segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Seminário sobre Biossegurança e Biosseguridade

Dia: 03/10/2008 (Sexta-feira)
Horário: 14:00 às 17:00h
Local: Auditório Campus Principal da UERJ
Na Capela Ecumênica - Em frente da Concha Acústica
Av. São Francisco Xavier 521 - MaracanãTelefones para contato: (21) 2220-8678 / 8327 (ANBio)

Inscrições Gratuitas no Local do Evento

II Seminário Nacional sobre as Implicações Epistemológicas da Teoria da Evolução na Vida Humana

Darwinismo Ativo

Data e Hora
dias 1 e 2 de otubro de 2008 de 9:00 às 17:30
dia 3 de outubro de 2008 de 8:30 às 15:30

Local
Campus UFMG - Belo Horizonte - MG
Auditório da Faculdade de Ciências Econômicas - FACE

Inscrições (gratuitas)
eventos@proex.ufmg.br

Organização
Fiocruz-RJ: Ricardo Waizbort
Fiocruz-Minas: Virgínia Schall e João Bosco Jardim
CDC-UFMG: Tânia Margarida Lima Costa

Palestrantes
Ricardo Waizbort (Biologia, Fiocruz)
Sérgio Danilo Pena (Bioquímica e Imunologia, UFMG)
Maurício Vieira (Sociologia, UFF)
Filipe Porto (CAP-UFRJ)
Deisy G. Souza (Psicologia, UFSCar)
Maria Amália Andery (PUC-SP)
Renan S. Freitas (Sociologia, UFMG)
Maria Emília Yamamoto (Psicologia, UFRN)
Denise Selivon Scheepmaker (Biologia, USP)
Eliane Sebeika Rapchan (Ciências Sociais, UEM)
Wilson Antonio Frezzatti Jr. (CHS, Unioeste, PR)
Cláudia Russo (Biologia, UFRJ)
Edson Coelho de Morais (Biologia, UFMG)
Luiz Oswaldo Carneiro Rodrigues (Educação Física, UFMG)
Ildeu de Castro Moreira (Física, UFRJ e MCT)

Depois da Amazônia, Cerrado também terá fundo para práticas sustentáveis

Por Aida Feitosa, do MMA

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, anunciou, nesta quinta-feira (25), em Goiânia, a criação do Fundo Cerrado para promoção de práticas sustentáveis no bioma. "A exemplo do que ocorre da Amazônia, com monitoramento constante teremos dados para fiscalização e pesquisa, o que vai permitir que as pessoas vivam com dignidade sem destruir a vegetação nativa."

O anúncio foi feito na Universidade Federal de Goiás, durante lançamento de ações para estimular a conservação e o uso sustentável do bioma. Dentre as ações estão a assinatura de protocolo de intenções para fortalecimento do sistema de monitoramento do desmatamento do Cerrado desenvolvido pelo Laboratório de Processamento de Imagens e Geoprocessamento da Universidade Federal de Goiás LAPIG/UFG, com o apoio das organizações não-governamentais Conservação Internacional (CI-Brasil) e The Nature Conservancy (TNC-Brasil).

O sistema detectou o desmatamento de cerca de 18.900 km2 de mata nativa, no período de 2003 a 2007, o que equivale a 1.900.000 campos de futebol. O ministro também lembrou que das 416 espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção, 131 são do Cerrado. Para reverter esse quadro, Carlos Minc anunciou, além do Fundo Cerrado, a destinação de R$ 4,6 milhões para a gestão do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e a determinação de preços mínimos para o pequi e o babaçu que são produtos do extrativismo do Cerrado.

Seguindo agenda em Goiânia, o ministro Carlos Minc assinou com o prefeito da cidade Íris Rezende três termos de cooperação técnica para favorecer o programa da coleta seletiva, as ações de licenciamento ambiental e a implementação do Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) municipal. Goiânia é o primeiro município brasileiro a elaborar este instrumento de ordenamento e regularização territorial. O prefeito Íris Rezende lembrou ainda que Goiânia é a cidade brasileira com maior área verde por habitante do País e a segunda do mundo.

O ministro do Meio Ambiente destacou os esforços ambientais de Goiânia na preservação do Cerrado e ressaltou que o Brasil tem um compromisso internacional de preservar 10% de cada bioma em unidades de conservação municipais, estaduais ou federais. "Hoje, o Cerrado tem 6,6% de sua área preservada, temos que unir esforços para cumprir o objetivo dos 10%."

Finalizando sua estada na capital goiana, Carlos Minc assinou acordo de cooperação técnica com o governador do estado de Goiás Alcides Rodrigues para a elaboração do Zoneamento Ecológico- Econômico (ZEE) do estado. O ministro também testemunhou a ordem de serviço do governador para que seja destinado R$ 1 milhão para pesquisas que vão subsidiar as conclusões do zoneamento.

Segundo maior bioma brasileiro, o Cerrado ocupa 2 milhões de km2, ou cerca de 24% do território nacional, onde estão presentes aproximadamente 5% da biodiversidade do planeta. Apesar disso, o Cerrado tem sido definido, de maneira equivocada, como um bioma biologicamente pobre e sofre uma agressão humana sem precedentes.

Fonte: (Envolverde/MMA)

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Preocupação de Biólogo

Prezados Biólogos,

Estou muito preocupado em relação a atuação dos conselhos regionais de biologia e com o conselho federal de biologia. Minha preocupação refere-se a questões que envolve atividades similares dos engenheiros ambientais e biólogos que trabalham com a questão ambiental. Apenas para se ter uma idéia, em Belém houve inscrição para a SEMA (Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Pará) onde neste concurso NÃO houve uma vaga se quer para Biólogos, abrindo vagas para várias áreas inclusive para Eng. Ambiental que por acaso as atribuições são similares as dos Biólogos. Para o concurso da Petrobrás apenas os biólogos que apresentam pós-graduação poderão assumir o cargo caso sejam aprovados.

Imagino que deve existir vários casos e que minha preocupação como biólogo faça realmente sentido. O biólogo foi o pioneiro em estudos envolvendo a questão ambiental e penso que agora forçadamente tem o seu trabalho e sua história colocada de lado. Assim, entendo que as discussão a respeito das atribuições dos biólogos deve ser constante, assim também como a atuação dos conselhos regionais com apoio do conselho federal devem abraçar a causa e procurar alicerces para a regulamentação de fato da profissão.

Sugiro ainda que seja formada uma comissão dos Biólogos da Amazônia na tentativa de unir e diminuir as distâncias geográficas (CRBio-Manaus) e elaborar pontos de discussões com o intuito de fortalecer a profissão.Faço um alerta: A grande maioria dos biólogos em Belém, Macapá, Porto Velho e Rio Branco não são inscritos no conselho de biologia, penso que chegou a hora de aproximar a classe.

As considerações apresentadas nesta mensagem apenas tem o caratér de abrir uma discussão no sentido de esclarecer, unir e orientar os grandes profissionais biólogos.

Um agrande abraço.

XI Seminário Mineiro sobre Produção Orgânica

Aconceterá nos dias 01, 02 e 03 de outubro de 2008 o XI Seminário Mineiro sobre Produção Orgânica. O evento será realizado no NIA (Núcleo de Informação para o Agronegócio) da Embrapa Milho e Sorgo, que se localiza na Rodovia MG 424, km 47, no município de Sete Lagoas (MG).

Inscrições pelos seguintes e-mails:
raimundo.pinto@agricultura.gov.br, warley.costa@agricultura.gov.br ou pelo telefone: (31) 3250-0439.

Terá prioridade quem reservar a vaga até o dia 30 de setembro. A inscrição terá o valor R$ 10,00 e deverá ser paga na abertura do evento. O certificado do XI Seminário Mineiro sobre Produção Orgânica será emitido pela Universidade Federal de Viçosa.

Programação:

Dia 01/10/2008

7:30 às 9:00 - Inscrições / NIA - Embrapa

9:00 às 9:45 - Abertura

9:45 às 10:45 - “A regulamentação da produção orgânica brasileira”, palestrante Teresa Cristina de Oliveira Saminez (MAPA)

10:45 às 11:45 - “Agricultura orgânica e agricultura familiar”, palestrante Marcelo Nunes (MDA)
Tema: Mercado e Comercialização

11:45 às 12:45 - “Experiências em comercialização de produtos orgânicos”, palestrantes Ernande Campos (Fito Artes Ltda.) e Otto Torres (Sítio Bela Vista, Rio Manso)

12:45 às 13:45 - Almoço

Tema: Controle Ecológico de Pragas e Doenças
13:45 às 14:30 - “Dinâmica de insetos na produção orgânica de grãos”, palestrante Ivan Cruz (Embrapa Milho e Sorgo)

14:30 às 15:45 - “Utilização de nim no controle de pragas”, palestrantes Suely Vieira Rodrigues (Bioneen) e Américo Ciociolla Júnior (Epamig)

15:45 às 16:00 - Café

Tema: Homeopatia na Produção Orgânica
16:00 às 16:45 - Palestrantes: Vicente Casali (UFV) e Fernanda Andrade (UFV)

16:45 às 17:15 - “Experiência com aplicação da homeopatia”, palestrantes Antônio Domingues (Emater-MG) e produtor Luciano Medeiros

Dia 02/10/2008

Tema: Pecuária Orgânica

8:00 às 8:30 - “Experiência de produtor no manejo e no controle de carrapato e de mosca do chifre”, palestrante Celso Lessa (produtor de Sete Lagoas)

8:30 às 9:30 - “Sistema de produção pecuário”, palestrante João Paulo Guimarães Soares (Embrapa Agrobiologia)

9:30 às 10:00 - Café

10:00 às 11:15 - “Produção orgânica de suínos”, palestrante Jorge Ludke (Embrapa Suínos e Aves)

11:15 às 12:30 - “Produção orgânica de aves”, palestrante Paulo Sérgio Rosa (Embrapa Suínos e Aves)

12:30 às 13:30 - Almoço

Tema: Plantio Direto em Sistema Orgânico
13:30 às 14:15 - “Experiências em sistema de plantio direto na produção orgânica”, palestrante José Aloísio Alves Moreira (Embrapa Arroz e Feijão)

14:15 às 15:00 - “Experiência da UFV”, palestrante João Carlos Cardoso Galvão (UFV)

15:00 às 15:45 - “Experiência da Embrapa na produção de hortaliças”, palestrante Nuno Rodrigo Madeira (Embrapa Hortaliças)

15:45 às 16:00 - Café

16:00 às 18:00 - VISITA A CAMPO I - FAZENDINHA DA EMBRAPA
Produção de milho, café, minimilho, adubação verde, plantio direto

Dia 03/10/2008

8:00 às 9:00 - “Produção de milho orgânico”, palestrante José Carlos Cruz (Embrapa Milho e Sorgo)

9:00 às 10:00 - “Experiência com agricultura urbana”, palestrante Érica Regina Oliveira Carvalho (Emater-MG)

10:00 às 10:30 - Café

Tema: Produção Orgânica de Hortaliças
10:30 às 11:30 - “Aspectos da pesquisa e da produção com tomate e pimentão”, palestrante Paulo Marçal (UFG)

11:30 às 12:30 - “Efeitos dos agroquímicos na saúde”, palestrante Eliane Novato (UFMG)

12:30 às 13:30 - Almoço

Tema: Banco de Sementes / Adubação Verde
13:30 às 14:00 - “Programa banco comunitário de sementes de adubos verdes”, palestrante Lygia Bortolini (MAPA)

14:00 às 14:30 - “Experiência com o uso de adubos verdes”, palestrante Magno Gomes da Rocha (Emater de Três Marias)

14:30 às 15:15 - Vanúbia Martins (Rede de Sementes da Paraíba)

15:15 às 16:00 - “Utilização de coquetel de adubos verdes”, palestrante Hortência Maria Abranches Purcino (Epamig)

VISITA A CAMPO II - EPAMIGMorango orgânico, plantas forrageiras, adubação verde

Número de espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção quadruplica em 16 anos


O número de espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção passou de 108 espécies, em 1992, para 472 espécies, mais do quadruplicando em um período de apenas 16 anos. Os dados fazem parte da nova Lista Oficial das Espécies da Flora Brasileira Ameaçadas de Extinção, elaborada pela Fundação Biodiversidade, sob encomenda do Ministério do Meio Ambiente.

De acordo com a lista, os biomas com maior número de espécies ameaçadas são as da mata atlântica (276), do cerrado (131) e da caatinga (46). A Amazônia aparece com 24 espécies, o pampa com 17 e o Pantanal com apenas duas. A disparidade de números em relação às 472 espécies hoje ameaçadas é justificada pelo fato de que algumas espécies aparecem em mais de um bioma.

Ao comentar os resultados da lista divulgada, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, reconheceu que há uma preocupação maior com as espécies da mata atlântica, o bioma mais ameaçado, embora também haja outros que estão seguindo na mesma direção.

"Sem dúvida que a mata atlântica é o mais ameaçado, mas também há outros biomas seguindo na mesma direção: o cerrado é um bioma que também está muito ameaçado, o que está levando o Ministério do Meio Ambiente a lançar um plano de defesa do cerrado. As pessoas falam muito da Amazônia, mas o cerrado está muito ameaçado e também a caatinga, que está sendo destruída em um ritmo ainda mais agressivo do que a Amazônia", disse Minc.

No que se refere às regiões brasileiras, o Sudeste apresenta o maior número de espécies ameaçadas, com 348; seguido do Nordeste, com 168; do Sul, com 84; do Norte, com 46; e do Centro-Oeste, com 44 espécies. Neste contexto, segundo a lista divulgada pelo Ministério do Meio Ambiente, os estados com o maior número de espécies ameaçadas de extinção são Minas Gerais (126), Rio de Janeiro (107), Bahia (93), Espírito Santo (63) e São Paulo (52).

A primeira Lista Oficial das Espécies da Flora Brasileira Ameaçadas de Extinção foi editada em 1968, com a inclusão de apenas 13 espécies nessas condições. Em 1980 foi publicada uma nova lista, com a inclusão de mais 13 espécies. Tanto na lista de 1992 como na de 2008 existem doze espécies de importantes madeireiras ameaçadas de extinção, tendo sido adicionada a esta última lista apenas uma espécie: o "pau-roxo" (Peltogyne maranhensis), da Amazônia.

Entre as outras espécies de uso econômico incluída na lista estão algumas de fator alimentício (caso do palmito); medicinal (jaborandi); cosmético (pau-rosa) e também ornamental. Tanto o pau-rosa como o jaborandi já constavam da lista de 1992.

Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Obama defende ensino da teoria da evolução nas escolas dos EUA


O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, defende o ensino da teoria da evolução sobre a origem da humanidade nas escolas públicas do país. Ele afirma que os estudantes não devem ser confundidos com outras "hipóteses não-científicas".

Obama expressou essa opinião em uma entrevista publicada na edição desta semana da revista britânica 'Nature', que é dedicada exclusivamente às eleições nos EUA e destaca as posições dos dois candidatos em assuntos científicos.

Enquanto o candidato democrata concordou em responder às perguntas da publicação sobre vários temas, desde a mudança climática até as pesquisa com células-tronco, o republicano John McCain se recusou a fazer isso. Com a decisão, a revista teve de extrair as opiniões do republicano de discursos anteriores e de seu programa de governo.

"Acredito na evolução e compartilho o amplo consenso da comunidade científica de que a evolução foi validada cientificamente", afirmou Obama à "Nature".

"Não acho que seja útil para nossos estudantes obscurecer os debates sobre ciência com teorias não-científicas (...), que não estejam submetidas à apuração experimental", disse.

Já McCain diz acreditar na evolução, mas, como disse em um debate, quando vê o pôr-do-sol no cânion do Colorado vê também 'a mão de Deus". Em entrevista em 2005 disse que "todos os pontos de vista' sobre a origem da humanidade deveriam ser ensinados nas escolas.

Células-tronco
Obama afirmou que suspenderia o veto imposto pelo atual presidente, George W. Bush, ao financiamento público da pesquisa com células-tronco, as quais avalia serem cruciais para o desenvolvimento da medicina.

McCain votou pessoalmente contra a proibição de Bush, mas afirmou posteriormente que apóia esta pesquisa, desde que não sejam sacrificados "princípios éticos e valores morais". Sua vice, Sarah Palin, se opõe a estas experiências.

Quanto à energia e ao ambiente, o democrata afirma que não se pode descartar a energia nuclear como substituta do combustível fóssil, mas garante que não autorizaria uma grande expansão sem antes resolver as dúvidas sobre o armazenamento de resíduos.

Já McCain propõe construir 45 novas usinas até 2030, embora sua meta final sejam cem.

Aquecimento global
Quanto à mudança climática, ambos afirmam que os EUA devem assumir a liderança internacional, mas apenas Obama diz que seu país deve tomar medidas internas diferentes do que venham a fazer economias emergentes como China e Índia.

O senador por Illinois tem como objetivo reduzir, até 2050, as emissões de carbono para até 80% a menos que os níveis de 1990. Já McCain propõe reduzir as emissões para 60% em relação níveis de 1990.

Fonte: Efe

SEMANA DE BIOLOGIA DA UFJF

INSCRIÇÕES A PARTIR DE 22/09/08

MAIS INFORMAÇÕES NO BLOG:
http://www.sembioufjf.blogspot.com/


quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Curso de Formação de Gestores Ambientais

OBJETIVOS DO CURSO:
Este curso provê aos participantes os conhecimentos básicos quanto a responsabilidades e tratamento das questões ambientais nas empresas, formando assim profissionais com competências adequadas para transformar em sua atuação como gestores as organizações, através de ações de excelência ambiental.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
Questões Ambientais nacionais e internacionais, Desenvolvimento sustentável no âmbito empresarial, Avaliação de Impactos Ambientais (AIA), Sistema de Gestão Ambiental - NBR ISO 14001:2004, Auditorias em Sistemas de Gestão Ambiental Legislação Ambiental, Produção mais Limpa e Ecoeficiência.Gestão de Resíduos, Áreas Degradadas – Projetos de Recuperação.

CONDIÇÕES DO CURSO:
Data de início e término: 04/10/2008 até 01/11/2008
Carga horária: 40 horas
Dia da semana e horário de aula: Sábados, de 8:00 às 17:00h
Número de participantes por turma: mínimo de 15 e máximo de 30
Investimento: R$ 250,00 à vista ou 2 parcelas de R$ 130,00; sendo a primeira parcela na efetivação da matrícula e a restante em 30( trinta)dias.

INSTRUTOR
Prof. Mestra Fernanda Raggi

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES:
www.ambig.com.br
Telefone: (31) 3544.0274 / Cel. (31) 97945303 - (31) 87333151
Reservamos o direito de iniciar o curso com o mínimo de 15 participantes.

7º edição: Curso Práticas em botânica com base na vegetação de Porto Alegre

OBJETIVO
Capacitar os participantes para a execução de diagnósticos de vegetação, voltados à pesquisacientífica e à prestação de serviços, com base em exercícios de identificação de espécies,levantamentos florísticos, reconhecimento de padrões estruturais, análise de estágiossucessionais de regeneração e observação de fatores abióticos associados, através da realizaçãode um estudo sobre a flora e a vegetação nativa presente nos morros do município de PortoAlegre.

PÚBLICO-ALVO
Estudantes de graduação e pós-graduação dos cursos de Ciências Biológicas, EngenhariaAgronôma, Engenharia Florestal e outras áreas afins; profissionais que necessitem deconhecimento em botânica e o público interessado em geral.

CARGA-HORÁRIA
40 horas

DATAS
1ª Turma: 7 a 11 de janeiro de 2009
2ª Turma: 21 a 25 de janeiro de 2009

CONTATOS
e-mail: curso_vegetal@yahoo.com.br
Anderson - (48) 88298841 (japabio@yahoo.com.br)
Martin - (51) 8454 9338 ou (51) 3779-7589 (martin_grings@yahoo.com.br)
Robberson - (51) 9673-7419 ou (51) 3407 4875 (rbsetubal@yahoo.com.br)
Felipe - (51) 9195 0910 ou (51) 3333 5015 (econsciencia@econsciencia.org.br)

Maiores informações no link:
http://www.econsciencia.org.br/noticias_integra.php?idNews=9

terça-feira, 23 de setembro de 2008

IV Simpósio Internacional Sobre Cogumelos no Brasil e III Simpósio Nacional Sobre Cogumelos Comestíveis

Período: 27 a 30 de outubro de 2008
Realização: Universidade de Caxias do Sul (UCS) e EMBRAPA Recursos Genéticos e Biotecnologia – Brasília/DF
Informações:
http://www.ucs.br/ucs/institutos/institutobiotecnologia/sicog/versao_portugues/apresentacao

I Conferência Brasileira de Enriquecimento Ambiental

Período: 26 a 28 de setembro de 2008
Realização: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia-USP
Local: Anfiteatro Altino Antunes, Cidade Universitária, São Paulo, SP
Informações:
http://www.shapebrasil.com.br/

Curso de Licenciamento Ambiental (Incluindo o processo de licenciamento das Prefeituras)

Programa
A Administração Pública no contexto dos direitos humanos fundamentais: o caso do direito fundamental ao meio ambiente; Direitos Humanos Fundamentais; O Direito ao Meio Ambiente como Direito Humano Fundamental; Declaração de Estocolmo e Declaração do Rio; Administração Pública no Contexto dos Direitos Fundamentais; Conceito de Administração Pública; Princípios da Administração Pública e sua relação com a concreção e tutela dos direitos humanos fundamentais; O princípio da legalidade; Poder discricionário; Princípio da Impessoalidade; Princípio da Moralidade; Princípio da Publicidade; Princípio da Eficiência. Licenciamento Ambiental e seus conceitos básicos; Licenciamento Ambiental; Licença Ambiental; Noções Gerais Sobre Licenciamento Ambiental; O Licenciamento Ambiental no Estado do Rio de Janeiro; Licença Prévia; Licença de Instalação; Licença de Operação; Obtenção de licenças. Estudo sobre EIA/RIMA (Estudo e Relatório de Impacto Ambiental); Principais empreendimentos sujeitos à exigência de estudo e respectivo relatório de impacto ambiental conforme previsto na Resolução n.º 001/86; Monitoramento e Acompanhamento. Apresentação de diversos estudos ambientais pertinentes ao processo de Licenciamento Ambiental. PCA - O Plano de Controle Ambiental; PRAD – Plano de Recuperação de Áreas Degradadas; EIV - O Estudo de Impacto de Vizinhança; RIVI – Relatório do Impacto de Vizinhança; EIT – Estudo de Impacto no Trânsito. Instruções técnicas para licenciamento de posto de abastecimento de combustíveis. Resolução CONAMA N.º 273 de 29 de Novembro de 2000; DZ 1841 - Critérios para o licenciamento ambiental e para a autorização de encerramento de postos de serviço; IT 1842 - Instrução técnica para o requerimento de licenças ambientais e para obtenção da autorização para encerramento de postos de serviço; Documentos para requerimento de Licença Prévia – LP; Documentos para requerimento de Licença de Instalação - LI; Documentos para requerimento de Licença de Operação - LO. Comentários sobre leis de responsabilidades civis e criminais praticados contra o Meio Ambiente e Termo de Compromisso ou Ajuste de Conduta Ambiental. Processo de licenciamento das principais prefeituras do Estado.

Público-alvo
Curso de extensão na área de gestão ambiental voltado principalmente para profissionais ligados à área de Meio Ambiente, que necessitem de conhecimentos para as atividades de licenciamento ambiental e suas variações. Aplicável também a estudantes que queiram adquirir conhecimentos sobre os processos de licenciamento ambiental.

Professor: Ubiratan Josinei Barbosa Vasconcelos - Biólogo, Especialista em Perícia Judicial Ambiental, Empresário, Responsável Técnico da Empresa: Sanbrastine Auditoria e Assessoria Ambiental LTDA.

Informações Gerais
Local
: Na sede do Instituto Ecológico Aqualung - Rio de Janeiro
Dias das aulas: 2ª e 3ª feira, o dia todo
Data das aulas: 29 e 30 de setembro de 2008
Horário das aulas: de 8h30min às 17h20min
Carga Horária: 18 horas/aula
Valor do curso: R$ 320,00 (R$ 70,00 de inscrição + 2 parcelas de R$ 125,00, podendo ser pagos com Cartão de Crédito, Visa Electron, Rede Shop, Boleto Bancário, Cheque ou Depósito em conta)- Os associados do Instituto (há pelo menos 6 meses) têm 15% de desconto no valor do curso.- Os associados do Cartão Instituto Aqualung UNICARD têm 15% de desconto no valor do curso.- Os profissionais registrados (e funcionários) no CRBio têm 10% de desconto no valor do curso.Sala de Aula totalmente equipada, com Data Show (projetor), Telão, Televisão, DVD, Vídeo e Ar condicionado.Inclui, além da participação no curso: pasta exclusiva com material didático, bloco de papel e caneta; coffee-breaks; certificado de conclusão

OBS: A desistência e cancelamento da inscrição, com a devolução do correspondente valor pago, só poderá ocorrer até cinco dias antes do início do curso. A falta de pagamento de qualquer das parcelas que totalizam o valor do curso implicará na perda dos direitos referentes ao curso (freqüência e certificado de conclusão) e perda dos valores já pagos.

Coordenação: José Aurélio Ferreira

Organização geral: Marcelo Szpilman

Obs1: O INSTITUTO ECOLÓGICO AQUALUNG se reserva o direito de cancelar qualquer curso aqui descrito se não houver o número mínimo de inscrições que viabilize sua realização.

Obs2: Todos os cursos aqui descritos poderão ser realizados “in company” para as empresas e instituições interessadas.

Informações e Inscrições
Instituto Ecológico Aqualung
Rua do Russel, 300 / 401, Glória, Rio de Janeiro, RJ. 22210-010
Tels: (21) 2558-3428 ou 2558-3429 ou 2556-5030 Fax: (21) 2556-6006 ou 2556-6021
E-mail: instaqua@uol.com.br
Site: http://www.institutoaqualung.com.br/
Turmas de apenas 20 alunos. Faça já sua inscrição!Veja em:
http://www.institutoaqualung.com.br/curso_de_licenciamento.html

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

IV Simpósio de Ciências Biológicas do CES/JF

Entre os dias 29 de setembro e 03 de outubro, o Centro Acadêmico do Curso de Ciências Biológicas irá promover, o IV Simpósio de Ciências Biológicas do CES/JF. Nos dias 29 e 30 de setembro, serão realizadas palestras e mesa-redonda. Já nos dias 1º e 02 de outubro, acontecerão os mini-cursos de Taxonomia de campo; Controle biológico de insetos; Genes de interesse econômico; Ecologia trófica de ave; Apoptose celular; Meio ambiente e desenvolvimento sustentável e Manejo de camundongos em biotério para experimentos embriológicos. E, no dia 03 de outubro, para encerrar a semana, serão apresentados os trabalhos científicos.

Os interessados em participar da semana deverão fazer a inscrição no valor de R$10,00, do dia 15 de setembro até o dia 29 de setembro, no Centro Acadêmico, Campus Arnaldo Janssen, das 19h às 21h. Será conferida certificação aos participantes.

Maiores informações pelo email: jpmaraujo@yahoo.com.br .

Acesse a programação complete pelo link:
http://www.cesjf.br/cesjf/documentos/semana_da_biologia_programação.jpg

Cientistas aliviados com novas aprovações da CTNBio


Leila Oda, pesquisadora da Fiocruz, presidente da ANBIO (Associação Nacional de Biossegurança) e do Grupo Internacional de Biossegurança, comemorou as aprovações pela CTNBio (Comissão Técnica Nacional de Biossegurança) de quatro novos organismos geneticamente modificados no país. Para ela, é “um alívio” para a comunidade acadêmica ver que finalmente, as aprovações da CTNBio começaram a transcorrer de forma pacífica e o que tem prevalecido são o debate técnico de qualidade e as decisões científicas, “como sempre deveria ter sido”.

A pesquisadora observa que nunca entendeu os motivos para a discussão sem-fim dos opositores da biotecnologia que questionavam os procedimentos científicos para avaliação de segurança adotados pela Comissão sem apresentar outras soluções efetivas para garantir o suprimento de alimentos, medicamentos e insumos de forma tão segura.

“Para isso, a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) endossa o critério de equivalência substancial pelo qual avalia a segurança dos produtos transgênicos para consumo humano e animal comparando-os aos seus equivalentes convencionais”, afirmou. “A conclusão é de que não há diferença entre os produtos aprovados e seus pares, exceto a característica do gene inserido (resistência a insetos, tolerância a herbicidas, etc.). Além disso, a experiência internacional tem demonstrado há mais de 10 anos que esses produtos reduzem o uso de defensivos agrícolas”, destacou a presidente da ANBio.

Os organismos geneticamente modificados aprovados nesta quinta-feira, dia 18, foram: o milho NK603, algodão RR e o milho GA21, todos tolerantes ao herbicida glifosato e a vacina contra circovirose suína.

Fonte: ANBio - Associação Nacional de Biossegurança

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Especialistas brasileiros e internacionais buscam a uniformização das análises de biossegurança

Por Fernanda Diniz

Cientistas do Brasil e de mais cinco países – Estados Unidos, Canadá, Suíça, Austrália e Inglaterra – estão unindo esforços para uniformizar os procedimentos de análise de riscos da liberação de produtos geneticamente modificados – OGMs. A iniciativa partiu da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, uma das 41 unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, em parceria a ILSI – International Life Sciences, que é uma fundação internacional sem fins lucrativos voltada para o desenvolvimento da ciência, e tem como objetivo harmonizar as avaliações de biossegurança no mundo na área de agricultura, além de possibilitar a troca de experiências positivas e negativas dos países.

O primeiro passo foi dado com a realização do Workshop sobre Avaliação do Risco Ambiental, no período de 18 a 20 de agosto, em Brasília, que reuniu 60 participantes de empresas públicas e privadas nacionais e internacionais, incluindo o diretor executivo da Embrapa, José Geraldo Eugênio de França, o presidente da CTNBio, Dr. Walter Colli, além de outros membros da Comissão, e representantes de grupos internacionais que atuam na avaliação de riscos. O evento também contou com a participação das principais instituições públicas e empresas de biotecnologia brasileiras e internacionais: Alelyx, Canavialis, Monsanto, Ridesa, CTC, Bayer, Syngenta, Pioneer, Basf, UFRJ, USP, UNICAMP, UNB, UCB e UFAL.

Segundo o pesquisador da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Eduardo Romano, que coordenou o evento junto com a pesquisadora Fátima Grossi, o objetivo é uniformizar os procedimentos de análise de riscos da liberação de culturas transgênicas, fazendo com que todos os países sigam as mesmas normas. “A uniformização normativa e a troca de experiências entre países evitarão análises desnecessárias para uma correta avaliação de riscos, além de possibilitar uma definição harmônica de testes necessários”, explica o pesquisador.

Romano lembra que o evento foi realizado em um momento estratégico para o Brasil em termos de biossegurança de OGMs, já que foi aprovada em março deste ano pela CTNBio a Resolução Normativa (RN) nº 5, que dispõe sobre normas para liberação comercial de Organismos Geneticamente Modificados e seus derivados. Após a publicação desta normativa, o Brasil redefiniu que informações são necessárias para a liberação comercial de variedades GM. Segundo ele, essa Resolução trouxe muitos avanços à questão da avaliação de riscos em relação à Lei de Biossegurança no Brasil.


Pontos positivos da liberação de transgênicos

A nova resolução aproximou o Brasil dos demais países em termos de informações necessárias para liberação comercial de plantas transgênicas. Um dos pontos que merecem destaque, na visão do pesquisador, é a flexibilização proporcionada pela RN 5, especialmente quanto ao fato de considerar os impactos ambientais positivos da liberação de culturas transgênicas no meio ambiente. “Antes, a legislação nacional considerava apenas os potenciais riscos, agora na tomada de decisão pela liberação de um produto GM também são considerados os impactos positivos da variedade. Por exemplo, variedades que reduzem a aplicação de pesticidas trazem efeitos ambientais positivos e agora a legislação nacional considera estes benefícios.”, ressalta Romano.
Apesar de divulgado na literatura científica divulgado, esse benefício não estava explícito de forma adequada na Lei. A partir da introdução da nova normatização, ela terá que ser mensurada nos experimentos de campo.

“É fundamental que o Brasil se alinhe em termos de avaliação de riscos com os demais países que comercializam plantas transgênicas, de forma a que todos falem a mesma língua. A sociedade de forma geral só tem a lucrar com essa interação internacional”, comenta o pesquisador.

Durante o Workshop em Brasília, foram feitas experiências piloto entre os representantes dos seis países presentes com estudos de caso da introdução de duas culturas transgênicas: algodão e cana-de-açúcar, que são muito importantes para o Brasil. Romano lembra que foi dada atenção especial à cana-de-açúcar, já que além de praticamente não ter dados de avaliação de riscos, é um dos plantios transgênicos que o Brasil vai sair na frente.

Segundo ele, os resultados do workshop estão sendo compilados em conjunto entre todos os países e vão gerar uma publicação que ficará disponível para consulta pública pela sociedade nas páginas eletrônicas da CTNBio (http://www.ctnbio.gov.br/) e da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (http://www.cenargen.embrapa.br/).

Além disso, outras atividades já estão previstas para dar continuidade no processo de harmonização de biossegurança, como reuniões entre os pesquisadores participantes para formulação de artigos científicos e a ampliação das instituições participantes que trabalham com biotecnologia no Brasil e no exterior.

Concurso público para Biólogos

Concurso Público SAAE de Mariana/MG (1 vaga para Biólogo)
O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) da Prefeitura Municipal de Mariana/MG abre concurso público para Biólogo. Inscrições até 26 de setembro de 2008 pela internet no site http://www.magnusauditores.com.br/ .
O edital pode ser acessado pelo link:
http://www.magnusauditores.com.br/concurso/Saae_Mariana_2008/Edital_Saae_Mariana.pdf .

Concurso Público para Biologista (2 vagas para Biólogo)
A Coordenadoria de Serviços de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde-SP (http://www.saude.sp.gov.br/) realizará Concurso Público que selecionará 2 Biologistas. As Inscrições podem ser efetuadas pela internet no site http://www.caipimes.com.br/, até o dia 26 de Setembro de 2008. Um dos requisitos da vaga é ter Registro no CRBio - 01. O edital do concurso da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo/SP pode ser conferido no link:
http://www.caipimes.com.br/ses150908/EDITAL_DE_CONCURSO_PUBLICO.pdf

Concuso Público Copasa - MG Suspenso Temporariamente
O Concurso Público da COPASA - MG, que selecionararia candidatos para o provimento de vagas e formação de cadastro de reserva do Quadro Permanente da COPASA e suas subsidiárias, foi suspenso temporariamente. Para cargo de nível superior existia 1 vaga para Biólogo. As incrições começariam no dia 18 de setembro através do site da organizadora do Concurso COPASA em www.iadenet.com.br . Vale resslatar que o CRBio4 ainda havia conseguido a retificação do edital, incluindo o diploma de licenciatura para a especialidade de Biologia.

Semana Científica UNIPAC

A UNIPAC Betim promove entre os dias 22 e 26 de setembro de 2008 a "II Semana Científica do Curso de Ciências Biológicas da UNIPAC Betim - Saúde, Biotecnologia e Meio ambiente".

Maiores informações pelo telefone (031)3531-5574 ou através do e-mail:
andreavieira@unipacbetim.com.br

Programação - NOITE

SEGUNDA-FEIRA 22/09/2008

Cerimônia de Abertura

18h50 Palestra: Drogas e seus efeitos
Daniele ScarpelIi - Polícia Civil de Belo Horizonte

20h50 Palestra: Farmacogenômica
Evanguedes Kalapothankis - Laboratório de Marcadores Moleculares e Biotecnologia da UFMG

TERÇA-FEIRA 23/09/2008

Palestras
18h50 às 20h30 Valoração Ambiental
Luiz Carlos da Cruz

18h50 Resistência de vetores de importância médica a inseticidas
Grasielle Caldas D'Ávila Pessoa - FIOCRUZ

20h50 às 22h30 Consultoria Ambiental
Gretynelle Rodrigues Bahia

20h50 às 22h30 Vacinas Recombinantes
Luciana Gonçalves Aramuni - Hertape Calier Saúde Animal

Mini-Curso
18h50 às 22h30 O Sistema de Informação Geográfica (SIG) como ferramenta para estudos ecológicos
Ricardo Oliveira Latini

QUARTA FEIRA 24/09/2008

Palestras
18h50 às 20h30 Silvicultura – Prospecções do Eucalipto
Fernanda Raggi Grossi Silva

18h50 às 20h30 Arborização
Secretaria de Meio ambiente de Betim

20h50 às 22h30 Fotografando a matemática
José Leonardo Geovaninni Rocha

20h50 às 22h30 PCR – A técnica mais utilizada na Biotecnologia
Andréa Amélia Silva Vieira

Oficina
18h50 às 22h30 Aquecedores solares de baixo custo
Leonardo Lara - Secretaria de Meio Ambiente de Betim

QUINTA-FEIRA 25/09/2008

Mini-cursos

18h50 às 22h30 Eletroforese em Gel

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Vaticano aceita evolução, mas não se desculpa com Darwin

O Vaticano disse nesta terça-feira (16) que a teoria da evolução é compatível com a Bíblia, mas não planeja um pedido de desculpas póstumo a Charles Darwin (1809-1892) pela fria recepção dada a ele há 150 anos.

Igrejas cristãs costumam ser hostis a Darwin por conta dos conflitos entre sua teoria e a acepção bíblica da criação. O criacionismo defende que Deus teria criado o mundo em seis dias, como é descrito na Bíblia.

O arcebispo Gianfranco Ravasi, ministro da Cultura do Vaticano, deu a declaração durante o anúncio de uma conferência de cientistas, teólogos e filósofos que acontecerá em Roma em março de 2009, marcando os 150 anos da publicação da obra "A Origem das Espécies".

"Talvez devêssemos abandonar a idéia de emitir pedidos de desculpas, como se a história fosse um tribunal que está eternamente em sessão", disse, acrescentando que as teorias de Darwin "nunca foram condenadas pela Igreja Católica e nem seu livro havia sido banido".

Fonte: Reuters

Curso prático de uso de GPS para coleta de dados em campo

O Centro Brasileiro de Biologia da Conservação (CBBC) abre vagas para o Curso Básico de GPS (Sistema de Posicionamento Global).

Hoje em dia o GPS é uma ferramenta indispensável e que faz parte do cotidiano de quem trabalha no campo coletando informações. Devido às relações espaciais que encontramos na natureza, a localização de um determinado objeto estudado nos informa muito a seu respeito e sobre o próprio local em que está presente. Muitas decisões tomadas em conservação são baseadas na localização de eventos importantes, e, portanto, o objetivo de muitos profissionais nessa área é encontrar e mapear esses eventos em campo. Onde estão as espécies ameaçadas? Em quais locais há uma alta concentração de biodiversidade? Onde estão as áreas de preservação permanente? Onde a destruição do habitat é mais intensa? São algumas perguntas que esse instrumento nos ajuda a responder. O GPS também é uma fonte importante de informação para o Sistema de Informações Geográficas, servindo para alimentar bancos de dados espacializados que integram dados provenientes de diversas outras fontes.

Público alvo: estudantes e profissionais da área ambiental que necessitam iniciar o uso do GPS em trabalhos de campo.

Carga horária: 16 horas
Data: 04 e 05 de outubro
Valor do curso: R$ 360,00

Informações pelo e-mail cbbc@ipe.org.br , pelo telefone (11) 4597-1327 / 9981-2601 e pelo link
http://www.ipe.org.br/html/cursos.asp?mes=Outubro&id=149

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Curso de Introdução a ecologia de comunidades de substrato consolidado: Costão Rochoso

A ONG Ecossistemas costeiros promoverá entre os dias 24 e 26 de outubro de 2008, em Itanhaém, o curso "Introdução à ecologia de comunidades de substrato consolidado: costão Rochoso".

O curso é voltado para estudantes de Ciências Biológicas, Oceanografia e áreas afins. O custo é de R$450,00. Maiores informações pelo telefone (13) 9783-3337 e pelo e-mail ghfilho@yahoo.com.br

V SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE CONTROLE DE BENS SENSÍVEIS

O Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) têm a honra de convidar V.Sª. para participar do V Seminário Nacional Sobre Controle de Bens Sensíveis - Armas Biológicas x Desenvolvimento Científico e Tecnológico: Desafios e Perspectivas, a realizar-se das 8h00 às 18h00, do dia 25 de setembro de 2008, no auditório da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), em Manaus/AM.

O Seminário Nacional Sobre Controle de Bens Sensíveis é realizado no âmbito do Programa Nacional de Integração Estado-Empresa na Área de Bens Sensíveis (Pronabens), ferramenta desenvolvida e implementada pelo MCT em parceria com a Abin.

O Seminário, com foco na área biológica, objetiva promover debates sobre os controles exigidos por instrumentos internacionais de desarmamento e não-proliferação; a biossegurança e a biosseguridade; o controle e combateà biopirataria de microorganismos patogênicos com potencial para serem utilizados na fabricação de armas biológicas.

Para maiores informações acesse http://www.mct.gov.br/ ou http://www.abin.gov.br/ . As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas pelos endereços eletrônicos cgbe@mct.gov.br ou pronabens@abin.gov.br. Para a inscrição solicitados os seguintes dados: nome completo, órgão ou instituição, telefone e e-mail.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

UFMG Educativa estréia programa de debate sobre temas científicos

Estréia nesta segunda-feira, às 22h, na rádio UFMG Educativa, o programa Na onda da vida especial. Com uma hora de duração, a produção abordará os 150 anos do anúncio da Teoria Geral da Evolução, de Charles Darwin. O programa será mediado pela professora Adlane Vilas-Boas, do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG (ICB), tendo Fabrício Rodrigues dos Santos e Edson Coelho, da mesma unidade, como debatedores. O Na onda da vida especial é um desdobramento do Na onda da vida, que há três anos leva informações científicas em pílulas aos ouvintes da emissora. O novo programa irá ao ar sempre às segundas-feiras, às 22h, e tem no comando a própria Adlane e a também professora Débora Reis, do ICB, que se revezam na condução dos debates.

As duas já produziram especiais sobre alergia e dengue, que vão ao ar nas próximas semanas, além de um piloto sobre aquecimento global. Dois outros temas já estão engatilhados: a formação do cientista e o caráter controvertido das bactérias, ora vistas como “vilãs”, ora como “mocinhas”.

Os programas Na onda da vida podem ser ouvidos na internet (http://www.ufmg.br/naondadavida). A rádio UFMG Educativa é sintonizada na freqüência 104.5 FM e também na página eletrônica da Universidade (www.ufmg.br/radio)

Fonte: UFMG

Cursos em Meio Ambiente - Instituto Ecológico Aqualung

Curso de Gerenciamento Costeiro e seus Impactos Ambientais
Carga Horária: 18 horas/aula
Data das aulas: 22 e 23 de setembro de 2008

Programa
Introdução aos ambientes costeiros; Caracterização física-morfológica do ambiente costeiro: Estuários, baías, lagunas, praias e fjords; Caracterização química e biológica do ambiente costeiro: zonas de mistura de águas; Áreas de relevante interesse ecológico: Manguezais; Corais, Restingas; Costões rochosos; Ambientes Lagunares, Dunas. Impactos ambientais nos ambientes costeiros; As atividades antrópicas e seus conflitos: Pesca e recursos pesqueiros; Aquicultura; Turismo e lazer; Navegação; Mineração, indústria; Uso do solo e poluição (esgotos, nutrientes, pesticidas, processos de erosão); Indicadores da qualidade ambiental; Mudanças climáticas, oscilação do nível do mar e o gerenciamento costeiro a longo prazo. Gerenciamento costeiro; Planejamento e legislação; Diretrizes para o gerenciamento das áreas costeiras; zoneamento costeiro.

Informações Gerais
Local: Na sede do Instituto Ecológico Aqualung - Rio de Janeiro
Dias das aulas: 2ª e 3ª feira, o dia todo
Data das aulas: 22 e 23 de setembro de 2008
Horário das aulas: de 8h30min às 17h20min
Carga Horária: 18 horas/aula
Valor do curso: R$ 320,00 (R$ 70,00 de inscrição + 2 parcelas de R$ 125,00, podendo ser pagos com Cartão de Crédito, Visa Electron, Rede Shop, Boleto Bancário, Cheque ou Depósito em conta)

Informações e Inscrições
Instituto Ecológico Aqualung
Rua do Russel, 300 / 401, Glória, Rio de Janeiro, RJ. 22210-010
Tels: (21) 2558-3428 ou 2558-3429 ou 2556-5030
Fax: (21) 2556-6006 ou 2556-6021
E-mail: instaqua@uol.com.br
Site: http://www.institutoaqualung.com.br/
Turmas de apenas 20 alunos.
Faça já sua inscrição em:
http://www.institutoaqualung.com.br/curso_de_gerenciamento_costeiro.html
--------------------------------------------------------------------------------
Veja a programação completa
http://www.institutoaqualung.com.br/cursos_presenciais_rio.html

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Minc teme que desmatamento na Amazônia aumente no período eleitoral


Por Ivan Richard, da Agência Brasil

Brasília - O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, afirmou nesta quarta-feira (10) que está preocupado com o possível aumento do desmatamento na Amazônia nos meses que antecedem as eleições de outubro.

Ele acredita que está havendo pressão política em decorrência do período eleitoral, o que pode levar prefeitos e governadores a evitar medidas "antipáticas" para coibir crimes ambientais. “Não temos os dados de agosto, mas estou muito preocupado. Estou sobrevoando a Amazônia e tenho visto a floresta queimar em vários lados”, disse Minc após reunião do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Segundo o ministro, tem havido muita pressão política sobre prefeito e governadores. “Inclusive, pedi para ser feito um levantamento, não está pronto ainda, [para analisar] os meses antes de eleições. Nenhum prefeito e nenhum governador quer ser antipático na véspera da eleição”, argumentou.

De acordo com Minc, historicamente, os meses anteriores às eleições são ruins em relação ao desmatamento. “Vi uma série [de queimadas] que ainda não estão tabuladas, mas tenho sobrevoado a Amazônia e tenho visto muitas queimadas em muitas áreas. Você fecha uma serraria em um lugar e, se não são criados empregos sustentáveis na mesma região, o sujeito vai desmatar cinco quilômetros adiante”, disse o ministro.

Minc relatou que participou na terça-feira (9) de uma operação no Parque Nacional do Juruena (MT), em que viu “dezenas de crimes ambientais”. “Desmatamento, queimada, gado [criado ilegalmente], aprendemos um caminhão com palmito ilegal, toras ilegais. Se em um parque nacional acontece isso, a situação não está segura e precisamos fazer um esforço muito grande de todos os ministérios para agilizar a execução do Plano Amazônia Sustentável [PAS].”

Para o ministro, a “luta de gato e rato” e a simples repressão não vão resolver o problemas do desmatamento. É preciso, segundo Minc, criar opções de renda sustentáveis para as pessoas que vivem na Amazônia.

Fonte: (Envolverde/Agência Brasil)

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Concursos Públicos

Prefeitura Municipal de Rio Bonito/RJ
Concurso Público para selecionar profissionais em análises clínicas e professor
Período: Até 21 de setembro de 2008.
https://secure.ucp.br/concurso/concurso.htm

Companhia de Água e Esgoto da Paraiba - CAGEPA
Concurso Público para selecionar profissionais de nível superior
Período: Até 14 de setembro de 2008
http://www.coperve.ufpb.br

Serviço Autonomo de Saneamento de Pelotas/RS - SANEP
Concurso Público para selecionar profissionais de nível superior
Período: Até 12 de setembro 2008.
http://www.objetivas.com.br

Instituto Nacional do Semi-Árido - INSA/MCT
Concurso Público para selecionar profissionais de nível superior
Período: De 01/10 a 31/10/2008
http://www.insa.gov.br/concursos

Novos Cursos de Extensão - UNA

A UNA apresenta seus Cursos de Extensão, com foco no desenvolvimento pessoal e profissional, na ampliação de oportunidades e no estímulo ao prosseguimento dos estudos.
Os cursos serão realizado em Belo Horizonte.

Início das aulas: 13 de setembro de 2008

CURSOS
1. Animais Peçonhentos: Casuística, Identificação e Prevenção

2. Efeito estufa, aquecimento global e mudanças climáticas

Saiba mais pelo http://www.una.br/, ou pelo telefone (31) 3235-7300, digite opção 2 ou extensao@una.br

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Biólogo é indicado como Brasileiro Imortal


O Prêmio Brasileiro Imortal, uma iniciativa da Vale, homenageia brasileiros por projetos, ações e compromissos socioambientais. Paulo Nogueira Neto, um dos fundadores do CFBio e atual presidente emérito do WWF Brasil, está concorrendo entre os indicados nacionais.

Para votar nele e/ou conhecer os outros indicados é só acessar o site: http://www.brasileiroimortal.com.br/ .


Cientistas testam com sucesso máquina que tenta reproduzir o Big Bang

Quase 9.000 cientistas se reuniram nesta quarta-feira na fronteira entre a Suíça e a França para realizar o primeiro teste com o LHC (Grande Colisor de Hádrons), a máquina mais poderosa do mundo que tentará reproduzir o Big Bang, a explosão que deu origem ao Universo.

O teste realizado consistiu em atirar o primeiro feixe de prótons em um gigantesco túnel circular de pouco mais de 27 quilômetros de comprimento para observar a colisão das partículas e seus resultados. O equipamento tem como objetivo revolucionar a forma como enxergamos o Universo hoje.

AP/Salvatore Di Nolfi Cientistas realizam primeiro teste do LHC, supermáquina de colisão de partículas que pretende descobrir segredos do Universo Colocados no acelerador, os prótons deram uma volta completa no enorme túnel. O êxito do primeiro teste foi muito comemorado pelas dezenas de cientistas presentes na sala de controle do organismo, que aguardavam com expectativa o resultado.

"Tenho certeza de que funcionará", disse o diretor-geral do Cern, Robert Aymar, minutos antes do início do teste, em um ambiente ainda cheio de expectativa. O diretor do projeto LHC, Lyn Evans, tinha anunciado antes que não era possível saber quanto tempo o feixe demoraria para colidir, o que ocorreu em pouco mais de 50 minutos.



AP/Salvatore Di Nolfi

Miniburaco negro
Uma grande apreensão tomou conta dos momentos iniciais antes do primeiro teste, conduzido por Evans. O grande temor por trás das pesquisas com o LHC são as notícias de que o experimento de colisões de hádrons (partículas como prótons e nêutrons) pela máquina poderia criar um "miniburaco negro" que engoliria a Terra.

"É irreal. Isso não faz sentido", disse James Gillies, o porta-voz do Cern (Organização Européia para Pesquisa Nuclear), organização responsável pelo LHC. Por meio de testes com choques de prótons e nêutrons, os pesquisadores querem saber logo que segredos do Universo serão desvendados pelo aparelho, desde a origem da massa até a estrutura da matéria escura.

Situado sob a fronteira entre Suíça e França, a uma profundidade até 120 metros, o enorme colisor de partículas é constituído por 60 mil computadores e custou mais de US$ 10 bilhões.
Em entrevista à imprensa internacional, Gillies afirmou que o mais perigoso incidente que poderia ocorrer com o LHC é o equipamento se quebrar e acabar soterrado sob a Europa. Além disso, ele declarou que no estágio inicial o colisor só funcionará parcialmente, sendo que o potencial máximo do LHC só deverá ser alcançado após um ano.

"Nesta quarta-feira nós começaremos com pouco", disse. "O que nós estamos colocando para funcionar é uma pequena parcela de feixes a baixa intensidade. Isso nos dará experiência para conhecer melhor a máquina." Somente depois do primeiro teste será possível saber se o maior acelerador de partículas do mundo funciona corretamente, mas os primeiros impactos das partículas não serão produzidos durante alguns meses. Só após esse tempo será iniciada a obtenção de dados.

Construção
A realização do LHC foi algo tão complexo quanto as experiências que devem ser feitas nele. "Primeiro, foi necessário construir a máquina no túnel, algo que começamos a fazer há muitos anos, e depois tivemos de aprender a resfriá-la", explicou o engenheiro espanhol Antonio Vergara Fernández.

Salvatore di Nolfi/Efe Imã gigantesco é instalado em uma das cavernas do LHC (Grande Colisor de Hádrons), a máquina mais poderosa do mundo "São quase 28 quilômetros de acelerador que precisaram ser resfriados a -271°C", afirma. "Isso começou a ser feito há quase um ano e meio, depois tivemos de conseguir acender a máquina e ver que todos os sistemas funcionavam, mas sem introduzir nenhuma partícula no acelerador." Esse processo para verificar se a máquina estava pronta para receber os prótons "durou cerca de dois anos". O passo seguinte consistiu em preparar o feixe de prótons do mecanismo, para que entrassem no acelerador e pudessem colidir com outras partículas no túnel.

Está previsto para que o primeiro feixe de prótons comece a circular no acelerador no começo da manhã desta quarta. O objetivo do primeiro dia de funcionamento do LHC é conseguir que os prótons dêem uma volta em todo o anel gigante. "No início, não conseguiremos. É um processo muito complexo", disse Vergara. "São 28 quilômetros e haverá defeitos que corrigiremos pelo caminho. Faremos o primeiro disparo, os prótons entrarão, se perderão, mas conseguiremos ver onde e como se perderam, e faremos as remodelações necessárias do controle central para depois voltarmos a tentar."
Fonte: Folhaonline

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Educação e Interpretação Ambiental em Unidades de Conservação

A Fundação O Boticário de Proteção à Natureza está com as inscrições abertas para o curso de “Educação e Interpretação Ambiental em Unidades de Conservação”. As vagas são limitadas e os candidatos deverão se inscrever pelo site da organização: http://www.fundacaoboticario.org.br/.

Objetivos:Fornecer aos participantes subsídios para a elaboração de programas de educação ambiental em unidades de conservação e outras áreas naturais, com ênfase em técnicas de interpretação da natureza.

Realização: 02 a 08 de novembro
Local: Reserva Natural Salto Morato (Guaraqueçaba/PR)
Período de inscrição: 09 de setembro a 09 de outubro
Divulgação dos selecionados: 13 de outubro
Carga horária: 40 horas

Conteúdo Programático:
● Visão panorâmica da questão ambiental;
● Conceitos e noções gerais de conservação da natureza;
● Noções sobre unidades de conservação;
● Noções sobre categorias de manejo;
● Programa de uso público em unidades de conservação;
● Educação ambiental;
● Interpretação da natureza nos programas educativos;
● Planejamento de trilhas interpretativas.

Público Alvo:
● Profissionais que atuem em áreas naturais protegidas;
● Proprietários de áreas com potencial para o ecoturismo;
● Proprietários de RPPNs;
● Guarda-parques;
● Estudantes de graduação e pós-graduação em áreas afins.

Instrutores:
● Jane Vasconcellos: Bióloga, Doutora em Conservação da Natureza pela UFPR, Porto Alegre, RS.
● Carlos Fernández Balboa: Museólogo, Mestre em Educação, responsável de Educação Ambiental da Fundação Vida Silvestre Argentina.

Preço:
● R$ 550,00 (inclui transporte Curitiba-Reserva-Curitiba, alimentação, alojamento e o material didático).

Inscrições pelo site: http://www.fundacaoboticario.org.br/ (clique em “Educação e Mobilização” e em seguida no link “Cursos”)

Mais Informações:
Fone: (41) 3340-2637
Fax: (41) 3340-2635
E-mail: capacitacao@fundacaoboticario.org.br

Curso Preparatório para Perito Criminal da Polícia Federal

O IFAR é um instituto que dispõe de cursinhos preparatórios voltado para concursos de áreas específicas, como biologia. O IFAR está agora com turmas específicas para Perito Biólogo da Polícia Federal, sendo o único cursinho com preparação específica nessa área. Há previsão de que o concurso para Perito Criminal da Polícia Federal saia nos próximos 6 meses. As aulas serão em Brasília e o início do curso é em outubro de 2008.

Maiores informações em: http://www.ifar.com.br/index.php?option=com_jportfolio&cat=1&project=21&Itemid=46

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Adquira seu exemplar

Adquira seu exemplar

Título: INVERTEBRADOS. Manual de Aulas Práticas - 2a.Edição
Autor: Cibele S. Ribeiro-Costa & Rosana Moreira da Rocha
Páginas: 371
Formato: 21 x 28
Ano: 2006
ISBN - 85-86699-50-0
R$ 40,00

Visite nosso site www.holoseditora.com.br

Concurso Petrobrás - prazo para inscrição foi prorrogado

Informamos que atendendo ao ofício enviado pelo Assessor Jurídico do CRBio-02, Dr. Flávio Torres Nunes, foi retificado o Edital 01/2008, que possibilitará a participação do profissional com formação de nível superior de Biologia no cargo de Profissional Júnior - Engenharia Ambiental, no Processo Seletivo Público da Petrobrás Distribuidora S.A., o prazo para inscrição foi prorrogado até o dia 08/09/2008.

Para fazer a inscrição no concurso acesse o site http://www.cesgranrio.org.br/

Fonte: CRBio2

5º Seminário de Plantas Medicinais e Terapêuticas Tradicionais

Universidade Federal de Viçosa - Universidade Federal de Ouro Preto - Prefeitura Municipal de Conselheiro Lafaiete

LOCAL E DATA
Auditório da Igreja dos Mórmons, Rua Barão de Suassuí, 196. Bairro Santa Efigênia (em frente ao Colégio Estadual Narciso de Queirós). Conselheiro Lafaiete (MG), 26 de Setembro de 2008.

OBJETIVOS
Promover o treinamento e capacitação de profissionais, trabalhadores e produtores em práticas alternativas de saúde.

COMO CHEGAR A CONSELHEIRO LAFAIETE (MG)
Localizada a 96 Km de Belo Horizonte e 50Km de Ouro Preto, com acesso pelas BR 040, via Rio de Janeiro; MG 262, via Mariana/Ouro Preto seguindo pela Estrada Real por Ouro Branco e BR 356 via Viçosa/Piranga.

ÔNIBUS
Por Belo Horizonte – Viação Sandra (31) 3201-2927; Santa Fé (31) 3271-0086. Ônibus de hora em hora (diariamente).
Por Ouro Preto/Mariana – Viação Atual (31) 3763-2557 (0800-7040560). Horários: 5h, 9h, 12h, 17:30h e 18h (diariamente).

HOSPEDAGEM / ALIMENTAÇÃO
A cidade dispõe de vários hotéis e restaurantes. Maiores informações no telefone (31)3761-2078.
PARTICIPANTES
· Produtores agrícolas, Família Agrícola
· Voluntárias (os) das Pastorais
· Servidores Públicos
· Representantes (Sindicatos, Prefeituras, Associações)
· Terapeutas
· Comunidade em geral

INSCRIÇÕES
Dia 26/09 (no local). Início: 6:30 h

RESERVAS
Reservas de vaga antecipadas (até dia 21.09.08), nos telefones (31)3899-1131/ 3899-2613; Fax: 3899-2614 ou (31)3559-1719 ou (31)3761-2078, email: vwcasali@ufv.br ou rosanagrd@hotmail.com, ou atena.cl@viareal.com.br.

VALOR
R$ 10,00 (Terá prioridade quem reservar vaga)

CERTIFICADOS
Departamento de Fitotecnia/ Universidade Federal de Viçosa/ Pró-Reitoria de Extensão

APOIO
Projetos FAPEMIG – 6640/07; APQ7176/07, CNPq – 551372/2007.

DIVULGAÇÃO COM APOIO DE
ATENA – Conselheiro Lafaiete (MG)FAPEMIG (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais), CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), CONAHOM (Conselho Nacional de Homeopatia) e PHARMAFLORA (Conselheiro Lafaiete – MG)

OFICINAS - OBSERVAÇÕES

· Os participantes das oficinas (2 oficinas por pessoa/ horários 13 horas; 14 horas e 30 minutos) deverão fazer sua inscrição gratuitamente antecipada às 09 horas e 30 minutos.
· Serão 30 vagas por oficina.
· Nos horários das oficinas, os participantes irão ao local marcado, previamente divulgado.
· As vagas serão preenchidas pela ordem de chegada. Quem chegar tarde não conseguirá vaga na oficina pretendida.

Oficinas oferecidas - Sugestões
1. Manipulando Xaropes
2. Sais de banho/ Aromaterapia
3. Sabonete caseiro/ sabonete líquido
4. Manipulando Homeopatia
5. Bala vermífuga
6. Cultivo e Multiplicação de Mudas Medicinais
7. Capim vetiver
8. Secagem de plantas medicinais
9. Florais
10. Fazendo nosódios animais
11. Substrato orgânico/ Compostagem
12. Plantas companheiras
13. Homeopatizando a Propriedade
14. Apiterapia
15. Montando sua Farmácia-viva
16. Aromaterapia: como fazer óleo de plantas medicinais
17. Construindo canteiros alternativos
18. Alimentação natural
19. Calatonia
20. Drenagem Linfática
21. Shiatsu

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Estágio voluntário na área de Manejo de Animais Silvestres

O Zoológico de Campinas/SP oferece estágio voluntário na área de Manejo de Animais Silvestres aos estudantes cursando Ciências Biológicas. Os candidatos irão estagiar no período de dezembro de 2008 a fevereiro de 2009. A seleção será realizada através de avaliação de toda a documentação exigida em nosso protocolo de estágio.

Os interessados deverão entrar em contato com Eliana no fone:
(19) 33 86 88 73 das 7:00 às 17:00 horas.
O estágio oferece certificado para fins curriculares.

Paleontólogos desenterram crânio 'raro' de mamute



Paleontólogos desenterraram, no sul da França, o fóssil “extremamente raro” do crânio de um mamute.

De acordo com os pesquisadores Frederic Macombat e Dock Mol, a peça está bem preservada e poderá ajudar especialistas a entender melhor as etapas da evolução do animal, extinto há cerca de 8 mil anos.

O crânio teria pertencido a um mamute-da-estepe macho, espécie que habitou a Terra há cerca de 400 mil anos, durante a idade Pleistocena Média.

Segundo os especialistas, até hoje foram encontrados vários dentes de mamutes-da-estepe, mas apenas um punhado de esqueletos havia sido desenterrado e, nestes casos, o crânio raramente foi achado intacto.

O animal tinha cerca de 35 anos quando morreu e media 3,7 metros de altura, segundo estimativas dos pesquisadores.

'Elo perdido'
O mamute-da-estepe é vital para entender as etapas da evolução dos mamutes. A espécie representa a fase de transição entre o mamute meridional ou ancestral e o mamute lanudo.
“A espécie é muito importante porque não sabemos muito sobre a idade Pleistocena Média”, disse Mol, do Museu de História Natural de Roterdã, na Holanda, em entrevista à BBC News.

“Vários sedimentos sofreram erosão e não conhecemos muitas localidades onde podemos descobrir novos fósseis. Precisamos encontrar o que chamamos de 'o elo perdido'”, na evolução do mamute.

O mamute meridional teria vivido em savanas e se alimentado de frutos de árvores e arbustos. Já os dentes molares encontrados no mamute-da-estepe e no lanudo indicam que estas espécies estavam adaptadas ao pasto.

Os pesquisadores agora devem transportar o crânio em um caminhão para o museu Crozatier, perto de Auvergne, onde a descoberta foi feita.

Fonte: BBC Brasil

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

03 de setembro - Dia do Biólogo

3 de setembro é o dia do Biólogo no Brasil, pois a data é referente ao dia em que a profissão de Biólogo foi regulamentada no país, no ano de 1979, Lei número 6684.

Parabéns ao Biólogo, que estuda a vida em suas diferentes formas de expressão. São profissionais sempre comprometidos em favor do conhecimento da vida, da educação, da formação de opiniões fundamentadas na ciência e na ética. E acima de tudo, os biólogos são comprometidos em lutar pela proteção e preservação de nosso planeta.


"Juro, pela minha fé e pela minha honra e de acordo com os princípios éticos do biólogo, exercer as minhas atividades profissionais com honestidade, em defesa da vida, estimulando o desenvolvimento científico,
tecnológico e humanístico com justiça e paz".
Juramento dos Biólogos

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Genes têm forte relação com a origem geográfica, diz estudo


O mapa genético do ser humano mostra sua origem geográfica, porque contém variações do DNA que são freqüentes em determinado local. A afirmação é de um estudo publicado pela revista científica britânica "Nature".

Uma equipe de pesquisadores da Universidade da Califórnia (EUA) liderada por John Novembre descobriu que existe um forte relação entre as mutações genéticas e a geografia. Para chegar a essa conclusão, os cientistas analisaram os genes de 3.000 europeus, especialmente as pequenas áreas de mutações genéticas que afetam um único nucleotídeo, chamadas polimorfismo de nucleotídeo único (SNP, em inglês).

Quando combinaram os dados com a origem geográfica dos indivíduos, o resultado do gráfico em duas dimensões foi uma espécie de mapa da Europa. Os pesquisadores afirmam que seriam capazes de investigar a origem genética de uma dessas pessoas com uma margem de erro de poucas centenas de quilômetros, apesar de existir uma diferenciação genética muito pequena entre os europeus. Compreender a estrutura genética das populações desperta grande interesse médico, legista e antropológico, segundo os cientistas, e poderia permitir análises genéticas da ascendência.


Fonte: www.folhaonline.com.br

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Inscrições abertas atividades culturais no Museu de Ciências Naturais PUC Minas

Inscrições abertas para Quintas Culturais e Sábados

O Museu de Ciências Naturais PUC Minas está selecionando atividades culturais e artísticas, incluindo apresentações musicais, apresentações teatrais, palestras, debates, oficinas, mostra de vídeos, exposições de arte, entre outras. As atividades serão realizadas nas quintas-feiras, das 19h às 21h; ou aos sábados das 9h às 17h. Envie sua proposta formal para o e-mail comunicacaomuseu@pucminas.br

Programação cultural setembro - Museu de Ciências Naturais

Museu de Ciências Naturais PUC Minas / Quintas Culturais - Programação de Setembro

Todas as atividades iniciam-se às 19h.

• 04/09 – Espetáculo teatral "Uma noite no Museu PUC Minas"
Peça teatral baseada no filme "Uma Noite no Museu". Personagens da história e da fauna extinta e atual criam vida e transformam a visita às exposições do Museu em uma atividade interativa. O público tem a oportunidade de vivenciar a nossa história evolutiva.
Entrada: 4 reais. Vagas limitadas. Necessário o agendamento através do telefone (31) 3319.4520

• 11/09 - Quinta Científica – Palestra seguida de debate "Abolição da escravidão animal: introdução aos direitos animais" apresentada pelo coletivo Gato Negro (BH)
A partir de uma provocação é colocado em cheque o uso de animais: afinal de contas é ético usar animais para benefício humano? Descubra por que os animais são os últimos escravos condenados com unanimidade entre as leis e o senso comum. Conheça mais sobre a forma simples e não-violenta de ação direta: o veganismo.
Saiba mais sobre o coletivo Gato Negro, acesse o site www.gato-negro.org
Entrada franca.

• 18/09 - Arte e Música no Museu
Aula Show com apresentação do Grupo da Oficina de Pandeiro da PUC Minas. Prof: Mário Jaymovich (Farinhazazu).
Entrada franca.

• 26/09 - Para Ver Estrelas!!!
Palestra e observatório de estrelas com telescópios - Grupo GAIA (Grupo de Astronomia e Astrofísica da PUC Minas). Conheça o site do Grupo GAIA: www.dfq.pucminas.br/gaia
Entrada franca.

Museu de Ciências Naturais PUC Minas
Av. Dom José Gaspar, 290 - Coração Eucarístico, Campus PUC Minas
Belo Horizonte - MG
Tels. (31) 3319.4152 e 3319.4520
www.pucminas.br/museu

A Inflação dos Alimentos e o Meio Ambiente - Entre a fome, a sede e os carros - capítulo II


Por Mauro Kahn & Pedro Nóbrega

Quando nos deparamos com alguma crise, nossa atenção tende sempre a recair sobre relações de causalidade direta. Ao se falar, por exemplo, na crise da água, é natural que transbordem campanhas apelando para a redução do consumo doméstico. No entanto, ao assumirmos este tipo de abordagem, ignoramos outros hábitos que, postos em números, demonstram-se muito mais prejudiciais. Neste artigo, nos dedicamos a analisar um deles – o alto consumo de recursos naturais para produção de carne bovina – que consiste em um pequeno capricho na nossa dieta, porém um grande impacto em nosso meio ambiente.

Pesquisas apontam para um explosivo aumento per capita no consumo de carne no lugar de vegetais, e estima-se que até 2020 esse aumento seja de mais 50% (em especial graças às adesões de China e Índia aos hábitos alimentícios do Ocidente). Nossa razão para preocupação vai muito além de uma alimentação saudável: engloba os expressivos gastos envolvidos na produção da carne. Ainda permanecendo na questão da água, é suficiente lembrar que, para produzir-se 3 kg de carne bovina, gasta-se tanta água quanto uma pessoa tomando um banho diário (de chuveiro), durante cinco minutos, por um ano.

A partir de estimativas do Conselho Mundial de Água (CMA), para produzirmos um quilo de batata gastamos de 100 a 200 litros de água (lembrando que é possível produzir mais de 23.000 kg por hectare de batata no Brasil). Entretanto, se desejamos carne bovina acompanhando a batata, devemos nos preparar para consumir em média 13.000 litros por quilo (com uma produção em torno de apenas 47 kg de carne equivalente-carcaça/ha). A situação se agrava ao analisarmos a energia gasta através de todo o processo. Fora os gastos com combustível para transportar os grãos que alimentam o gado, é necessário manter em funcionamento tratores, caminhões e equipamentos para preparar o gado até ele chegar em nossas mesas. Ao confrontar estes aspectos, enxergamos com maior nitidez o impacto que o aumento do petróleo causa na inflação dos alimentos.

Outro ponto de interesse para nós é a poluição causada pela criação de gado. Segundo um relatório das Nações Unidas de 2006, o gado é responsável pela emissão de 18% dos gases poluentes. Além disso, a pecuária também apresenta altos índices de esgotamento do solo. Sabe-se, por exemplo, que um terço de todo o território próprio para cultivo dos EUA foi definitivamente perdido por erosão.

A poluição das águas é um caso à parte. Estima-se que a quantidade de resíduos gerados pela agropecuária (durante todos os níveis do processo) supere todas as fontes industriais e municipais combinadas. Segundo a Embrapa, a poluição gerada pelo gado entre os anos 1990 e 1994 praticamente igualou a poluição gerada pelo setor energético.

Embora não seja de maneira alguma a pretensão de nossos argumentos formular uma sociedade vegetariana – seria exagero propor a exclusão da carne de nossa dieta – não é difícil constatar que existe um excesso em nosso consumo, desnecessário e prejudicial para todos: para nossa saúde, nosso meio ambiente e nossa economia. Percebam que com a entrada no mercado de milhões de novos consumidores asiáticos, a situação se desenha de maneira perturbadora.

Se no passado muitas vezes não havia solução senão caçar (quando não era tempo de colheita, etc.) – e mesmo assim nossos ancestrais consumiam muito menos carne (além de não precisarem alimentar sua caça) – hoje temos uma vasta gama de possibilidades de nutrição, consideravelmente mais adequadas para a quantidade de pessoas que habitam o planeta e para os novos bilhões que habitarão em um futuro próximo. A plantação de frutas e vegetais – os quais demandam gastos naturais mínimos e são compostos de um importante valor nutritivo – em larga escala é um exemplo. Outros são a soja, o trigo e assim por diante. Em um mundo sem alimentos, fica a dúvida: é válido gastar 7 quilos de soja para gerar um quilo de carne?


Leia outros artigos acessando o site http://www.clubedopetroleo.com.br/