nacional do Petróleo (ANP). A extensão foi estimada em sobrevoo feito por técnicos do órgão regulador, do Ibama e da Marinha.

Nos primeiros dias, a mancha chegou a atingir 163 km2. Segundo a empresa, o volume de óleo que está na superfície hoje equivale a 10 barris (1.590 litros).

A redução da mancha não tranquiliza o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc. Em conversas com técnicos do Ibama e do Instituto Estadual do Ambiente, ele foi informado de que o óleo pode atingir as praias. "Mais de dois terços do óleo não aflorou ainda. Está na coluna d'água. Isso vai empelotar e as bolas de piche aparecerão em Arraial do Cabo, Angras dos Reis, Ubatuba. Pode acontecer daqui a duas semanas ou um mês."

O biólogo Salvatore Siciliano, do Grupo de Estudos de Mamíferos Marinhos da Fundação Oswaldo Cruz, confirma que as pelotas devem chegar às praias, mas não há como fazer previsão, pois dependerá dos ventos e das correntes marítimas.

O defensor público da União André Ordacgy abriu ontem procedimento administrativo para que a Chevron pague uma indenização por danos ambientais. O valor ainda será arbitrado por peritos, após o cálculo do impacto do vazamento. O dinheiro será depositado no fundo federal de direitos difusos, em favor de causas ambientais. A ideia é que a Chevron assine um Termo de Ajustamento de Conduta, o que dispensaria a abertura de uma ação civil pública. Em outra frente, o defensor cobrou do Ministério do Meio Ambiente a elaboração do Plano de Contingência Nacional e fixou o prazo de 90 dias para que ele esteja pronto.

Fonte: O Estado de S.Paulo

Bióloga que propôs célula 'mestiça' morre aos 73 anos


A ciência perdeu nesta semana a mulher que ajudou a mostrar como pessoas, árvores e outros seres vivos complexos são criaturas híbridas, tão improváveis quanto centauros ou sereias.

Trata-se da bióloga americana Lynn Margulis, da Universidade de Massachusetts em Amherst. Em comunicado oficial divulgado na quarta-feira, a universidade informa que Margulis morreu em casa, um dia antes, aos 73 anos.

Durante toda a sua carreira científica, Margulis foi a principal defensora da teoria da simbiogênese, a ideia de que grandes transições da evolução envolveram a fusão de dois ou mais seres vivos completamente diferentes --daí a analogia com centauros e sereias do parágrafo acima.

Parece uma maluquice, mas pistas de que isso realmente ocorreu começaram a surgir quando cientistas verificaram que certas estruturas das células possuem DNA próprio, distinto do material genético "principal" que a célula guarda em seu núcleo.

PISTAS NO DNA

Isso foi em meados do século passado, quando começou a ficar claro que o DNA era a molécula da hereditariedade, ou seja, a substância responsável por transmitir as características dos seres vivos de pais para filhos.

O DNA independente achado no interior das mitocôndrias (os "pulmões" das células, responsáveis pela respiração celular) e dos cloroplastos (estruturas das células vegetais que comandam a fotossíntese) sugeria uma hereditariedade à parte.

As coisas estavam nesse pé quando Margulis, nos anos 1960, propôs que a explicação mais provável era uma fusão simbiótica. No passado remoto, dois micróbios totalmente diferentes um do outro, com estrutura parecida com a das bactérias atuais, teriam se fundido.

Um deles passou a ser o que consideramos como a célula "principal", enquanto o outro passou a levar uma vida semi-independente dentro da célula maior (o que seria o caso das mitocôndrias e dos cloroplastos).

Dessa forma, a célula maior ganharia a energia produzida pelos seus novos parceiros internos, enquanto a menor ficaria mais protegida de predadores microscópicos, por exemplo.

Hoje, poucos biólogos discordam da ideia, porque a comparação entre o DNA "normal" das células e o encontrado nas mitocôndrias e cloroplastos mostrou que, de fato, eles têm muito pouco a ver um com o outro.

Mais importante ainda: o material genético dos dois lembra muito o de certas bactérias (no caso dos cloroplastos, com o DNA de bactérias que fazem fotossíntese).

Margulis participou da elaboração de outra ideia famosa, que também enfatiza a cooperação entre organismos: a hipótese Gaia, que vê a Terra como um superorganismo.

Ela foi a primeira mulher do célebre astrônomo e divulgador de ciência Carl Sagan (1934-1996) e mãe de dois dos filhos do pesquisador.

Fonte: Folha Online

Concurso Público Colniza – MT (01 vaga para Biólogos)

Estão abetas as inscrições para o concurso público da Prefeitura de Colniza (MT), que adotará o Regime Estatutário na admissão de novos funcionários para administração pública local.

O cargo Biólogo possui 01 vaga disponível e a remuneração mensal é de R$2.018,47.

O candidato poderá efetuar sua inscrição através do endereço www.acpi.inf.br, até o dia 06 de dezembro de 2011.

Mais informações:

Concurso Público SAAE de Linhares – ES (01 vaga para Biólogos)

Foi divulgao o edital para concurso público do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Linhares (SAAE).

A vaga para Biólogo possui vencimento de R$2.736,90.

O local de atuação é no Município de Linhares, Estado do Espírito Santo.

As inscrições devem ser realizadas pelo site www.advise.net.br, entre os dias 06 e 24 de dezembro de 2011.

Mais informações:

Concurso Público SABESP (02 vagas para Biólogos)

Já estão abertas as inscrições para o concurso público da Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (SABESP), com o intuito de admitir pessoal através do Regime Celetista.

O cargo Biólogo possui 02 vagas disponíveis. A remuneração é de R$2.500,54. É necessário o candidato ter Carteira Nacional de Habilitação Categoria B.

As inscrições devem ser efetivadas através do endereço www.institutopublico.com.br, até o dia 04 de dezembro de 2011.

A prova objetiva possui data marcada para 18 de dezembro de 2011.

Mais informações:

Economia Verde na Amazônia


O seminário Economia Verde na Amazônia: Desafios na Valorização da Floresta em Pé será realizado no Instituto de Estudos Avançados (IEA) da Universidade de São Paulo no dia 29 de novembro de 2011, a partir das 9h.

A iniciativa é do Grupo de Pesquisa Amazônia em Transformação: História e Perspectivas. Os coordenadores dos trabalhos no seminário serão Maritta Koch-Weser (IEA) e José Pedro de Oliveira Costa (IEA e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP).

O evento ocorrerá na Sala de Eventos do IEA, Rua Praça do Relógio, 109, Bloco K, 5º andar, Cidade Universitária, São Paulo.

Mais informações: www.iea.usp.br, ineshita@usp.br e (11) 3091-1685.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Convênio CRBio04 com DiveLife Escola de Mergulho


A DiveLife Escola de Mergulho, empresa sediada em Belo Horizonte (MG), assinou uma parceria com o CRBio04.

Biólogos registrados no Conselho terão 20% de desconto no curso básico, no curso avançado ou no curso de meio ambiente.

O aluno deve possuir seu próprio equipamento básico de mergulho (máscara, snorkel e nadadeira).

É necessária a realização de um exame médico que será entregue pela DiveLife e o aluno deve providenciar consulta médica por conta própria.

Para conhecer mais a DiveLife Escola de Mergulho, acesse: www.divelife.com.br

XIV Congresso Brasileiro de Primatologia


“A Primatologia no Brasil: do científico ao popular” é o tema do XIV Congresso Brasileiro de Primatologia, evento organizado pela Sociedade Brasileira de Primatologia (SBPr).

O Congresso acontecerá de 13 a 16 de dezembro de 2011, em Curitiba e tem apoio da Universidade Federal do Paraná e CNPq.

A programação científica contará com palestras, mini-cursos, mesas-redondas, simpósios e workshops.

Mais informações:

Seu genoma, baratinho


No dia 26 de junho de 2000, após uma luta que durou dois anos, Bill Clinton juntou os pugilistas financiados pelo governo e os boxeadores de uma empresa privada e decretou o empate. Os dois grupos dividem o mérito de terem sequenciado o genoma humano. No meio de tanta fanfarra e euforia, pouco se comentou sobre o que ainda não sabíamos e quão difícil seria a próxima década.

Todo geneticista sabe que o "genoma humano" não existe, é uma abstração. O que existe é o genoma de cada indivíduo da espécie humana. E, como somos diferentes, o genoma de cada um de nós é diferente do genoma de todos os outros Homo sapiens que habitam o planeta (exceção para gêmeos univitelinos). Para obter uma ideia concreta do que está presente no genoma de nossa espécie, o genoma de milhares de pessoas teriam de ser sequenciados e comparados.

Os geneticistas também sabiam que a sequência de DNA, de 3 bilhões de letras, continha toda a informação necessária para construir e manter vivo um ser humano, mas observavam estarrecidos aquela enorme quantidade de dados. Da mesma forma que uma criança recém-alfabetizada observa uma enciclopédia, sabendo que ela contém informações valiosas, mas é incapaz de ler e interpretar as informações, os geneticistas observavam a sequência de DNA, imaginando como e quando terminariam de decifrá-la.

Todos imaginavam que sequenciar genomas completos abriria inúmeras possibilidades para a medicina, principalmente para o diagnóstico e tratamento de doenças ligadas diretamente a mudanças genéticas, como o câncer e doenças genéticas. Em muitas outras doenças, os genes que herdamos contribuem para o surgimento dos sintomas e o progresso da doença. É o caso de diabete, hipertensão, doença de Alzheimer e dezenas de outras em que a propensão genética é um dos fatores de risco.

Mas, no ano 2000, a possibilidade de sequenciar dezenas de genomas, compreender o papel de cada um dos nossos 23 mil genes e utilizar o sequenciamento do genoma como método diagnóstico eram sonhos. Tudo porque o custo de sequenciar um genoma era altíssimo. Para sequenciar o genoma anunciado por Bill Clinton foram gastos US$ 3 bilhões. Com esse custo, sequenciar milhares de genomas para entender a diversidade humana era proibitivo. Usar o sequenciamento completo em pesquisas que nos levassem a compreender a ação dos genes, nem pensar. Imaginar que um dia o sequenciamento completo do genoma de uma pessoa pudesse ser um método rotineiro de diagnóstico habitava a mente dos geneticista em sonhos ou delírios etílicos.

Mas o impossível ocorreu. Hoje é possível sequenciar o genoma de uma pessoa por aproximadamente US$ 3 mil, um valor que corresponde a um milionésimo do que custou o primeiro genoma, 11 anos atrás. O progresso no desenvolvimento da tecnologia de sequenciamento de DNA nos últimos dez anos foi mais rápido que o progresso no desenvolvimento dos microprocessadores. Enquanto o custo dos chips para computadores foi reduzido pela metade a cada dois anos, o custo do sequenciamento de DNA foi reduzido para 1/15 a cada dois anos.

A história desse desenvolvimento tecnológico está contado no livro Seu Genoma por Mil Dólares, de Kevin Davies. A competição entre as empresas que desenvolveram a tecnologia, a história das empresas que estão tentando criar produtos a partir dessa nova tecnologia e os dilemas éticos criados pela possibilidade de sequenciar o genoma de cada um de nós são contados de maneira simples em um livro que tem o sabor de ficção científica e aventura.

Ao contrário dos novos microprocessadores que aparecem todos os anos nos nossos laptops e celulares, a tecnologia usada no sequenciamento de DNA ainda não faz parte de nossa vida, mas com a possibilidade de sequenciar cada genoma baratinho, baratinho, nos próximos anos ela vai fazer parte de nosso cotidiano.

Fonte: Jornal Estado de S. Paulo

Vazamento no RJ pode afetar migração de animais


No meio do caminho, havia óleo. Obstáculo difícil de superar por baleias como jubarte, minke-antártica, baleia-de-bryde e entre 20 e 25 espécies de golfinhos e pequenos cetáceos que usam a Bacia de Campos como rota migratória. O óleo que vazou por pelo menos seis dias pelo poço no Campo de Frade, operado pela Chevron Brasil, chegou a cobrir uma superfície de 163 quilômetros quadrados - ou 16,3 mil campos de futebol.

E o dano ambiental é difícil de mensurar. No acidente provocado por uma explosão na plataforma de perfuração da British Petroleum, no Golfo do México, em abril do ano passado, 800 milhões de litros de óleo vazaram por 87 dias.

Somente 2% das carcaças dos animais atingidos chegaram ao litoral, aponta o biólogo Salvatore Siciliano, coordenador do Grupo de Estudos de Mamíferos Marinhos da Região dos Lagos (GEMM-Lagos), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

As baleias jubarte, por exemplo, estão retornando para o Polo Sul. Depois de se alimentar durante o verão, no inverno elas nadaram em direção à linha do Equador, em busca de águas mais quentes para se reproduzir. Agora, voltam para a Antártica acompanhadas de seus filhotes.

O secretário de Estado do Ambiente, Carlos Minc, viu três delas nadando perto da mancha - uma a menos de 300 metros de distância.

Além dos mamíferos, o dano para as aves é agudo. Acredita-se que elas confundam a mancha de óleo com cardumes e, por isso, mergulhem no petróleo.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mestrado em Ecologia e Tecnologia Ambiental


O Mestrado em Ecologia e Tecnologia Ambiental da Universidade Federal de Alfenas tem como objetivo formação de um profissional com conhecimentos em ecologia das interações entre os organismos, o meio ambiente e a população humana.

O programa visa fomentar e consolidar pesquisas voltadas para o desenvolvimento do conhecimento na área ambiental, tanto sob um ponto de vista básico quanto aplicado, em ambos os casos com um enfoque de longo prazo voltado para o estudo dos impactos humanos no ambiente.

O objetivo maior é oferecer soluções aos problemas causados por estes impactos sob diferentes pontos de vista, sempre de forma multidisciplinar. A seleção possui inscrição aberta até 08 de dezembro de 2011.

O número de vagas a serem oferecidas, os respectivos orientadores disponíveis para orientação e a inscrição estão disponíveis no site do programa (http://www2.unifal-mg.edu.br/ppgecoambiental/) no link seleção e ingresso.

Mais informações: (35) 3299-1392. e-mail: copg@unifal-mg.edu.br

Concurso Público Ubá – MG (01 vaga para Biólogos)

Estão disponíveis as inscrições para o concurso público da Prefeitura de Ubá (MG), o qual atenderá a necessidade de pessoal através de contratações no Regime Estatutário.

O cargo destinado a Biólogos possui a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente ou Secretaria Municipal de Saúde como local de trabalho.

A jornada de trabalho é 30 horas semanais e o vencimento inicial de R$1.610,84.

O endereço para a inscrição é www.copeve.ufv.br . O prazo vai até o dia 30 de novembro de 2011.

Mais informações:

Concurso de Arroio Trinta – SC (01 vaga para Biólogos)

Abriram as inscrições para o concurso público da Prefeitura de Arroio Trinta (SC), através do qual serão efetuadas diversas admissões ao quadro estatutário de servidores.

O cargo Biólogo possui o vencimento de R$2.765,78. É necessário ter ou estar cursando especialização em Gestão em Saúde.

Os interessados deverão solicitar a inscrição na sede da Prefeitura de Arroio Trinta, localizada no centro da cidade. O prazo vai até o dia dia 12 de dezembro de 2011.

Mais informações:

Aplicativo permite avaliar desmatamentos


O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) lançou o Land Use and Cover Change (LuccME) – uma ferramenta de código aberto para a construção e customização de modelos de mudança de uso e cobertura da terra.

Desenvolvida pelo Centro de Ciência do Sistema da Terra (CCST) do Inpe, a ferramenta é uma extensão do ambiente de modelagem TerraME, resultado de parceria entre o Instituto e a Universidade Federal de Ouro Preto.

De acordo com o Inpe, o aplicativo possibilita representar e simular diferentes processos de mudança de uso e cobertura da terra, como desmatamentos, expansão da fronteira agrícola, desertificação, degradação florestal, expansão urbana e outros processos em diferentes escalas e áreas de estudo. Uma das aplicações desse tipo de modelo é a construção de cenários espacialmente explícitos de futuros alternativos.

Segundo Ana Paula Aguiar, pesquisadora do Inpe e líder do projeto, a proposta do LuccME é prover uma ferramenta de código aberto – a primeira no país e, talvez, no mundo – na qual componentes já existentes podem ser combinados e facilmente estendidos para a criação de modelos Land Use and Cover Change (LUCC).

O LuccME poderá ser utilizado por instituições de ensino, organizações da sociedade civil, iniciativa privada e órgãos públicos, como secretarias de planejamento de estados e municípios.

A nova ferramenta permite ao usuário explorar diferentes ideias, decidir quais os componentes mais adequados à sua necessidade e utilizá-los integralmente ou em partes, adaptando o modelo de acordo com a aplicação.

A ferramenta foi projetada para facilitar a construção e o reuso de modelos por pessoas que não possuem um forte conhecimento de programação de computadores.

Além disso, o LuccME possibilita aos usuários melhorar os componentes de modelagem já implementados dentro de seu ambiente, bem como criar novos componentes baseados em ideias e teorias preexistentes e inovadoras, tanto do ponto de vista computacional como das novas abordagens nos chamados sistemas socioecológicos.

Outra característica é facilitar o acoplamento dos modelos LUCC a outros modelos do sistema terrestre, visando à construção de modelos integrados. Para isso, a ferramenta utiliza as facilidades de encapsulamento e acoplamento de modelos oferecidas pelo TerraME.

O LuccME é usado no Inpe para a construção de modelos operacionais de mudança de uso da terra em diferentes biomas brasileiros, acoplados ao modelo de emissões de gases do efeito estufa por mudanças de cobertura da terra. Tais modelos serão utilizados na análise de cenários de mudança de uso da terra até 2050, por sua vez acoplados a modelos climáticos, hidrológicos e de vegetação, no contexto do projeto Amazalert.

Mais informações:

South American Compositae Meeting


A FAPESP, em parceria com a Universidade de São Paulo (USP) e a National Science Foundation (NSF), dos Estados Unidos, realizará, nos dias 05 a 07 de dezembro, o South American Compositae Meeting.

O objetivo do evento é apresentar os últimos avanços nas pesquisas sobre sistemática, biogeografia, evolução e conservação de Compositae – a maior família de angiospermas – na América do Sul.

As palestras que serão apresentadas durante o evento irão enfatizar as aplicações das pesquisas e a necessidade de aumentar o intercâmbio de pesquisadores brasileiros e estrangeiros, de modo que a produção científica do Brasil nessa área tenha uma maior visibilidade no mundo e aplicação no país e na América do Sul, como um todo.

O encontro será realizado no auditório da FAPESP, localizada na R. Pio XI, nº 1500, no Alto da Lapa, em São Paulo.

As palestras serão apresentadas em inglês, com tradução para o português.

Mais informações e inscrições:
www.fapesp.br/eventos/compositaemeeting

2º Simpósio sobre Resíduos Sólidos


O Núcleo de Estudo e Pesquisa em Resíduos Sólidos (Neper) da Escola de Engenharia de São Carlos, da Universidade de São Paulo (USP), realizará, de 30 de novembro a 2 de dezembro, o 2º Simpósio sobre Resíduos Sólidos.

Voltado para pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação, representantes do poder público, da sociedade civil e da iniciativa privada envolvidos com o tema de resíduos sólidos, um dos objetivos do evento é divulgar as recentes pesquisas e experiências na área.

“Aspectos da Política Nacional de Resíduos Sólidos”, “Aproveitamento energético de resíduos sólidos” e “Incineração de resíduos domiciliares” são alguns temas que serão abordados durante o evento.

O simpósio será realizado no anfiteatro Jorge Caron da USP, campus de São Carlos, localizado na Av. Trabalhador São Carlense, nº 400.

Mais informações e inscrições:

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Seminário Código Florestal Brasileiro e Responsabilidade Territorial e Urbana


Data
28 e 29 de novembro de 2011

Horário
8 às 18 horas

Local
Av. Álvares Cabral, 1.600, 1º Subsolo, Santo Agostinho, BH-MG

Inscrições

Mais informações

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Concurso Público Barra do Garças – MT (04 vagas para Biólogos)

Estão abertas as inscrições para o concurso público da Prefeitura de Barra do Garças (MT), cujo objetivo é atender a necessidade de servidores estatutários no município.

Existem 04 vagas em aberto para o cargo de Biólogo. O vencimento base é de R$2.199,84.

As inscrições podem ser feitas pelo sites www.acpi.inf.br ou www.barradogarcas.com.br, até 06 de dezembro de 2011.

A prova objetiva do concurso tem data prevista para 18 de dezembro de 2011.

Mais informações:

Concurso Público UFSC (10 vagas para Professor)

Encontram-se abertas as inscrições para o concurso público da UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina, através do qual serão admitidos professores para regime de Dedicação Exclusiva.

A admissão do candidato será na classe Adjunto 1, que exige doutorado e proporciona vencimento mensal da ordem de R$7.637,67.

Existem vagas para os seguintes campo de conhecimento: Fisiologia; Farmacologia, Imunologia; Citologia e Biologia Celular; Bioestatística; Microbiologia; Anatomia Animal; Histologia e Embriologia; Genética e Melhoramento Animal; Taxonomia Vegetal; Dendrologia e Fitossociologia.

As inscrições ficam disponíveis até 30 de novembro, através do endereço www.prdhs.ufsc.br .

Mais informações:

O Meio Ambiente e os Planos de Governo Municipal


Por Aline Moura - Bióloga/especialista em ciências ambientais

As eleições municipais já estão batendo à porta e é natural as “mexidas” eleitorais dos candidatos e seus eleitores. E um candidato ao executivo bem preparado já deve estar elaborando seu plano de governo, contemplando as diferentes áreas que tangem a governabilidade local, dentre elas saúde, trabalho, infra-estrutura, cultura e meio ambiente.

Este último, apesar de ser um tema tratado há décadas, só ganhou força depois do cerco formado por leis ambientais mais rígidas e que preveem cobrança e punição para os infratores, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas, do setor público ou privado.

E é justamente por ser uma área de recente implantação nas três esferas governamentais, através de ministério, secretarias e departamentos que se faz necessário uma releitura e reestruturação, principalmente em âmbito municipal onde os setores ambientais são ainda mais recentes e na maioria dos casos vêm “pendurados” a outras secretarias, como urbanismo, infra-estrutura ou turismo. Tal junção pode trazer prejuízos quando uma área se sobrepõe à outra, ficando com o prejuízo na certa, aquela que cuida das questões ambientais.

Infelizmente o meio ambiente ainda não é tratado com a devida seriedade e aplicação de recursos, tornando-se em algumas prefeituras, setores utópicos e ilustrativos, servindo de posto de advocacia com o mero objetivo de defender-se dos próprios problemas gerados contra o meio ambiente, acumulando assim processos, multas e termos de ajustamento de conduta (TAC) celebrados como Ministério Público.

Os planos de governo municipal por sua vez, devem contemplar uma profunda reestruturação nesses setores, fragmentando-os em divisões independentes, porém interdisciplinares, abraçando todas as vertentes e demandas do município, tais como limpeza urbana, combate à poluição, políticas e projetos ambientais, arborização urbana, educação ambiental, além dos setores fiscalizadores.

Os recursos destinados anualmente também precisam ser estipulados levando em consideração cada subdivisão e suas diferentes necessidades.

É comum depararmos com problemas comuns que paralisam ou até inviabilizam os serviços e atividades, como a falta de mão de obra qualificada, falta de insumos e ferramentas de trabalho, de adubos, enxadas e máquinas a softwares, computadores e veículos. A falta também pode ser de continuidade dos trabalhos, de espaço, de vontade política e o mais trágico, interesses políticos sobressaindo às necessidades de fato - políticos e politiqueiros ocupando cargos que deveriam ser essencialmente ocupados por técnicos bem preparados, prática que quase sempre leva a falência e ao caos dos setores ambientais.

E se analisarmos bem as cidades mineiras, vamos perceber que a maioria delas apresenta problemas de natureza semelhante, salvo algumas exceções: rios poluídos, barragens assoreadas, sistemas inadequados de coleta e disposição do lixo, arborização deficiente, poluição atmosférica, visual e sonora, inoperância das leis de uso e ocupação do solo, deficiência nos serviços de saneamento, áreas degradadas, nascentes alteradas ou impactadas e ausência de unidades de conservação.

Nesse compasso, os problemas se amontoam, faltando diagnósticos e planos que aglutinem as demandas e apontem soluções concretas e aplicáveis, tomando como unidade de planejamento a bacia hidrográfica no qual o município está inserido.
Os eleitores, portanto, devem ficar atentos às propostas dos candidatos, lembrando que existe uma grande diferença entre crescimento e desenvolvimento. No primeiro o objetivo é tal somente o acúmulo de riquezas, sendo que o desenvolvimento sustentável não só acumula riquezas como também as distribui favorecendo a melhoria da qualidade de vida da população e do meio ambiente, que por sua vez, é parte integrante do desenvolvimento, aliado ao desenvolvimento econômico e social de uma região.

Sendo assim, não basta só elaborar os planos de governo para quando vencido o pleito, engavetar a papelada. É preciso aplicabilidade, monitoramento e fiscalização. Aí entram dois grupos: o grupo de vereadores eleitos, que têm como uma das funções, fiscalizar os atos do executivo e a população que elegeu os dois e , cujo dever e direito é participar do governo e cobrar a execução dos planos dos felizes vencedores.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Proposta de Código da Ciência tem Repercussão Internacional


A revista de renome internacional Nature Medicine publicou recentemente uma matéria sobre o Código da Ciência, proposta de lei encaminhada ao Congresso Nacional Brasileiro, pelo presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), Mario Neto Borges, que também preside a FAPEMIG, e o presidente do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de CT&I (Consecti), Odenildo Sena.

O documento foi elaborado por um grupo formado por juristas, representantes de cinco Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa, dentre elas a FAPEMIG, e uma Secretaria de Ciência e Tecnologia. A expectativa é que o novo Código simplifique e agilize os procedimentos relacionados ao financiamento de pesquisas científicas no Brasil, sem deixar de observar o controle das contas públicas, e atentando para as necessidades da Ciência e Tecnologia.

Para ler a matéria publicada na Nature Medicine, clique no link http://migre.me/6awcr.

A revista também apresentou um especial sobre a ciência brasileira: http://migre.me/6awcL .

Semana Mineira de Redução de Resíduos


A Semana Mineira de Redução de Resíduos, que acontecerá em Belo Horizonte (MG), entre os dias de 19 a 27 de novembro de 2011, em sua segunda edição, é uma iniciativa que integra as atividades desenvolvidas no âmbito da Semana Europeia de Redução de Resíduos - promovida pelos Estados membros da Comunidade Européia e que tem o apoio do Programa LIFE+ da Comissão Europeia.

Mais do que um problema tecnológico e científico, a questão dos resíduos gerados pela sociedade deve ser encarado como um problema sócio-ambiental, que tem conseqüências negativas, não apenas para o meio ambiente, mas também para a qualidade de vida e o futuro de toda a sociedade.

A Semana conta com os seguintes eventos: 10º Festival Lixo e Cidadania; Premiação Semana Européia de Redução de Resíduos; Seminário Resíduos da Indústria da Moda; Seminário Gestão Resíduos Industriais e da Mineração.

Mais informações:

Rena usa três métodos para manter temperatura corporal estável


Pesquisadores descobriram que a rena do Ártico, que possui uma pelagem que a ajuda a sobreviver a invernos rigorosos, recorre a uma combinação estratégica para manter estável a temperatura corporal quando se aquece ao correr.

O biólogo Arnoldus Blix, da Universidade de Tromso, na Noruega, e seus colegas descrevem suas descobertas no "The Journal of Experimental Biology".

"Você veste mais roupas no inverno. Se correr e se aquecer, abre o casaco e tira o chapéu", diz Blix. "As renas não podem fazer isso. Assim, observamos os mecanismos para saber como elas gerenciam a temperatura corporal."

Para conduzir o estudo, Blix e equipe treinaram renas para correr em uma esteira a diferentes temperaturas, de 10 a 30 graus Celsius, e registraram as respostas dos animais.

Eles descobriram que a rena começa a se refrescar ofegando com a boca fechada e inalando ar frio pelo nariz. Isso resfria o sangue dentro das passagens nasais, e esse sangue mais frio acaba sendo distribuído pelo corpo pela veia jugular.

Quando esse mecanismo não é suficiente, a rena também ofega com a boca aberta e coloca a língua para fora, como fazem os cachorros. Isso resfria o sangue de forma mais eficiente e também permite que o animal perca calor através da boca, pela evaporação.

Em situações críticas, quando o corpo está se aquecendo a uma temperatura perigosamente alta, a rena recorre ao último mecanismo de defesa, desviando o sangue frio do nariz para a cabeça, protegendo o cérebro do superaquecimento.

Fonte: Folha Online

Biólogo registra imagens de plantas em crescimento


O biológo Roger Hangarter, da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, vem realizando um trabalho paralelo à sua pesquisa, que consiste em capturar imagens em sequência do crescimento das plantas.

As imagens, registradas em intervalos de horas ou até mesmo de segundos, originou o projeto batizado de "Plants in Motion" ("Plantas em Movimento").

O biológo, que dedica sua carreira ao estudo de espécies vegetais, não tinha a fotografia como um de seus hábitos.

Mas ao registrar as imagens das "Plantas em Movimento'", percebeu que seus alunos ficaram fascinados pelos resultados e resolveu se dedicar ao tema com mais afinco.

Para assistir ao vídeo, clique no link:

Fonte: BBC Brasil

'Criação' de carne artificial pode poupar recursos


Cientistas estão "cozinhando" um modo de responder à demanda mundial crescente por proteína animal: a carne cultivada em laboratório.

Segundo Mark Post, biólogo da Universidade de Maastricht, na Holanda, a iguaria pode ser a resposta para alimentar o mundo, salvar o meio ambiente e poupar a vida de milhões de animais,

Usando células-tronco colhidas de restos de materiais de origem animal provenientes de matadouros, Post as alimenta com um mix de açúcares, aminoácidos, lipídios, minerais e outros nutrientes.

Especialistas dizem que o potencial para salvar animais, terra, água, energia e o próprio planeta é imenso. "O primeiro experimento será um piloto, para provar que a ideia é possível", disse Post.

De acordo com a OMS, a produção anual de carne deverá atingir 376 milhões de toneladas em 2030, e a demanda deve crescer ainda mais que isso.

Fonte: O Estado de S.Paulo

Organismo unicelular com mais de 10 cm vive no Pacífico


Pesquisadores que voltaram de uma expedição a Fossas das Marianas, no oeste do Pacífico, afirmam que o local abriga organismos unicelulares de mais de 10 cm de comprimento.

Cientistas do Instituto de Oceanografia Scripps, da Universidade da Califórnia, em San Diego, mergulharam câmeras subaquáticas de alta definição, colocadas em bolhas feitas de vidro grosso para suportar a pressão extrema, a fim de captar vídeos dessas criaturas a uma profundidade de 10 mil metros.

Os organismos unicelulares, conhecidos como xenofióforos, são as maiores células individuais que conhecemos no mar profundo, segundo a oceanógrafa do Scripps, Lisa Levin, que flagrou as criaturas no vídeo.

Os xenofióforos muitas vezes atuam como "habitat de estrelas do mar, crustáceos, minhocas e amêijoas [moluscos]", disse ela. "Eles agem como pequenos edifícios residenciais."

Isso significa que, com mais pesquisas, os cientistas poderão ser capazes de identificar mais organismos que vivem nas profundezas do leito oceânico, de acordo com ela.

Esse conhecimento também pode ajudar os cientistas a compreender outras partes do Sistema Solar.

"A Nasa [agência espacial americana] acredita que pode haver uma analogia entre o que encontramos no fundo dos oceanos e o que, potencialmente, poderia ser encontrado na lua de Júpiter chamada Europa", afirmou Kevin Hardy, engenheiro cientista do Scripps que participou da expedição.

O grupo foi parcialmente financiado pela Nasa, e a pesquisa ainda não foi publicada em um periódico científico.

Fonte: NEW YORK TIMES

Ave macho imita fêmea para aumentar chances de copular


Os machos de uma espécie de falcão se travestem de fêmeas para obter uma vantagem reprodutiva. O estudo está disponível na edição de quarta-feira da "Biology Letters", publicação da Sociedade Real Britânica.

A maioria dos machos de águias-sapeiras ("Circus aeruginosus") é acinzentada, porém mais de um terço tem plumagem permanente que imita a cor das fêmeas, que é predominantemente marrom com cabeça e ombros brancos.

Tentando compreender o que está por trás dessa plumagem trocada, biólogos chefiados por Audrey Sternalski, do Instituto de Pesquisas em Recursos Cinegéticos de Ciudad Real, na Espanha, pesquisaram o comportamento dos falcões no Marais de Brouage, uma região pantanosa do centro-oeste da França.

BONECOS

Após identificar 36 casais chocadores, eles posicionaram um de três tipos de iscas perto de cada ninho.

As iscas eram bonecos de plástico, pintados de forma que parecessem um macho típico, uma fêmea típica ou um macho "travestido de fêmea" de águia-sapeira.

Na defesa de seu território, machos típicos mostraram ser três vezes mais propensos a atacar a isca de macho típico do que as demais iscas.

Surpreendente foi o comportamento dos machos travestidos de fêmeas em casais chocadores. Eles desempenham ao extremo o papel de fêmeas.

Em uma demonstração de ciúmes, revelaram ser duas vezes mais propensos a atacar a isca feminina do que a masculina.

Impressionados, os cientistas acreditam que os falcões travestidos tenham uma vantagem competitiva ao imitar as fêmeas de forma tão enfática.

Ao parecer fêmeas e agir de forma menos agressiva, correm menos riscos de serem atacados por competidores, o que lhes dá uma chance maior de abordar as fêmeas para acasalar.

O artigo também sugere que este comportamento também dá a eles a chance de ingressar em um território com comida abundante sem ter que disputá-la com rivais.

Mas por que os machos típicos toleram os impostores?

Uma resposta possível seria a de que machos típicos podem achar vantajoso ter um vizinho tranquilo, pois assim teria menos trabalho para defender seu território.

Além disso, machos típicos também teriam chances de copular com as fêmeas dos machos mais submissos.

A outra única espécie de ave conhecida, cujos machos imitam permanentemente as fêmeas é o pavão do mar ("Philomachus pugnax"), ave pernalta que recorre ao mesmo disfarce para se aproximar das fêmeas.

Fonte: FRANCE PRESSE

Curso de Gestão de Resíduos Sólidos


PROMOÇÃO
Globo Verde Ambiental

DIA DO CURSO
17, 18 e 19 de novembro de 2011

HORÁRIO
8h às 18h

LOCAL
EFTI/FATEP
SHIN Centro de Atividades 2 - Lote 21 Lago Norte 71.503-502
Brasília – Distrito Federal

OBJETIVO
Capacitar o participante a identificar os diferentes tipos de resíduos, as responsabilidades pelo gerenciamento adequado, atendendo a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10).

MAIS INFORMAÇÕES

Processo Seletivo IFSP (01 vaga para Professor)

O Instituto Federal de São Paulo (IFSP) abriu processo seletivo cuja finalidade é a seleção de profissionais para cargos de professor em caráter temporário.

A área de Biologia possui 01 vaga em aberto para o Campus de Salto. É exigido somente formação superior na respectiva área de interesse.

Até o momento não são divulgadas informações referentes a remuneração.

Os interessados deverão comparecer pessoalmente no Camus Salta, situado a Rua Rio Branco, 1780, na Vila Teixeira, em Salto – SP (CEP 13320-271). A solicitação da inscrição deve ser feita de 28 de novembro a 09 de dezembro de 2011.

Mais informações:

Butantan seleciona profissionais


Entre 1º e 09 de dezembro, o Instituto Butantan estará com inscrições abertas ao interessados em participar do Programa de Aprimoramento Profissional (PAP).

A seleção será aberta a profissionais formados entre 2009 e 2011.

Ao todo são 16 programas, distribuídos em cinco grandes áreas: Pesquisa em Ciências da Saúde, Desenvolvimento Tecnológico para Produção e Controle de Imunobiológicos e Biofármacos, Biotecnologia em Saúde, Educação em Saúde, Museologia e Divulgação e Biotérios.

Cada programa terá duração prevista de um a dois anos (dependendo da carreira), com carga horária de 40 horas semanais. Não foi divulgado o valor da bolsa.

O número de vagas é limitado e as inscrições são gratuitas.

Mais informações:
(11) 3726-7222 ramal 2222

Biólogos aceitam 'descarte' de espécies


Uma pesquisa feita com quase 600 biólogos especialistas em biodiversidade no mundo todo revelou que a maioria deles já considera que algo antes impensável pode ser necessário: "desligar os aparelhos" de certas espécies ameaçadas.

Assim como médicos militares precisam fazer escolhas difíceis sobre quais feridos tratar primeiro, 60% dos biólogos ouvidos no levantamento acham que, como não vai ser possível salvar todas as espécies em risco de extinção, é melhor começar a pensar em critérios de triagem.

O resultado foi obtido por Murray Rudd, da Universidade de York, e está em artigo na revista científica "Conservation Biology".

Rudd ouviu cientistas que costumam publicar artigos em revistas especializadas na área de biologia da conservação, com estudos publicados de 2005 a 2010 (o que significa que estão na ativa).

OS MAIS VULNERÁVEIS

Ainda não há consenso sobre como decidir que espécies priorizar, embora boa parte dos biólogos ouvidos (41,7%) concorde com a ideia de que as espécies e os ecossistemas mais vulneráveis deveriam receber os maiores níveis de investimento.

De qualquer maneira, a maioria dos especialistas da área também concorda com a seguinte afirmação: "Inevitavelmente, é preciso fazer escolhas duras sobre desistir de algumas espécies".

Os biólogos justificam a decisão dizendo que, se critérios objetivos sobre que espécies salvar não forem estabelecidos logo, as extinções vão acabar acontecendo de qualquer jeito, e o risco de consequências funestas para a biodiversidade será maior ainda.

Por outro lado, ainda há relutância em relação à ideia de levar em conta o valor econômico das espécies como justificativa para sua preservação (veja quadro acima).

Além do nível de ameaça, a razão preferida para privilegiar o salvamento de determinada espécie é a importância dela para as relações ecológicas numa região (se ela é um predador que controla a população de vários outros bichos ou uma planta muito comida, digamos).

Rudd diz ter bolado a pesquisa como uma maneira de avaliar qual era o consenso entre os especialistas a respeito da gravidade da crise de biodiversidade atual.

A resposta foi acachapante: quase 100% dos entrevistados acha que uma perda séria de biodiversidade planetária é "provável", "muito provável" ou "virtualmente certa". É um consenso científico ainda mais forte do que existe em torno da realidade do aquecimento global.

A atual crise de desaparecimento de espécies já tem até nome: a Sexta Extinção. O título é uma referência às outras cinco grandes extinções em massa que ocorreram na história da Terra, como a que dizimou os dinossauros há 65 milhões de anos.

Também é forte a percepção entre os especialistas de que as estratégias atuais para salvar a biodiversidade não estão funcionando bem.

Mais de 80% concordam com a afirmação de que é preciso "estar disposto a repensar os objetivos e os padrões de sucesso da conservação".

Fonte: Folha Online

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

O VALOR DE UMA ÁRVORE


Por Aline Moura - Bióloga/ Especialista em Ciências Ambientais

Certa ocasião, um senhor chegou a um órgão ambiental deste município requisitando o corte de uma árvore e o motivo declarado chamou atenção pela sua estranheza.

O sujeito começou sua narrativa se queixando de uma árvore localizada em frente ao seu imóvel. Dizia o reclamante que caia muitas flores da árvore na época da floração. “ Lá pro final de junho” esbravejava o homem. “E como viajo muito neste período, não tenho tempo de varrer a calçada que fica então toda coberta por flores ”. Neste momento achei que o homem reclamava da” sujeira” que a árvore fazia.Foi então que finalizou ainda mais alterado: “Os ladrões ao observarem as flores acumuladas no chão, vão perceber que não estou em casa e vão roubar o que eu tenho.”
Boa desculpa para se cortar uma árvore, não acham? E eta ladrão esperto este, hein? Mais tarde fui saber que a árvore “chama ladrão” era um vistoso e imponente Ipê Rosa.

Parece piada, mas é a pura rotina dos órgãos encarregados de analisar os pedidos de corte de árvores: pouca gente interessada em plantar e muitas interessadas em cortar. E os motivos na maioria das vezes são injustificáveis, salvo os casos de interferência das raízes com as redes de água e esgoto e outros poucos motivos que justifiquem realmente o corte de uma árvore da arborização pública.
As árvores muitas vezes acabam por levar a culpa pela falta de segurança, como se sempre fossem elas a causa do problema instalado. Vejam só esta outra situação que ilustra bem a questão: a solicitação agora é para o corte de uma Sibipiruna - árvore nativa de porte grande muito utilizada na arborização das ruas – a justificativa segundo a solicitante é que a árvore poderia ser utilizada por meliantes para adentrar em seu imóvel.Pois bem, no ato da vistoria, a surpresa: o muro do imóvel não tinha mais que um metro e meio e a culpa pela possível invasão claro, era da árvore.

Mas a justificativa campeã em solicitações de corte é a “sujeira“ das folhas nos passeios, que obrigam os moradores a varrerem suas calçadas. Contudo tal justificativa na maioria das vezes vem camuflada atrás de outros motivos não mais “nobres” do que este.
O certo é que, não importa o motivo, estamos perdendo nossas árvores.

O diagnóstico sobre a arborização do centro da cidade realizado em 2010, apontou um número de árvores bem menor do que o recomendado para centros urbanos de uma cidade do porte de Itaúna e que vem aceleradamente aumentando sua frota de veículos.

Das 486 árvores catalogadas, 207 ou estavam plantadas em locais inadequados, como é o caso dos Ficus e das Castanheiras, utilizadas por décadas na arborização do município e que possuem sistema radicular agressivo e por isto necessitam de grandes espaços ou encontravam-se debilitadas e no final da vida útil.

O centro da cidade é um local de grande circulação de veículos, emitindo gás carbônico e outros poluentes igualmente ou ainda mais tóxicos, portanto deveria ser a área mais arborizada da cidade. Mas infelizmente não é o que ocorre. A situação é a seguinte: os comerciantes não querem árvores porque “atrapalham” as fachadas de suas lojas e os moradores porque não têm tempo de limpar as calçadas.

Árvores, caro leitor, são grandes prestadoras de serviços ambientais fundamentais e sendo muito simplista, elas fornecem além da sombra, o oxigênio que respiramos, absorvem grande parte dos poluentes lançados na atmosfera, retêm parte da água pluvial, evitando as grandes enxurradas e de quebra ainda funcionam como grandes umidificadores, garantindo um ar menos quente e mais úmido. Tudo isto a um custo muito baixo comparado aos benefícios gerados. Mas o que me parece é que todos querem usufruir destes serviços sem pagar a conta, que, aliás, é irrisória. Ora, quem não quer uma sombra para se esconder num dia quente ou estacionar o carro debaixo de uma grande copa, contanto é claro que a árvore esteja plantada no passeio do vizinho.

Árvore certa plantada no local certo só traz benefícios. Pesquisas desenvolvidas em países onde a arborização é tratada devidamente, apontam que cada unidade monetária (o real, por exemplo), aplicada na implantação e manutenção das árvores urbanas, o retorno financeiro pode chegar a 4 unidades monetárias, retornados em saúde e bem estar para a população.Em cidades bem arborizadas gasta-se menos com internações em consequência de problemas respiratórios, o nível de estresse também pode diminuir e até os índices de violência tendem a cair, uma vez que locais bem arborizados inibem a ação de vândalos.Investir na arborização das cidades, portanto também é um bom negócio para os municípios,uma vez que economiza recursos dos cofres públicos. Infelizmente talvez seja a única maneira de convencer os governantes de que plantar é preciso.

Mas atenção, se for plantar, escolha bem a espécie e o local do plantio, com certeza os benefícios se estenderão bem além da sombra na porta de sua casa. Mas se for cortar, analise bem a necessidade do corte para não incorrer nos mesmos erros dos “ artistas” deste artigo.

Seminário As Energias e o Meio Ambiente


Nos dias 29 e 29 de novembro (segunda e terça-feira), acontecerá em Belo Horizonte (MG), o Seminário As Energias e o Meio Ambiente.

O evento é uma promoção da organização Ponto da Terra e será realizado no Auditório Fiemg - Edifício Robson Braga de Andrade 4º andar (Av. do Contorno, nº 4456 – Funcionários).

A programação do Seminário é formada por palestras.

As inscrições devem ser feitas pelo e-mail pontoterra@pontoterra.org.br .

Mais informações:

História Ambiental do Brasil


A Amda realizará na terça-feira, dia 22 de novembro, a última edição da Terça Ambiental deste ano. O tema a ser debatido será a história ambiental do Brasil – entender o passado para transformar o futuro. O evento ocorrerá no auditório do Senac, de 19h às 21h.

A palestra será ministrada por José Augusto Pádua, professor do Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro, coordenador do Laboratório de História e Ecologia e doutor em Ciência Política pelo IUPERJ, com pós-doutorado em História pela University of Oxford (Inglaterra). Após sua apresentação, como é de costume nas terças ambientais, será aberto espaço para os presentes participarem com perguntas e reflexões sobre o tema.

No final do evento, serão sorteados brindes institucionais da Amda e diárias em pousada na Serra do Cipó.

O auditório do Senac fica na Rua Guajajaras, 40 - 16º andar, centro, Belo Horizonte.

A Terça Ambiental é um projeto da Amda em parceria com o Senac e patrocínio da AngloAmerican, que promove discussão de temas de relevância para o meio ambiente na última terça-feira de cada mês.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link:

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (31) 3291 0661.